31 de mar de 2013

Cream "Royal Albert Hall" London May 2-3-5-6, 2005

Uma das coisas da vida que me dão prazer podem crer que é a amizade verdadeira!

Mas como distinguir uma verdadeira no meio de tanta tralha?

As tralhas ou os tralhas com o tempo mais curto pra uns e mais longo pra outros não conseguem enganar sempre e seu mau caratismo, sua desonestidade e suas ações sempre se destacam e denunciam os/as pilantras dessa vida que vivemos.

Com isso posso dizer que esse lobo já passou por poucas e boas nas mãos da pilantragem sempre mais esperta que os trouxas que se acham espertos e se ferram, rs, mas acabamos aprendendo que o caminho mais curto nem sempre é o melhor e nem sempre o mais fácil é o mais fácil mesmo.

Falando de mundo cibernético nesses últimos dias temos travado umas batalhas (eu na vida particular, mais uma) no blog do Gustavo sobre opiniões e bandas e quem é quem , política, bebida e até de música e do disco postado que é o motivo principal.

Nesse interím fomos percebendo uma incrível diversidade de pessoas ligadas a música por puro gosto, outros detentores de bons blogs e outros enxeridos como eu que não pode ver um discussão que já entra no meio!

Com isso, nos divertimos muito as custas do Gustavo que deixou a coisa rolar afinal já tinha perdido o controle logo no primeiro embate e assume o Ancient como mestre cervejeiro pra organizar a baderna; bem já deu pra imaginar que se falou de tudo, houve brigas e rusgas; desafetos vociferando suas bílis e amigos e amizades se fortalecendo, como o pessoal do Valvulado, o Ricardo, o Luciano que tirou o time de campo rapidinho alegando contratura e tantos outros comparsas que nem sei dizer.

Mas pra mim foi ótimo descobrir no Anc um cara muito parecido comigo, apesar de mais educado e mais amante da paz e muito menos ácido que este lobo estepario (Ola Aponcho, besos a Alita) um cara que tb acha o Renato Russo e o Fripp uns chatos, o Paulo Coelho um puta charlatão, algumas bandas boas e outras nem tanto, mas que em matéria de power trio se rendeu ao final a grandiosidade e a genialidade do Cream em detrimento do Rush sua banda preferida.

Apesar que acho que o Rush não tem nada a ver com o Cream mas nem falei nada prq vai que magoa o ancião e lá se vai um dos poucos que me suporta ainda; o Cream é mais visceral, mais rock/blues/rock enquanto o Rush mais prog/rock/prog. Verdade seja dita que os egos no Rush sempre foram muito bem trabalhados e por isso mais de 40 anos de estrada sem trocar a formação e a única gravação que não são os 3, está postada aqui em forma de compacto simples e é a primeira gravação do Rush tendo do outro lado uma música dos stones ou beatles não me lembro bem agora.

Já o Cream idas e vindas homéricas, carreiras solos, bandas variadas e de vez em quando os reencontros e que maravilhoso reencontro foi esse aqui, pra se ver ou ouvir tanto faz, posso achar um link de vídeo pra quem quiser mas hoje no youtube é só digitar que acha-se até a xuxa qdo não era santa como hoje quem dirá o resto (ops, fui mal agora heim? mas ela com aquela carinha de virgem imaculada nos seus 50 e a plim plim puxando o saco é de virar o estomago até de um lobo como eu).

E com isso como prometido o Ancião vai poder entender na íntegra o prq do Cream ser o que é, prq sempre foi o que é sempre será o que foi; não que o Rush não tenha feito história, mas ao contrário dos argumentos do Anc, que eles nunca se separaram e por isso são bons; será que se separassem tanto qto os integrantes do Cream continuariam com a mesma qualidade de um Clapton, Jack Bruce (que nesse show se recuperava de um transplante de rim ou fígado mal sucedido e sempre que possível encostava num banquinho, ou a maestria das baquetas e pedais na responsa de Ginger Baker?

Cada um que tire suas conclusões, pra mim são imbatíveis qdo juntos e fenomenais sós prq o talento supera a falta de um ou dois, e qdo se reúnem, só os anjos fazem melhor, aliás eles devem dar uma espiadinha pra pegar algumas manhas e toques......

Obs: Mais no final tem só umas dicas de onde chegaram os trabalhos desses três mestres, quem quiser que conte outra ou faça melhor, prq eles já fizeram!!!!
Royal Albert Hall London May 2-3-5-6, 2005 is the live recording of the Cream reunion at the Royal Albert Hall in 2005.

As the title implies, the recording includes songs from their four reunion shows on 2, 3, 5, and 6 May 2005.
Within five months of these performances, this collection of recordings was released as separate double Compact Disc and double DVD sets.

Two months later in December, a triple LP set was also released,[citation needed] containing tracks identical to the CD set.

A HD DVD version also exists.
The album reached #59 on the Billboard 200 album chart on 22 October 2005.[3]
Critical
In his review for Allmusic, Stephen Thomas Erlewine said that the shows at the Royal Albert Hall did not live up to Cream's concerts in the past, including their performance for the Rock and Roll Hall of Fame, which is not necessarily all because of their age, although some of it was, but because they have not been together in a while.

J. D. Considine spoke much more highly of the shows because Cream was not as fixated with psychedelic jam sessions and sounded better than before.

Shortly after the DVD of Cream's performance at the Royal Albert Hall was released in 2005, the Australian Recording Industry Association certified the release platinum with shipments of over 15,000 units.

On 11 July 2006 the Recording Industry Association of America certified the DVD box-set 5 times multi-platinum with sales of over 5,000,000 units.

On 1 December 2005 the Argentine Chamber of Phonograms and Videograms Producers certified the DVD platinum.
The recording of "Sitting On Top of the World", the alternate takes of "We're Going Wrong" and "Sunshine of Your Love" and the interviews are exclusive to the DVD set.

All other tracks are identical to the CD release.

Cream

Jack Bruce – vocals, bass guitar, harmonica
Eric Clapton – guitar, vocals
Ginger Baker – drums, cowbells, vocals

Production

Simon Climie – audio production
Mick Guzauski – audio mixer
Disc one
1."I'm So Glad" (Skip James) – 6:18
2."Spoonful" (Willie Dixon) – 7:29
3."Outside Woman Blues" (Blind Joe Reynolds) – 4:33
4."Pressed Rat and Warthog" (Ginger Baker, Mike Taylor) – 3:21
5."Sleepy Time Time" 1 (Jack Bruce, Janet Godfrey) – 6:08
6."N.S.U." (Bruce) – 6:02
7."Badge" 1 (Eric Clapton, George Harrison) – 3:59
8."Politician" (Bruce, Pete Brown) – 5:08
9."Sweet Wine" (Baker, Godfrey) – 6:28
10."Rollin' and Tumblin'" (Muddy Waters) – 5:02
11."Stormy Monday" 2 (T-Bone Walker) – 8:09
12."Deserted Cities Of The Heart" (Bruce, Brown) – 3:56

Disc two
1."Born Under a Bad Sign" (Booker T. Jones, William Bell) – 5:31
2."We're Going Wrong" (Bruce) – 8:26
3."Crossroads" (Robert Johnson, arr. Clapton) – 4:25
4."White Room" 1 (Bruce, Brown) – 5:39
5."Toad" 2 (Baker) – 10:07
6."Sunshine of Your Love" 1 (Bruce, Clapton, Brown) – 8:46
7."Sleepy Time Time" 1 (Alternate) (Bruce, Godfrey) – 6:07

Although the title mentions all four dates Cream played in May 2005, these releases contain no material recorded on the first night, 2 May, except for a brief clip shown on the DVD of Clapton speaking to the crowd.
^1 These tracks recorded 3 May.
^2 These tracks recorded 5 May.
All other tracks recorded 6 May.
Australian Top 40 Music DVDs 3
Austrian Top 10 Music DVDs 1
Belgium (Flanders) Top 10 Music DVDs 10
Belgium (Wallonia) Top 10 Music DVDs 7
Danish Top 10 Music DVDs 5
Hungarian Top 20 DVDs 4
Italian Top 20 Music DVDs 3
Japanese DVDs Chart 8
Netherlands Top 30 Music DVDs 6
Norwegian Top 10 DVDs 3
Spanish Top 20 Music DVDs 10
US Top Music Videos 1

Argentina CAPIF Platinum
Australia ARIA Platinum
Germany BVMI Gold
United States RIAA 5x Multi-Platinum

Enjoy!!!!!!!!!!!!

27 de mar de 2013

Tunde Baiyewu "Diamond In A Rock"


Uma das vozes mais lindas já surgidas nessa chamada nova geração musical, e porque nova geração?

Não é prog, não é rock, não é pop, não....é diferente, é mais profundo que o pop, menos denso que o prog e nem chega perto de um rock e até poderia se chamar de romântico mas não considero romântico como uma categoria musical.

Tunde surgiu com a dupla Lighthouse Family bem ao estilo de Pet Shop Boys, esses assumidamente gays, mas eles não, eles na deles fazendo o que gostavam ele de cantar e compor e seu parceiro os arranjos.

Sucessos vieram aos montes, e nesse momento ouço "Free" uma das últimas que participam juntos e de repente ele aparece só, quer dizer de repente pra gente aqui no fim do mundo; prq a preparação já levava um bom tempo.

E um bom tempo esperei esse disco prq sou fã de carteirinha desse negro cantante com voz macia e delicada e uma harmonia que poucos possuem; o chamado "dom", talento sei lá uma mistura de tudo, uma grande salada musical que ao ouvir só quem não tem sensibilidade ou gosto muito eclético pode dizer que não gosta.

É pra todos os gostos e idades, horas e momentos, vale a pena.
"Tunde Baiyewu has announced details of a brand new solo album, Diamond In A Rock, for March 4. The Lighthouse Family frontman - who has achieved in excess of 20 million global sales - also releases a new single, 'Move', on March 4; Tunde's first new material in over eight years.
 
A more soulful, personal and eclectic offering than his prior work, Diamond In A Rock suggests that there is more than may have initially met the eye with Tunde Baiyewu.
 
He was born in the UK to Nigerian parents, but returned to Nigeria aged 4, following the death of his father.
 
Tunde was immediately faced with the challenge of a new language (learning Yoruba would later heavily impact his singing style), and a new way of life; from the streets of London to the starkly rural school at Etiki, with the daily responsibility of collecting water from the stream to wash school-clothes.
 
The lack of a father-figure saw Tunde become "withdrawn, introspective" and that pensiveness can still be felt in his writing today.
 
"There's a need for me to withdraw into my own space," as he puts it.
 
When Tunde Baiyewu was in his teens, his mother remarried.
 
Tunde's new stepfather was Olusegun Obasanjo: a household name in Nigeria, and the head of the country's military. 
 
Obasanjo was to have a deep impact on Tunde's life: from avoiding assassination in 1976 (when Nigeria's president was killed) to speaking out against the human rights abuses perpetrated by the later regime of dictator Sani Abacha.
 
Obasanjo was jailed, tortured and sentenced to life in prison for participating in an aborted coup attempt in 1995: the very year that Tunde's 'Ocean Drive' album was released.
 
Pressure from political parties abroad, including President Jimmy Carter, saw Obasanjo's sentence reduced, until in 1998 Abacha died.
 
Tunde's stepfather was released and, upon Nigeria's first election in 16 years, was voted president a year later.
 
Work on Diamond In A Rock started a couple of years back with the Lighthouse Family now signed to Sony Records following a hugely successful UK tour. 
 
Tunde had written a number of songs for the band's new album, but while trying to put the pieces together in a major label atmosphere, he was reminded of the creative tensions and compromises of being in the band and decided any new material couldn't be fully realised if he didn't have control of the process. 
 
Instead, Tunde walked away from the group and went back to his roots, assimilating a lifelong love of the likes of Bill Withers with a mix of African and Western rhythms and textures.
 
The record was recorded in Portland (or "the new Nashville" as Tunde's producer sold it), featuring an array of local artists: the critically acclaimed Catherine Feeny provides backing vocals to several tracks, with musical turns also coming from the likes of guitarist Jon Neufeld (from The Decemberists' off-shoot Black Prairie).
 
Tunde's effortlessly soulful voice shines throughout - still as immediately recognisable now as it was in the heyday of The Lighthouse Family.
Lyrically, the impact of marriage and children has mellowed his songwriting, quite literally transforming the vitriolic 'Words In My Mouth' (it referred to the tensions that ended the band) into something more reflective and loving.
 
Now that Tunde is free from the constraints of a group, he has admittedly come into his own.
 
Yet despite the staggering success of The Lighthouse Family, Tunde stumbled into music almost entirely by accident. He left Nigeria for the UK at 19, hoping to study at university.
 
As a young, eager immigrant, Tunde took whatever job he could find, cleaning offices and then working within the same bank that refused to open him an account (England's government had accepted this African, but not everyone had read the memo).
 
Friends forced Tunde into expressing his voice and sent recordings to a local radio station, as well as some recording labels, without him knowing.
 
Tunde Baiyewu's distinctive voice comes from this rich, complex past, and on Diamond In A Rock, he finally begins to use it in the way you sense he's always wanted to.
 
"Now is when I need to really truly say what I want to say, the way I want to say it, as best as I can."

01 Move
02 Blissful In No Time
03 Diamond In A Rock
04 Effigy
05 Awake
06 Turn The Music On
07 Fear And Fortune
08 Words In My Mouth
09 The Answer
10 We're All In This Together

Obs: Como disse aguardava esse álbum e o encontrei aqui http://www.paimusic.5x.to/
 
Enjoy or Enjoy too!!!!!!!!!!!!!!

26 de mar de 2013

Mais um Link que vai rodar em 07 dias......

 
Sendspace Notification:

Files listed below are about to expire in 7 days as they were not downloaded for a long time. Once files expire they are deleted and no longer available for download.

To keep your files from expiring there are two options:

- Share them: files must receive at least one full download in roughly 30 days to remain active. Otherwise we consider them inactive and we delete them to free up space.

- Upgrade to one of our premium memberships: Max or Pro and your files will remain online, regardless of their inactivity, as long as your account is premium.


File Name: BHICTEC.rar
Download Link: http://www.sendspace.com/file/m4xndw


If you wish to no longer be notified about expiring files please disable this in your account preferences.

Thank you,

sendspace.com - The best free file sharing service.
---------------------------------------------------------------------
Please do not reply to this email. This auto-mailbox is not monitored
and you will not receive a response.

Obs: é o que eu digo, depois num reclama................

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

22 de mar de 2013

Neil Young and Crazy Horse "Psychedelic Pill"

"Ramada inn"
 
So many years now together?
All those good times, ups and downs
So many joys raising up those kids
Well they've moved on now, out of town
 
So many times she tried
So many times she cried
 
Every morning comes the sun
And they both rise into the day
Holding on to what they've done
 
She loves him so
She loves him so
She loves him so
She does what she has to
 
She loves him so
She loves him so
She loves him so
She does what she needs to
 
In a Ramada Inn near the grapevine
They stop to rest for the night
Traveling down south looking for good times
Visiting old friends feels right
 
People they haven't seen him forever
Since high school, Santa Jose times
Restaurant food and the bottle
Had a few drinks
Now they're feeling fine
 
Every morning comes the sun
And they both rise to the day
Holding on to what they've done
 
He loves her so
He loves her so
He loves her so
He does what he has to
 
He loves her so
He loves her so
He loves her so
He does what he needs to
 
Seem like lately things are changing
Seems like lately things are going south
A few drinks now and she hardly knows him
He just looks away and he checks out
 
And when she says "it's time for him to do something,
Maybe talk to his old friends who gave it up."
He just pours himself another tall one
Closes his eyes and says "that's enough"
 
Every morning comes the sun
And they both rise to the day
Holding on to what they've done
 
She loves him so
She loves him so
She loves him so
She does what she has to
 
He loves her so
He loves her so
He loves her so
He does what he needs to
 
Every morning comes the sun
And they both rise to the day
Holding on to what they've done
 
He loves her so
He loves her so
He loves her so
He does what he needs to
 
She loves him so
She loves him so
She loves him so
She does what she has to
 
 
Psychedelic Pill is the thirty-fifth studio album by Canadian musician Neil Young.

It was released on October 30, 2012.

This is the second release of a Neil Young collaboration with Crazy Horse in 2012, and their first original work together since the Greendale album and tour in 2003 and 2004.

The album was streamed on Young's website on October 24, 2012, and leaked onto the Internet the same day.

A Blu-ray Audio version of the album, with 24-bit/192kHz resolution, was released November 19, 2012.

A vinyl version is also available.

At 87 minutes, Psychedelic Pill is Neil Young's longest album and only studio album to span two discs.

Many of the songs on the album came out of extended jam sessions with Crazy Horse after Americana was recorded.

The opening track "Driftin' Back" makes references to Young's new memoir "Waging Heavy Peace" and his disdain for MP3s in between extended jamming.

Another of the album's epic tracks, "Walk Like a Giant" laments how his generation was unable to change the world ("We were ready to save the world / But then the weather changed.") Elsewhere on the album he recalls listening to Bob Dylan's "Like a Rolling Stone" and The Grateful Dead on the radio ("Twisted Road"), and his Canadian roots ("Born in Ontario").

The Rolling Stone review noted that the riff and lyrics of the album's title track share similarities with Young's previous work such as "Cinnamon Girl".

The main riff is borrowed from Young's "Sign of Love".
That track also features the recording being filtered with a "phaser" effect, giving it a "psychedelic" feel (although the alternate mix removes the effect).
 
Personnel
•Neil Young – vocals, guitar
•Billy Talbot – bass, vocals
•Ralph Molina – drums, vocals
•Frank "Poncho" Sampedro – guitar, vocals
CD1:

01 – Driftin’ Back
02 – Psychedelic Pill
03 – Ramada Inn
04 – Born In Ontario

CD2:

01 – Twisted Road
02 – She’s Always Dancing
03 – For The Love Of Man
04 – Walk Like A Giant
05 – Psychedelic Pill (Alternate Mix)

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!

Links que irão expirar em 07 dias!!!!!!!!!!!

Depois os "manés" reclamam que os links caíram, prq não repostamos; que queriam muito esse ou aquele disco e etc e tal.

Só que nesse exemplo, um deles, os áudios de uma das maiores exibições de rock progressivo e que vc não encontra dando sopa por aí serão deletados prq minha conta não é paga; aliás era o que faltava eu ainda ter de pagar pra hospedar arquivos não acham?

Tá aí pra vcs que reclamam pra cacete pq os links que colocamos somem e só aqui nessa alcatéia tenho mais de 1500 por aí, fora os que pego emprestado de amigos.

Recebo notificações como essa toda semana e fazer o quê?

Dizer que é prq não tem acessos?

Conversa, prq cada  um desses aqui já teve mais de 200 downs, mas como há o lapso, passando de sete dias, eles deletam, e o tempo que nós blogueiros perdemos em achar o arquivo, compactar, converter, arrumar, diminuir, melhorar, ou só subir que seja vai pro saco né????????

Fazer esses uploads custa energia, saco, cabeça, tempo de pc e etc e tal e pra que?

E por acaso procurando uma imagem pra ilustrar meu descontentamento achei da minha própria postagem que vai pro espaço sideral.

Saco!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
"Sendspace Notification:

Files listed below are about to expire in 7 days as they were not downloaded for a long time. Once files expire they are deleted and no longer available for download.

To keep your files from expiring there are two options:

- Share them: files must receive at least one full download in roughly 30 days to remain active. Otherwise we consider them inactive and we delete them to free up space.

- Upgrade to one of our premium memberships: Max or Pro and your files will remain online, regardless of their inactivity, as long as your account is premium.


File Name: JCB.rar
Download Link: http://www.sendspace.com/file/7jlsou

File Name: CD3.rar
Download Link: http://www.sendspace.com/file/oijzbt

File Name: CD4.rar
Download Link: http://www.sendspace.com/file/pmp2su

File Name: CD2.rar
Download Link: http://www.sendspace.com/file/tezkub

File Name: CD7.rar
Download Link: http://www.sendspace.com/file/rtramf

File Name: CD6.rar
Download Link: http://www.sendspace.com/file/t7yiu7

File Name: CD5.rar
Download Link: http://www.sendspace.com/file/o3kzpd

File Name: CD1.rar
Download Link: http://www.sendspace.com/file/2iisht


If you wish to no longer be notified about expiring files please disable this in your account preferences.

Thank you,

sendspace.com - The best free file sharing service.
---------------------------------------------------------------------
Please do not reply to this email. This auto-mailbox is not monitored
and you will not receive a response.
---------------------------------------------------------------------
Enjoy!!!!!!!!!!!!!! (se possível)
  1. Presentes pra nosso amigo e irmão Carlos the Ancient, espero que goste.


  2. Anônimo9:19 PM
    vc não nasceu para ser um blogger-leader....
    suas reclamações são constantes e enfadonhas....
    apesar do material postado ser de qualidade.

    ou realiza este ritual (upload) com ALEGRIA e MOTIVAÇÃO,
    ou vá cuidar de galinhas, ou algo parecido.

    Anonimamente anônimo.
    ResponderExcluir

Façamos diferente, o que posto vc acha fácil por aí, e nunca quis ser lider de porra nenhuma, aliás quem disse isso?
Se exponho o que acho é problema meu e isso já é sabido que uns gostarão e outros não, e to me lixando prq a vida que levo levo as minhas custas, aceito suas criticas, mas me lixo pra elas, prq só aceito ensinamentos e não detrações. Não realizo ritual, ritualista deve ser vc que quer ver algo que gosta e seja do seu estilo, abra um blog pra vc e faça, mas faça melhor e me dê o endereço, irei visitá-lo diáriamente com prazer para aprender.Agora se não faz melhor, me mandar criar galinhas não me ofende, faria se precisasse e sei fazer, diferente dos críticos de plantão que não fazem porra nenhuma e ainda dão palpite como se fossem pitonisas dos deuses. Pra que eu nasci só diz respeito a mim, e pra quem convive comigo, como suas obs demonstram não gostar de mim e de minhas linhas, não faz parte da minha convivência, quero é mais que vc seja feliz e me deixe em paz. Qdo precisar de algo lhe peço isso se tiver coragem de colocar pelo menos um avatar pra não ser chamado de anônimo, aliás o anonimato sempre foi a arma dos covardes. Reclamar de ripar 4 dvds e fazer 07 cds (alias foi o Dê quem fez pra mim) e que se não forem baixados oslinks expirarão, explicar aos leigos o prq de links expirarem e etc deve ser enfadonho pra seres iluminados como vc, mas garanto que os mais de 100 acessos só desse post hoje levaram algo na bagagem, nem que seja a discordãncia, mas souberam que aqui não tem empregado particular pra neguinho chato que nem vc vir, dar palpite e ainda ser mau educado. Aqui é meu e tornei nosso pra quem quiser, faço como sei e gosto e se pra vc não está bom não perca tempo, suma, que falta não fará pra mim em nada, isso eu garanto, aliás cheguei até aqui na vida sem vc, imagina se precisaria de alguém desse naipe ao meu lado reclamando de tudo como narciso que acha feio o que não é espelho.
Faça melhor, nos mostre, e darei a mão a palmatória, enquanto isso, não torre meu saco que tenho muitas críticas de verdade pra debater, e amigos pra atender,ao som de música que poucos encontram em outro lugar senão aqui.
O unico motivo que tenho é continuar em busca da essência, que o Manito tanto quis, e alegria que precisa é vc pra deixar de entrar na casa dos outros dar palpite, ser desagradável e mau educado e ainda nem se identificar. Perdeu seu tempo a toa, me deu foi a oportunidade de mostrar como se critica algo ou responde até pra alguém do seu quilate. Isso me dá alegria. O material postado de qualidade na maioria é de minha propriedade e comprado com meu dinheiro, e vc quer levar na manha sem nenhuma linha? Que tal ir as lojas e comprar o que vc gosta e deixar aqui pra quem é do meio?
Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!
 
 
  1. Fala Dead!
    Comentei no Blog do Mano Véio e repito aqui: o mais importante é a divulgação do trabalho e os links são o ápice da montanha. O trabalho que você, Luciana, Valvulado, Gustavo, Leonardinsky, Aponcho, Roderick, Carlos, Pirata e (peço desculpas se esqueci alguém que também respeito), tem feito, não é somente o disponibilizar links, mas manter a música de qualidade viva. Dar mais opções para quem chegou na vida depois de nós, mostrando que existe muita coisa além do que tocam nas rádios e novelas.
    Dead, a informação contida nos Blogs vai ficar para sempre registrada. Os links não. Estes tem validade limitada e não deveriam ser motivo de discussão. Vamos focar a postagem. Parabenizar ou criticar construtivamente. Os links? Aproveitem se ainda estiverem na validade.
    Abraços a todos!
    Ricardo
    ResponderExcluir


  2. Mas esse cara é louco.
    Um lobo velho como você, cuidar galinhas!
    As pobres galinhas não iria durar um único dia nas mãos do Steppenwolf.
    rerererere
    Saludos!
    ResponderExcluir

         Gustavo12:47 AM
  1. Dead,

    Baixei todos os cds e assim que escutá-los, faço questão de deixar meus comentários aqui....

    PS: Não perca tempo com aquele babaca..... o isolamento e o desprezo são infalíveis com esses merdinhas, que por incompetência não conseguem chegar a ser "Merdões".....

    Abraços,

    Gustavo


  2. Ei Véio Dead!!!!!!!!!!!Achei!!!!!!!!! Valeu mesmo!!!!!!!!

    Eu aposto que este anônimo é o Íncubus.... Ou alguém que acha que é fã de Bob Fripp - O Chato -

    Ei Mano Véio!!!!!!!!! Cê tá aqui também???????

    Porra que mundo pequeno!!!!!!!!!!

    ABRAÇO.....FORÇA....E SUCESSO A TODOS!!!!

    E VIVA A VIADAGEM!!!!!!!!!!!

    The Ancient
    ResponderExcluir


  3. Sobre o Sorocabinha!!!!!!!!!

    Saibam todos Capitães e Navegantes destas conturbadas ondas, que somente entre nós da mesma estirpe é que poderia haver este nível de sensibilidade e amor à verdadeira música...

    Somos julgados e tachados por diferentes rótulos, e muitas vezes depreciados de forma anônima e covarde....Mas nossa estirpe é diferente, é nobre....Porque temos raízes, dignidade e vergonha na cara.........Lições que vieram de avô para pai e para filho........

    Temos propriedade para enaltecer e falar mal de quem nós quisermos, pelo simples fato de que temos propriedade pra isso, porque somos multiculturais e sabemos destingir o que é bom e o que é descartável...Por isso é que podemos descer o porrete no Bob Fripp, porque sabemos quem ele é, quem toca com ele e quais são as suas obras....

    Da mesma forma como sabemos quem foi o Sorocabinha....Acima de um grande músico e poeta da música sertaneja...a verdadeira....ele foi um exemplo de humildade e carisma....Coisa que o Bob Fripp jamais terá....

    Essas linhas não tem nada a ver com rock, sertanejo, Bob Fripp.....Mas com humildade e verdadeiros laços que se formam nesta intricada teia virtual....

    Os Laços que aqui se formam são indivisíveis e maior que qualquer outra coisa...Tão Grande que faz eu escrever estas carinhosas linhas pra esse cara que é sim MEU IRMÃO e que eu a cada dia aprendo a amar cada vez mais.....

    Agora sim, de peito aberto e estufado....

    VALEU VÉIO DEAD......cê achou que ia ficar só naquilo????

    DO FUNDO DO MEU CORAÇÃO E MAIS UMA VEZ SÓ PRA VOCÊ!!!

    ABRAÇO...FORÇA....SUCESSO..

    Carlos..."The Ancient" e Neto do Sorocabinha!!!!!




Vim aqui responder seu raro comentário deixado no meu humilde blog e me deparo com um anônimo mandando você cuidar de galinhas. É isso mesmo???
Cada dia que passa me surpreendo mais com essa corja.
Tá insatisfeito? Vai na loja comprar! Se achar pelo menos 20% de tudo o que postamos, fecho as portas e monto uma loja de discos.
Só essa que me faltava...

20 de mar de 2013

"Cade aplica multa milionária ao Ecad por prática de cartel"


Seis associações também foram condenadas; multa chega a R$ 38 milhões.
Advogados do Ecad afirmaram que vão recorrer contra a decisão.


O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aplicou, nesta quarta-feira (20), uma multa milionária ao Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), o órgão responsável por arrecadar e distribuir os direitos autorais das músicas. (Ao lado, veja reportagem exibida no Jornal Nacional.).

Seis associações que representam artistas também foram condenadas por prática de cartel.
Os advogados do Ecad afirmaram que vão recorrer contra a decisão.

Combinação de preços
A atuação do Ecad e das seis associações foi questionada em 2010 pela Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA). A alegação da entidade é que os preços cobrados pela reprodução das músicas dos artistas são abusivos e não têm margem para negociação – o que, para a ABTA, seria prática de cartel.

O Ecad e as associações de artistas negaram combinação de preços.

Segundo o conselheiro do Cade, Marcos Veríssimo, falta transparência no sistema de arrecadação e distribuição de direitos autorais. Ele afirmou, também, que é preciso um controle externo nessa arrecadação.

“O Brasil é o único, talvez o único junto com a Rússia, que não conta nem com um regime de regulação propriamente dito nem com uma instância institucionalizada de arbitragem de preços, dos que adotam o sistema de direito autoral. Então, quer dizer, a gente está aqui no pior dos mundos”, afirmou Veríssimo.

Para o relator do tema, Elvino Mendonça, o sistema de arrecadação de direitos autorais está inviabilizando a concorrência de preços.

“Entendo pela existência de prática de cartel deletéria à concorrência”, afirmou. “O Ecad se sentou com as associações e fixaram preços, e eu entendo pela prática de cartel”.

O Ecad e as seis associações foram condenados a pagar multa – ao todo, R$ 38 milhões. O órgão terá prazo de seis meses para fazer modificações e tornar o sistema de cobrança de direitos autorais mais transparente.

Do G1, em Brasília
20/03/2013 21h08 - Atualizado em 20/03/2013 21h13
Hummm sei, pirata eu?

Enjoy!!!!!!!

15 de mar de 2013

David Bowie "The Next Day" entre os mais vendidos....

O novo álbum de David Bowie, The Next Day, pode ser o disco que alcançou o maior número de cópias vendidas no menor tempo de 2013, além de assumir o primeiro lugar nas parada britânicas nexta sexta-feira.

The Next Day marca o retorno de Bowie à música e é o primeiro disco do cantor desde Reality, álbum de 2003. Até o momento, de acordo com o Official Chart Company, o disco já vendeu, em apenas dois dias, 66 mil cópias, ficando a apenas 5600 cópias do disco Opposites, de Biffy Clyro, até então o disco que alcançou a maior vendagem no menor espaço de tempo deste ano

O álbum, também, já ultrapassou o último disco do Bon Jovi, até então o segundo lugar nas paradas, por apenas três cópias - número que já deve ter aumentado até o momento em que essa nota foi escrita.

Obs: Vcs acreditam que já estamos chegando a 1.956.000 visualizações??????????

Eu heim, nem pensei que vingasse e qto mais durasse mais que um ano, e olha isso...até assustei qdo conferi hoje, mas é uma grata surpresa e uma alegria por tantos confiarem nisso aqui que nem chega aos pés dos mais chinfrins e blogs melhores tem aos montes mas....gosto é gosto,rs.

Enjoy!!!!!!!!!!! (ok)

9 de mar de 2013

12 12 12 "The Concert for Sandy Relief"

Não!

Definitivamente este lobo não está louco, ou melhor muito louco e também não perdeu a noção do tempo, mas como é de conhecimento qqr lançamento roda rápido e claro que procuro evitá-los prq já fui citado diversas vezes e posts retirados na mesma proporção e nem sei como não rodei ainda.

Por isso, este que foi um puta de um evento à principio fiquei em dúvida mesmo se postaria, e depois resolvi fazê-lo como no dia do acontecimento pra mostrar um pouco do que é o trabalho dos norte americanos qdo precisam uns dos outros.

Já temos acompanhado que desde Bob Geldorf e seu "Live Aid" nos idos de 80; a cada tragédia eles se juntam de formas variadas e fazem realmente a diferença (Não esqueci do We are the World não, só citei esse por causa do formato de doações); e o que me deixa mais triste não é nem a tragédia, prq aqui no Brazil acontecem tantas mortes de crianças por dia como em muitos locais da áfrica por fome, falta de assistência ou desmazelo mesmo e o que fazemos?

Vemos artistas morrendo de fome na velhice, enquanto pseudo artistas são endeusados pela turba ignorante e lotando estádios pra aplaudir qqr coisa como o tecno brega do pará aos religiosos famosos de todas as denominações que até prêmios específicos tem; ganhando dinheiro vendendo a chamada "Palavra de Deus" pra conforto e consolo que deveria ser de graça, mas....

Aí me perguntariam: E trabalharíamos de graça? Como sobreviver? Você faria de graça?

Perguntem ao Eric Clapton ou Roger Waters, ou Paul, Bruce, Stones como se faz, eles não precisam se travestir de cordeiros pra tomar dinheiro em nome de um falso deus, eles fazem a diferença prq doam seus nomes, sucessos e talento pra ajudar realmente a quem precisa e não como acontece por aqui roubando doações na cara dura e levando embora de carro como na baixada fluminense, que até hj não recebeu um centavo da penúltima desgraça qto mais da última que só dava o Zeca Pagodinho pra baixo e pra cima com seus carros e motos a disposição pra ajudar o povão e quem mais??????

Sempre esse papo furado, mas a Forbes dá como um dos mais ricos do mundo um famoso religioso brazuca, que gostaria muito de saber como conseguiu sua fortuna, mas só aqui nesse país de merda, um cartório esquece de expedir um mandado beneficiando o culpado com mais tempo pra roubar e nada acontece (dou nome e sobrenome se enxer o saco prq foi comigo e eu fui o prejudicado), ou se enriquece livremente em nome de deus (vide o casal hernandes) e nada acontece, pode ser que aconteça pra mim prq denuncio, como já fiz, mas de resto....até o paladino da justiça tupiniquim tinha parente empregada no senado!!!!!!!!!!!!!!!

Ah! Chega cansei e cansei vcs, baixem enquanto dá se não tiverem ainda e aproveitem enquanto estou por aqui, porque aqui ladrão ou bandido ou fora da lei sou eu, não eles........ah em tempo no Katrina o Sean Penn simplesmente voou com seu avião e levou-o lotado de donativos e remédios e doou 01 milhão como George Clooney e outros, mas os ricos aqui fazem o que?

Se cumprimentam em velórios e dão entrevistas consternados em frente as câmeras (nunca sem elas) com a dor alheia e nosso governo anuncia 30 milhões pra o NE de novo, qdo sabemos que esse dinheiro fica no meio do caminho e que 03 bem aplicados ajudariam muito, mas vamos aplaudir a "estupidez humana, nossos covardes assassinos, estupradores e ladrões" enquanto nossos políticos nem sabem que são eles que legislam e criam leis pra que isso seja mudado.

12/12/2012 - 12:32 Showzão da Sandy passa ao vivo para 2 bilhões de pessoas hoje, estrelando… 39
Lúcio Ribeiro

* A maior junção recente de grandes nomes da música para uma enorme causa acontece hoje à noite no gigante Madison Square Garden, aqui em Nova York.

As dimensões de tudo se justificam.

Artistas como Paul McCartney, Bruce Springsteen, Jay-Z, Dave Grohl e bandas do tamanho de Rolling Stones e The Who se reúnem em um evento beneficente para as vítimas da supertempestade Sandy, furacão que devastou parte do nordeste americano (e Caribe) em outubro, deixando mais de 250 pessoas mortas e um prejuízo calculado de US$ 65 bilhões.

O evento, que se chama 121212 (12 de dezembro de 2012) e tem a extensão “The Concert for Sandy Relief”, contará ainda com apresentações de Eric Clapton, Roger Waters, Alicia Keys, Bon Jovi, Eddie Vedder, Billy Joel e Chris Martin, do Coldplay.

O jornal inglês “The Guardian” desde ontem à noite divulga que Grohl, Novoselic e o guitarrista Pat Smear vão reviver nesta noite, no MSG, nada menos que a banda Nirvana, só que no lugar de Kurt Cobain vai estar SÓ o Paul McCartney.

Está sendo alardeado por seus produtores como o “o concerto ao vivo de maior alcance da história”.

Projeta-se que em torno de 2 bilhões de pessoas verão as performances ao vivo.

Perto de 20 mil pessoas esgotaram rapidamente os ingressos beneficentes para estar no Madison Square Garden.


O 121212 será mostrado ao vivo ainda por dezenas de TVs americanas e um outro tanto pelo mundo.

O evento terá transmissão em 27 cinemas da área de Nova York e New Jersey.

Mais de 150 rádios farão o concerto ser ouvido por todos os EUA.

E 28 sites são incumbidos de realizar o streaming das apresentações pela internet.

No Brasil, o canal pago Multishow anuncia a transmissão do 121212 ao vivo, a partir das 22h30 (19h30 no horário de Nova York).

A previsão é de os concertos, ao todo, somem quatro horas de duração.

O site oficial do 121212 incentiva a doação de dinheiro para a causa, em nome do fundo de assistência Robin Hood Foundation, que desde 1988 combate a pobreza na região de Nova York, uma das cidades mais ricas do mundo.

Além do elenco musical, um time de personalidades participarão do 121212, introduzindo os shows ou falando como o Sandy afetou a vida de quem estava em seu caminho.

Leonardo DiCaprio, Quentin
Tarantino, Adam Sandler, Chris Rock, Jamie Foxx e Jon Stewart estão entre eles.


Parte dos ingressos para o Madison Square Garden desta noite foram distribuídos de graça aos moradores das regiões de New Jersey e Nova York afetadas.

Tracklist:
1. Land Of Hope and Dreams (Live) Bruce Springsteen & The E Street Band
2. Wrecking Ball (Live) Bruce Springsteen & The E Street Band 6:15
3. Another Brick In The Atlantic Wall (Live) Roger Waters 7:15 Album Only
4. Us And Them (Live) Roger Waters 7:48
5. Comfortably Numb (Live) Roger Waters feat. Eddie Vedder 6:44
6. Hallelujah (Sandy Relief Version) (Live) Adam Sandler and Paul Shaffer
7. It's My Life (Live) Bon Jovi 3:50
8. Wanted Dead Or Alive (Live) Bon Jovi 5:29
9. Got To Be Better In A Little While (Live) Eric Clapton 5:56
10. Crossroads (Live) Eric Clapton 4:04
11. You Got Me Rocking (Live) The Rolling Stones 4:18
12. Jumpin Jack Flash (Live) The Rolling Stones 5:24
13. No One (Live) Alicia Keys 7:22
14. Who Are You (Live) The Who 7:00
15. Baba O'Riley (Live) The Who 5:27
16. Love Reign O'er Me (Live) The Who 6:53
17. Miami 2017 (Seen The Lights Go Out On Broadway) (Live) Billy Joel 4:50
18. Moving Out (Anthony's Song) (Live) Billy Joel 3:50
19. You May Be Right (Live) Billy Joel 4:37
20. Viva La Vida (Live) Chris Martin 3:00
21. Losing My Religion (Live) Chris Martin feat. Michael Stipe 3:58
22. Us Against The World (Live) Chris Martin 3:33
23. Helter Skelter (Live) Paul Mccartney 4:10
24. Empire State Of Mind (Live) Alicia Keys 5:33

Enjoy!!!!!!!!!!!!!

  1. Obrigado meu chapa
    http://aponchorock.blogspot.com/2013/03/aretha-franklin-amazing-grace.html
    No te avisé pero ahora lo hago... vine, vi y descaradamente me lo llevé.
    Un abrazo Brother
    Saludos!
    ResponderExcluir
  2.  
  3.  
  4. Ei seu ladrão cara de pau!!! A Lucy me deu esse disco e por isso o post não seria meu no sentido que ela quem teria dado a idéia.
    Mas que nada amigo, é sim um prazer primeiro ouvir o salmo 23 que ela cita em entrevistas que o pai pastor batista abria sempre as pregações com ele, é uma maravilha que não me canso e a sinceridade desssa mulher, é tamanha que não é esses caça niqueis que só querem ganhar $ usando Deus.God Bless Aretha e Aponcho.
    Enjoy!!!!!!!!!!!
    ResponderExcluir
  5. Prezado Véio Dead......eu acabei de colocar no blog do Mano Véio, um comentário, que está intimamente ligado à este post...

    Esses medalhões que você citou, são ícones de uma época...Extrapolaram a esfera musical...... entenderam que a áurea que se formou em torno deles é muito mais de caráter humano que artístico....

    O Live Aid só foi o que foi, porque resgatou na época os herois dos anos 60 e 70......Naquela época houve uma apresentação que todos julgavam impossível - Ozzy e Black Sabbath - O Queem arrasou..........

    Peter Gabriel se tornou um ícone nos eventos filantrópicos....

    A geração dos anos 60 e 70 são únicas...ímpares..... Porque transformaram ao longo dos anos, suas vitoriosas carreiras em um inestimável exercício de caridade e cidadania......

    Hoje, em um universo artístico onde predomina o egoísmo, a mediocridade, a arrogância e a vaidade, merecidamente nossos heróis são chamados e reconhecidos sob o título de Dinossauros....Porque verdadeiramente se tornaram gigantes!...Mas como já disse aqui uma vez, infelizmente Dinossauros são espécies destinadas à extinção!

    A lamentar apenas a falta que John Lennon fez durante todos estes eventos......

    ABRAÇO.....FORÇA.....SUCESSO!!!!!!!!!1

    THE ANCIENT
  6. Véio "Ancient" vc acredita que eu to ouvindo o calix bento agora com Pena Branca e Xavantinho? Prq nos somos tão discriminadores? São conceituados no mundo culto até hoje, mas aqui são chamados de que? São lembrados onde? Não fosse meu professor Boldrin insistir e dona Inezita, nossa música regional ou seja o Folk e o Country brazuca já teriam sumido, engulidos por esses gananciosos que vc cita. Sabia que o Almir Sater vem tocar aqui na alcatéia mas não faz mais um show? Cansou amigo, ele até vai se um Sérgio Reis chamar ou um Renato Teixeira, mas eles já sabem que ele tá fora então deixam ele no seu pantanal. E quem perde? O Dércio praticamente morreu de tristeza, eu sou muito grato ao Boldrin prq pedi que fizesse um especial com ele prq o amava e amo muito, e foi a última apariçaõ pro grande público, e agora nosso Gonzaguinha tá agonizando num hospital há meses e nós brazucas o que fazemos? Depois que morre fila pra ver caixão? Véio Anc prq lá deu certo? Prq um lavrador como Muddy Watters é rei, e King é BB um simples meeiro de fazenda de algodão? JLHooker o nome já diz , cachorrão de rua, cafetão, etc, mas Santana tocou no seu ultimo trabalho por respeito ao velho. Concordo com Lennon, mas vamos dar valor ao velho Ringo que mesmo sabendo que não é e nunca foi unanimidade tá em todas e tá nem aí, vai e ri, brinca, canta e toca.
    Não somos dinossauros, não estamos extintos, ainda estamos aqui, façamos a diferença.
    Grato pela visita ao lobo velho e nossa alcatéia.
    Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!
    ResponderExcluir
  7. Meu Caro Véio Lobo - Mais Live do que Dead -

    ....Ontém me falaram que eu só escuto rock, que é uma música ininteligível..........Ouvi isso de pessoas que estão acostumadas a ouvir "pancadão e sertanejo universitário"....Respondi:

    - Vocês não tem o direito de dizer isso para uma pessoa cujo o avô Sorocabinha em parceria com o Mandi e empresariado por Cornélio Pires foi a primeira dupla sertaneja a gravar no pais...

    E que esta mesma dupla foi homenageada pelos citados Boldrin e Inezita Barroso nos 50 anos de Música Sertaneja........ e que ano passado teve um livro Biográfico publicado...

    Vocês não podem dizer isso para alguém que é apaixonado por Fado Tropical de Chico e Coisas da Vida do Benito....

    Por acaso vocês sabem quem foi Liminha, Dinho e os irmãos Baptista????? Sabem quem foi Odair Cabeça de Poeta????..........E que o Bob Fripp é um chato de Galocha??????

    Eu sei quem é Bob Fripp e vocês??????????

    Essa é a verdade Véio Dead...... nossa estirpe é diferenciada, mas acima de tudo se entende!!!!!!!!!!!

    Geograficamente estamos separados.....Mas nosso coração pulsa na mesma batida..........Somos irmãos de alma.........incompreendidos..........mas acima de tudo, com um puta orgulho do que nos tornamos e do que sabemos.........

    Ringo sempre foi a figura mais carismática dos Beatles....Parece-me que era o único que estava ali apenas para se divertir....Assim como nós quando paramos no Buteco do Mano Véio

    ABRAÇO....FORÇA....SUCESSO!!!
    The Ancient
  8. Caro Dead...
    O que esperar de um pais onde Ministros vibram com a queda de um avião que mate centenas de pessoas, Presidentes de Federação que rouba medalhas, Pastores-políticos (ou Políticos-pastores) eleitos como Presidente de comissão para as minorias (que ele não tolera!!!!)e Presidentes e ex-Presidentes que preferem "llorar" ao lado do caixão de seus pares...Pobre País e seu povo...
    Abs
    ResponderExcluir
  9. Anônimo5:21 PM
    @The Ancient

    Caro amigo....dizer que o fundador do grupo KING CRIMSON, um dos expoentes máximos do rock progressivo, e com uma contribuição perene para a música atual, " Bob Fripp é um chato de Galocha??????" foi uma atitude precipitada e sem fundamentos.

    No Brasil, duplas que miam incessantemente a partir de acordes elementares, ganham milhões......no Brasil, um estilo de música, destituído de qualidade ganha o codinome de "SERTANOJO UNIVERSITÁRIO".....que deve ser frequentado por "universitários" de cursos EAD (ensino à distância)...no Brasil, a cultura é trucidada em favor do futebol mercenário e da música de qualidade inexistente....no Brasil, o herói natural de um garoto..é um ahrrrrrrrrrrrrrrrrr ...."jogador de futebol".......protótipo de trombadinha que não deu certo......

    Então, meu amigo......como você pode lançar este desafio, perguntando quem conhece Robert Fripp?? O cidadão médio está mais preocupado em quem irá comer quem neste CÂNCER social chamado BBB da rede BOBO. Se mais algum frequentador deste blog que conheça FRIPP, ler esta INFÂMIA, certamente irá aplaudir minha posição.

    Robert Fripp Jr.

    ResponderExcluir
  10. Fripp é um puta de um chato e não fosse primeiro o Greg Lake e depois o Wetton, quem cantaria pra ele? Ng mais conseguiu o mesmo nível e ele até roubou os trabalhos do Keith Tipped já descrito aqui em posts anteriores. O Lizard é criaçõ do Tipped e vc vem me falar de gênio, gênio é um Hackett ele até se esconde no palco e por falta de quem acompanhar lança um disco só de um violão o dele!!!!!!! eu heim????? rssssssssss Qto ao resto to contigo e não abro, mas só posso fazer o que fiz, toquei, compus e ajudei, hj divulgo o que dá, mais num posso e lá vem os fuck pistols,rs
    Enjoy!!!!!!!!!!!!!
    ResponderExcluir
  11. .....Eu concordo com o Dead...Bob Fripp é uma chato de galocha, ele e seus friptonics.....

    Seus acordes são monótonos e sonolentos, e não fosse pela horda de músicos extremamente competentes que o acompanharam durante toda a carreira, ele seria apenas um chato de galocha desconhecido...........

    The Ancient
    ResponderExcluir

6 de mar de 2013

A morte de um herói lendário chamado "Alvin Lee"

Dizia preferir o intimismo dos pequenos clubes, como o Star Club, em Hamburgo, onde os seus Jaybirds aterraram pouco após os Beatles o terem abandonado a caminho de uma revolução musical e social, mas foi em 1969, no palco imenso do imenso Woodstock, quando os Jaybirds já tinham mudado o nome para Ten Years After, que Alvin criou a sua lenda.

I’m going home eram dez minutos que transformavam o rock’n’roll de Chuck Berry ou Carl Perkins numa alucinação explosiva: a guitarra de Lee em aceleração constante, sabemos lá quantas notas por segundo, e, com ela, o nascimento de um guitar hero para a geração dos anos 1960. Alvin Lee, imortalizado em Woodstock, morreu quarta-feira, na sequência de complicações inesperadas resultantes de uma operação de rotina, anunciou a família no site oficial do músico.

Saídos da British Blues Explosion de meados da década de 1960, os Ten Years After eram uma banda que concentrava a sua criatividade no virtuosismo do vocalista e guitarrista Alvin Lee, seguindo um caminho diverso do purismo blues da primeira encarnação dos Fleetwood Mac ou da vertigem psicadélica que marcou a curta carreira dos Cream de Jack Bruce, Ginger Baker e Eric Clapton.

O homónimo primeiro álbum, editado em 1967, estava ainda próximo das raízes blues que Lee nunca abandonaria verdadeiramente. Nos seguintes, Stonedhenge e Ssssh!, começam a transformar-se em banda arquétipo do seu tempo: canções como longas jams, planares psicadélicos, velhos blues, como Good morning little schoolgirl, transformados em épicos para a guitarra de Lee brilhar, sempre acompanhada de perto pela frenética marcação do baixista Leo Lyons.

Os concertos tornaram-nos uma das bandas mais requisitadas do período.

Percorreram vezes sem conta os Estados Unidos, onde eram presença diária na rádio underground, e I’m going home, na sua versão ao vivo em Woodstock, incluída no filme respectivo, assegurou-lhes uma popularidade que a crítica, que muitas vezes os desvalorizava como virtuosismo estéril despido de criatividade, nunca acompanhou.

O maior êxito da banda, I’d like to change to world, extraído de A Space In Time e editado em 1971, significaria também o início do corte de Alvin Lee com a banda que criara mas que sentia cada vez mais como uma limitação.

Filho de Nottingham, onde nasceu a 19 de Dezembro de 1944, Alvin Lee lançaria o seu primeiro álbum a solo, On The Way To Freedom, em 1973.

Nele, rodeou-se de uma verdadeira constelação de estrelas que incluía Steve Winwood, George Harrison, Ronnie Wood ou Mick Fleetwood.

Fiel ao rock’n’roll dos primórdios e à música de raiz americana, encontrámo-lo nos anos seguintes em álbuns de Jerry Lee Lewis ou colaborando com Bo Diddley.

Nunca se afastou desse trilho.

Em 2004, gravou In Tennessee com Scotty Moore e DJ Fontana, os míticos guitarrista e baterista de Elvis Presley.

Still On The Road To Freedom, o seu último álbum, foi editado em Setembro do ano passado.

RIP!!!!!!!!!!!!!!!!!!