Mostrando postagens com marcador Sui Generis. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Sui Generis. Mostrar todas as postagens

14 de jul de 2011

Sui Generis "Confesiones de Invierno (73)" e "Pequeñas Anecdotas Sobre las Instituciones (74)" by Omar

Como sempre digo, na vida nada melhor que amigos de verdade, apesar que algumas pessoas mais amargas dizem que amizades de internet são falsas; eu discordo completamente e também discordo daqueles que dizem que são diferentes os relacionamentos on-line em detrimento dos pessoais.

Aqui tenho encontrado sim as melhores e as piores pessoas.

A diferença é que é mais fácil se livrar do que não presta em relação a vida "real" onde por muitas vezes vc acaba preso aos chamados "bons e santos".

Mais uma vez sou brindado com o carinho do Omar e segue um post dele, com a história relatada por ele e que divido com aqueles que aqui frequentam e já conhecem o bom gosto e o talento pra postar músicas de qualidade dividindo com anônimos e seguidores assíduos o carinho citado (de minha parte só fiz algumas adaptações com as capas e a montagem sem mudar em nada a confecção do autor).

Grato Omar.


O Sui Generis surge praticamente de una brincadeira de amigos de colégio,Charly Garcia, Nito Mestre, Beto Rodriguez, Juan Belia y Alejandro Correa tocando em festinhas estudantis e em aniversários.

No começo sofreram algumas deserções e na véspera de seu primeiro concerto a banda ficou reduzida a um duo,Nito e Charly,como o cachê já tinha sido devidamente gasto com bebida,decidem se apresentar na cara e na coragem,Charly em violão acústico e Nito com a sua flauta,o público adorou.Desta maneira curiosa nasce una banda que apesar de sua curta duração,marcou a fogo o rock nacional,foram apenas três discos,"Vida"/1972,"Confesiones de Invierno"/1973 e "Pequeñas Anécdotas Sobre las Instituciones".

O primeiro era um disco praticamente acústico, no estilo folk, que a pesar de no ser muito caprichado técnicamente entra rápido no gusto da molecada, Charly,que tem uma formação clássica,(ao doze anos daba aula de piano) asumiría os teclados e o Nito violão acústico e flauta.

Quando Sui Generis grava "Confesiones de Invierno" no 73 apesar de ter passado apenas un ano do seu primeiro disco a qualidade do som melhora sensivelmente ainda mantendo a suas características,nesse momento a banda já tinha tinha se afirmado na cena do rock.Eu confesso,que nessas alturas não estava nê um pouco interessado na música do Sui Generis,apesar que muito me falavam -"Os caras são bons", eu tava ocupado en desvendar os mistérios que apresentavam em cada novo trabalho Hendrix, Zappa, Zeppelin e muitos outros,eu já tinha nessas alturas meus queridos e saudosos vinte aninhos e ainda flutuavam na minha cabeça as imagens de Woodstock,e a nível nacional o Luis Alberto(Spinetta) no tinha pra ninguém.

Galera,mordi a minha língua, no 74 Sui Generis grava "Pequeñas........",conta a lenda que para gravar este álbum o irrequieto Charly cansado das músicas acústicas viaja para os States e compra Moogs, Sintetizadores e um Fender Rodhes para eletrificar a banda, o resultado foi este disco un tanto controvertido já que muitos dos seguidores de SG se sentiram traídos pela drástica mudança de estilo, cadê o duo de corais doces e afinados?.

O SG se transforma em quarteto com Rinaldo Rafelli no baixo e Juan Rodriguez na batera,Nito nas guitarras e Charly nos teclados.
O resultado,um disco magnífico,no meu entender,apesar das críticas dos seus seguidores,basta ouvir o "Tema De Natalio"ou "Tango en Segunda" sem esquecer que este disco foi gravado a quase quarenta anos.

Como tudo o que e bom dura pouco,a diferença de gostos,a censura (SG nasceu e morreu dentro do período da ditadura) e os inúmeros shows provocam o fim da banda.A despedida foi no Luna Park,numa função dupla e ante 25.000 pessoas, Sui Generis se despedia do seu publico,nessa noite foi gravado um DVD e un duplo "Adios Sui Generis"

A banda se reuniria novamente em 1980 em Montevideo para um solo show.

A versão de "Pequeñas......" que estou postando e a nova,de 1996 que tem dois Bonus,"Juan Represión" e "Botas Locas", músicas que tinham sido banidas pela censura, este disco peguei emprestado do brother Sacred Monster,aproveitando que o cara esta viajando e deixo a porta do blog escancarada.

Tanto Charly como o Nito continuaram a suas carreiras por separado,mais isso eu deixo para a próxima"Confesiones de Invierno" /1973

"Pequeñas Anecdotas Sobre las Instituciones"/1974

Enjoy!!!!!!!!!!!