Mostrando postagens com marcador The Watch. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador The Watch. Mostrar todas as postagens

21 de fev de 2011

The Watch "Timeless"

Atenção, graças ao Carlos Eduardo que creio ser o mesmo Eduardo; o qual deixou 03 recados com o link do novo trabalho dos caras do The Watch.Que ao meu humilde olhar de lobo são simplesmente fantásticos com a sonoridade e o respeito ao Genesis original sem serem uma cópia mal feita segue aí pra os amantes o mais recente disco lançado oficialmente nesta data de 21/02/2011.

tracklist:

1- The Watch
2- Thunder has Spoken
3- One day
4- In the Wilderness
5- Soaring On
6- Let us now Make Love
7- Scene of the Crime
8- End of the Road
9- Exit
10- Bonus: Stagnation - from the "Blue show 2010"

Atenção!! cai logo esse link, aproveite enquanto tá vivo, por enquanto ok,rs...

Enjoy!!!!!!!!!

16 de fev de 2011

The Watch "Timeless" (Release date for new album)

Os caras mandaram dois emails e tb está no portal oficial e pela amostra digo sem medo que dá uma puta saudades do Genesis e do Gabriel.

Ainda bem que o que eles fazem é muito, mas muito bom mesmo, e agora é aguardar eles enviarem o disco novo pra postar e curtir na íntegra.

O respeito dos caras por nós é tanto que mesmo tendo postado desde o primeiro álbum aqui nessa alcatéia, eles agradeceram e ainda adicionaram ao portal enviando sempre notícias e até elogiando a postagem. OAlphaterra (trabalho solo) que foi postado aqui, veio como dica (claro que não tenho provas disso e tal,rs, mas deram o disco pra gente) e por isso os respeito e gosto cada vez mais.

Vida longa "The Watch!!!!!!!!Hi there,

the new album "Timeless" will be released on monday 21st Feb !!

Barely one year after "Planet Earth" comes "Timeless", the brand new studio album from The Watch.
Hot off an extensive tour in 2010 which touched most of Europe and the USA and Canada, ("The Watch plays Genesis") in which the band merged their own music with some Genesis classics for a unique result that has been defined as a must also for all Genesis fans, The Watch are back with a new studio breakthrough: borrowing themes from Genesis's very first album "From Genesis to Revelation" and re-shaping them to create brand new songs bound to become classics. Keeping the original musical flavour that allowed the very young members of Genesis to prove their talent to the world, but adding the typical musical flair and energy people know and love from The Watch.

The result is a 10 song album, 7 original songs and 3 reinterpretations of very early '69 - '70 Genesis tracks. On one of these John Hackett, Genesis's guitarst brother, joins the band with his flute and another one is a great performance of Genesis's Stagnation, taken from the 2010 shows giving newcomers an idea of how incredible and "timeless" that music and this band can sound when performing Genesis. Don't take our word for it! It has to be heard to be believed!

As promised here there are some audio excerpts:


http://www.thewatch.it/download/Timeless/onedayf.mp3
http://www.thewatch.it/download/Timeless/roadf.mp3
http://www.thewatch.it/download/Timeless/soaringf.mp3
http://www.thewatch.it/download/Timeless/thunderf.mp3 The Watch - Timeless

All music by The Watch except for: "In the wilderness", "Let us now make love" and "Stagnation" music by Genesis
Lyrics by Antonio De Sarno except for: "In the wilderness", "Let us now make love" and "Stagnation" lyrics by Genesis

Songs list:

1- The Watch
2- Thunder has Spoken
3- One day
4- In the Wilderness
5- Soaring On
6- Let us now Make Love
7- Scene of the Crime
8- End of the Road
9- Exit

10- Bonus: Stagnation - from the "Blue show 2010"

The album will be available at all live shows !! (except for the very first at De Pul).
If you're portal subscribers it will be also possible to order it directly from us, from 21st February on, please support us and e-mail us for infos at thewatch@thewatch.it
Please leave us also your feedback !!
Cheers!
Hi there,

here there are other links where you can hear some more from Timeless (to be released monday 21st February) and: a whole songs that will be performed during the "Green show 2011" !!

Here they are:

from Thunder has Spoken, the final part:

http://www.thewatch.it/download/Timeless/thunderf2.mp3

from End of the road the mid section:

http://www.thewatch.it/download/Timeless/roadf2.mp3

and the whole One Day, that will be performed in the Green show:

http://www.thewatch.it/download/Timeless/oneday.mp3

Cheers!
The Watch

14 de jul de 2010

The Watch - Planet Earth?

Promessa é divida, e como o lobo tá doido mesmo, aí está o lançamento do The Watch.
Explico fácil, fácil!

Se discos antigos e fora de catálogo, bootlegs e o escambau eles detonam sem mais nem menos, qto mais lançamentos, não que eu os evite, eu tenho outras metas em mente qdo faço um post e lançamentos pra mim tem que valer mesmo a pena prq muitas bandas e muitos músicos acabam se perdendo no caminho o que não valoriza ser um lançamento de "a" ou "b".

Mas lançamentos eles adoram tirar fora do ar, e como venho repetindo, estou recebendo avisos, mas sem o conteúdo do que foi retirado, eles simplesmente me mandaram um que dizia abril/10; ou seja calculei que o mês tivesse rodado!!!!

Não, tive de ir de post em post pra achar qual teria sido colocado pra rascunho (pra quem não sabe eles do blogger tiram seu post ou posts e colocam no rascunho interno de seu blog e deixam um recado no painel interno do que foi feito e dizem que se vc quiser se defender do produto como proceder, báá!!! ah sim, e tb enviam um email sobre o fato)

Com isso não quero ficar todo hora e nem todo post repisando na mesma história, é que se intensificou, e ainda entrei em uns fóruns de discussão do blogger acusando-os de serem ricos as nossas custas, aceitarem todo tipo de postagem sem nenhum critério e só se manifestarem qdo citados por órgãos dos eua que não tem validade legal na net que é um território de ninguém, senão o sr osama não mandaria ameaças a ng por ela pois seria bloqueado não?Não, ele e outros fazem o que querem e os bandidos somos nós?
Qdo os criadores do google foram ameaçados e banidos da china eles usaram o direito de fidelidade para não revelarem suas fontes e métodos, seus códigos e formas de trabalho; ou seja eles não quiseram se dobrar mas forçam vc a se dobrar aos mesmos tiranos inventores de leis e detentores de poderes espúrios.

Porque pra os donos do google, leia-se blogger; clamar por direitos serve e viram heróis e coitadinhos com a mídia a favor, e nós eles nos perseguem ou deixam que sejamos perseguidos pelas mesmas leis que eles se defendem????????????
E vc acredita que ainda teve gente que foi defendê-los?
Só disse que assim que surgir uma opção todo mundo vaza e eles ficam com a broxa na mão,rs

Basta lembrar do icq, ou kazaa e tantos outros que valiam milhões e da noite pro dia viraram micos na mão dos donos.
O google mesmo já valeu bi numa noite e no dia seguinte ao imbróglio com a ms caiu pra casa das centenas e eles (os geniosinhos) dispararam pra todos os lados que não estavam preocupados prq não iriam vender mesmo (ré,ré,ré)

Bom, enquanto durar vou postar, e como dou lucro pra eles não estou aqui de favor e posso manifestar minha opinião como quiser, e sendo radialista/jornalista conheço um pouco de leis; com as quais me defendi várias vz em brigas homéricas no meu metier; por isso se eles quiserem detonam vc por muito menos então aqui está aos amantes do progressivo, uma das melhores bandas italianas dos últimos tempos e seu último trabalho com todas as capas, bastando vc clicar e salvar, mas seja rápido heim?Back in 2005 I reviewed The Watch’s second album Vacuum and ever since then they’ve been on my radar.
As stated in the Vacuum review, the music isn’t original.

In fact The Watch has this uncanny ability to replicate the Gabriel-era Genesis from the instrumentation to the dead-ringer vocals of that era.

The Watch’s vocalist, Simone Rossetti is the only constant in the band as over the years the line-ups have changed. The band was originally called The Night Watch and had an album released under that name.
It wasn’t until 2001 when the band shortened their name to The Watch and released the album, Ghost.

Since then they’ve consistently released an album approximately ever 3 years.
After several listens, I find Planet Earth to be the strongest effort by The Watch.

It seems that the band hones it skills in between albums as I’m sure they do in a live setting. Each song illustrates each of the Genesis albums from Nursery Crymes to The Lamb.

Sometimes even in the same song.
My favorites of this album are the opening track “Welcome To Your Life” (6:11), which starts off the album gloriously.

Next favorite is “Earth” (5:51) is an upbeat track that flows smoothly from start to finish. The last track, “Tourist Trap” (7:22) could very well been part of an album of Genesis, had Peter Gabriel stayed around for a year or so longer.
In closing, if you’re seeking new groundbreaking music then you’ should look elsewhere. But if you long for those ‘golden’ years as some call it, then Planet Earth will fulfill all of your desires. Since there will , most likely, not be a full Genesis re-union, fans can sink their teeth into this well crafted album. I would recommend this album as one of the most enjoyable albums of 2010.

Reviewed by Ron Fuchs on May 25th, 2010
Let me be the first to review this cd. I can't remain objective when I review an album from The Watch simply because when I hear them, they tickle hidden memories from my youth.

I grownt with the music of Genesis since "Nursery Crime" era, The Watch play that way but not simply cloning that kind of music. For me The Watch reached the top with the Vacuum album, this one is almost at the same level.There's nothing new here but

I can't get tired to listen the album again and again.
I can only mention track 6, the shorter, with the contribution of John Hackett on flute that makes the song like "I talk to the wind" meets the Genesis.

Bought this cd two days ago at a concert from the Watch, listened a dozen of times, everytime is like the first time. Recommended for all Genesis Gabriel era fans who feel young in their hearts
.Line-up / Musicians
- Simone Rossetti / vocals
- Giorgio Gabriel / guitars
- Guglielmo Mariotti / bass
- Valerio De Vittorio / keyboards
- Marco Fabbri / drumsSongs / Tracks Listing
1. Welcome to your Life (6:11)
2. Something Wrong (7:41)
3. Earth (5:52)
4. All the Lights in Town (8:15)
5. The World Inside (5:58)
6. New Normal (3:41)
7. Tourist Trap (7:23)

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!

13 de jul de 2010

The Watch - Damage Mode

video
Direto do blog dos caras uma apresentação exclusiva para seus fãs.

Qqr um pode ter o vídeo ou fazer alguns downloads direto da página oficial, bastando acessar The Watch e lá com seu login e senha, ter acesso a fotos e tudo o mais.

O legal do The Watch é essa interação com seu público e isso é no mínimo simpático ao meu ver. Enquanto somos perseguidos como meros bandidinhos pé de chinelo (nossa!!!rs), os caras de fora já tratam os blogs e a net com o respeito que ainda não se dá mas merece sim.Eu particularmente só trouxe prq gostei sim e se nota claramente uma influência muito explícita do Fish ainda no Marillion, no vestuário e nas expressões; o tom de voz começa a se distanciar um pouco do padrão do Peter Gabriel, mas a banda em si, o todo, é Genesis ainda com certeza; mas já com uma identidade própria.

Confira por si mesmo e tire suas próprias conclusões. Ah e tem disco novo chegando, já recebi o presente e será postado aqui ou em algum lugar em breve, quem quiser encontra por aí,rs ....and now....The Watch on Som Mutante everybody!

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

18 de mar de 2010

The Watch - O novo Genesis?

Sempre é bom termos amigos dignos não?
Mactatus, um dos responsáveis pelo Voo7177 me aconselha a seguir em frente e deixar de lado aquilo que não vale a pena, e ele está coberto de razão, mas sou sangue quente e um dia aprendo, a experiência ainda chegará como chegou à ele.

Pensando nisso este post que faria só na próxima semana, resolvi postar de uma vez e parar de me boicotar ou perder tempo com coisas fúteis e banais e fazer o que gosto, compartilhar músicas e idéias e aqui está o resto da discografia do The Watch. (O Ghost já está postado)
Ainda é pequena?

Pode ser, mas de uma qualidade sonora a toda prova, formações com algumas variações desde o primeiro álbum qdo ainda eram apenas "NightWatch" até o "Live" qdo já atigiram a maturidade necessária e repito, todos, mas todos sabem que eles são fissurados no Genesis/Gabriel e seguiram sim essa linha e talvez como já disse tenham conseguido continuar o que seu ídolos pararam e ao meu ver, para o meu gosto são hoje uma das melhores bandas de progressivo do mundo mesmo sendo italianos, o que não os limita em nada.
Tirem sua próprias conclusõesAfter their much heralded concert at iO Progheaven 1 in November 1998, I had to write something about these guys, so here it is. The following message is for organizers of prog festivals around the world: invite these guys.
The music
The album opens with My Ivory Soul, that reveals the Genesis influences of the band: vocals like those of Gabriel and the general atmosphere is also of those band. The music is emotional and easily carries you away. The name of the band derives from King Crimson and in fact this more or less explains the dark side to the music.
A good album in the spirit of the old Genesis (and sometimes not just the spirit), but darker, revealing hints of King Crimson. It also reveals that in some places the band could do better: in some of the tracks they seem to want to put in a little too much into their songs making them sound fragemented. Still, the emotion, the playing and the melodies are there. For those who already own this disc: live they're even much better. In fact to any one able to see these guys live: do it!
© Jurriaan HageLine up
Simone Rossetti - vocals
Franceso Zago - guitars and programming
Antonio Mauri - bass
Giovanni Alessi - keyboards
Diego Donadio - drums

Tracks
1) My Ivory Soul 8.40
2) The Theme 1.31
3) The Fisherman 8.42
4) Tomorrow Happened 9.47
5) The Black Cage 8.44
6) A Game With Shifting Mirrors 8.02
7) Flower Of Innocence 3.51

NightWatch

The Watch - PrimitiveRimane difficile apprestarsi a parlare di un album dei Watch senza menzionare i Genesis… impossibile direi. Se con "Vacuum" Simone Rossetti e compagnia si erano minimamente scostati dalla mera riproposizione di un sound e di stilemi cari, con "Primitive" si ritorna decisamente alle origini.
Non è per niente un caso se i nostri hanno aperto le date italiane dei Musical Box (due cover bands al prezzo -elevato- di una, ha commentato qualcuno)! Se tuttavia "Ghost" si rivelava brillante, ricco di spunti, certamente mutuati da un'origine ben definita, e variato, questo nuovo album si presenta più omogeneo, meno eclettico e brillante, quasi più intimistico direi.

Per rimanere nell'ambito scelto dal gruppo, prendiamo ad esempio un brano dei Genesis: "Silent sorrow in empty boats". Si tratta di una canzone bellissima, ovviamente, ma è ancor più bella perché collocata in un preciso momento di un album come "The lamb", come a spezzare (o placare) una tensione fattasi quasi eccessiva; un intero album composto da canzoni di questo genere risulterebbe invece limitante e un po' piatto. Ecco… fate conto che "Primitive" grosso modo si presenti in tal forma, con sette canzoni abbastanza omogenee ma con pochi guizzi, armonie continuamente ammiccanti ma senza lo spunto che possa rimanere in mente o che catturi l'attenzione, fatta forse eccezione per il brano un po' più movimentato del lotto, ovvero "Berlin, 1936", in cui la chitarra si fa più aggressiva e le tastiere (sempre con grande rappresentanza analogica al loro interno) si mettono ad urlare.

In tutto ciò il gruppo gioca ancora, e forse di più, a rincorrere i propri beniamini e a presentare situazioni ed armonie che possano far sobbalzare l'ignaro ascoltatore e lo convincano di star ascoltando qualche registrazione dei Genesis d'inizio anni '70; impressionante ad esempio il secondo brano ("The border"), in cui la voce di Rossetti si sovrappone nelle impressioni auditive pressoché in modo esatto a quella di Gabriel... e non certo solamente per il suo timbro! Bisogna altresì appuntare che l'ultimo brano ("Soaring on"), che in effetti si distacca leggermente dalle sonorità del resto dell'album, vede la firma di Cristiano Roversi.
Alberto Nucci

The Watch - Vacuun Peter Gabriel moriva dalla voglia di tornare nei Genesis ed ancor di più il suo desiderio era quello di realizzare canzoni che potessero eguagliare la bellezza immutabile e senza tempo dei grandi classici del passato. Come fare? L'orgoglio non gli consentiva di appagare questo desiderio nascosto e di tornare quindi all'ovile con una reunion ufficiale...
Non rimaneva che compiere il misfatto spacciandosi per un gruppo semisconosciuto, concedendosi al pubblico occasionalmente in concerto e lasciando alle maschere e al pesante trucco il compito di celare la sua vera identità, ecco quindi il progetto "The Watch", giunto con questo lavoro al suo terzo capitolo: il meglio dei Genesis dell'età dell'oro finalmente di nuovo tra noi.
Pensate che vi stia prendendo in giro? Ascoltate attentamente questo album: dove sta la differenza coi Genesis? Non riuscite a rispondere? Ci credo bene! Simone Rossetti è Peter Gabriel, vedete? Suona persino il flauto alla sua solita maniera! Chi potrebbe fare meglio? Qui dentro potete trovare il meglio del repertorio dei Genesis sotto forma di nuove ed originali canzoni, con sequenze musicali che potrebbero incastonarsi ora in "Nursery Crime" ora in "The Lamb" o in "Selling England".
Ogni particolare è perfetto e studiato con la precisione di un paranoico. Ma il fatto più affascinante è che le nuove composizioni posseggono una scorrevolezza ed un magnetismo quasi irreale. Forse in questo lavoro vengono privilegiati aspetti accattivanti e di più facile presa ma la godibilità rimane comunque a livelli alti... Tenete sempre conto che qui si parla di Genesis! La qualità della registrazione e la resa sonora sono oltretutto ottimali. Forse Ettore Hackett Salati, le cui 6 corde passano un po' in secondo piano, dovrebbe ritagliarsi spazi maggiori, ma questo è un particolare del tutto trascurabile. Detto questo lascio a voi le debite conclusioni mentre ricomincio ad ascoltare l'album dall'inizio e continuo a stupirmi.
Jessica Attene

The Watch Live
Line-up / Musicians
- Simone Rossetti / vocals, flute
- Ettore Salati / guitar
- Roberto Leoni / drums
- Marco Schembri / bass
- Sergio Taglioni / keyboards
Atual formação da banda:Simone Rossetti
- vocals
- flute
- dtambou
- atmospheres
Giorgio Gabriel
- electric guitar
- acoustic guitar
- 12 string guitar
- bass pedalsCristiano Roversi
- chapman grand stick
- bass guitar
- electric guitar
- acoustic guitar
- bass pedalFabio Mancini
- piano
- mellotron
- organ
- moogs
- synthsMarco Fabbri
- drums and percussions


Obs: os links estão por aí, basta atenção ok?
Obs: Agradecer a força da Carol e tb do Cláudio por essa postagem ter saído, ficamos devendo só um Live Bootleg que assim que receber trago pra cá e o Ghost está logo aqui abaixo.

Postado originalmente em 30/10/09 (Pronto Rovai, tá aí seu som)

Enjoy!!!!!!!!!!!


2 de nov de 2009

The Watch - The Fountain of Salmacis

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

30 de out de 2009

The Watch - Ghost - 2001

Buenas galera da alcatéia!
Este post é pra mim uma das coisas mais lindas que já ouvi desde que conheci o Genesis a partir do album Trespass (nunca gostei do From...mas que saudades da minha adolescência bateu agora,rs), desde que ouvi as harmonias dos sons misturadas as dramatizaçôes do gênio Peter Gabriel, talvez um dos maiores vocalistas vivos da história da música.

Bem, sim, eles seguem a linha exata descrita acima, beberam na fonte, mas outros não conseguiram, eles se superaram e se não marcaram ainda tão profundamente nossas almas em primeiro; os tempos são outros e em seguida a internet hj tá um lixo tão grande que pra se achar algo que presta tem que rodar muito o que faz que as pessoas desanimem e parem de procurar e continuem ligados em seus sons, assim não correm riscos desnecessários.

As fotos que seguem de 2009 foram retiradas do The Watch - Portal e são na sequência de:
Simone Rosseti - Vocals, flute, tambourine, mellotron and moogs (studio)
Marco Fabri - Drums, percussions, vocals
Giorgio Gabriel-Electric guitars, 12 strings acoustic guitar, classical guitar
Guglielmo Mariotti-Bass, bass pedals, 12 strings electric and acoustic guitars, vocals
Valerio De Vittorio-Pianos, Hammond L122 organ, mellotron, arp and moog synths, vocals
E são ilustrativas , mas a banda do Ghost está descrita abaixo e nos próximos posts atualizo quem é quem.
Mas como não tenho sangue de barata, aliás o lobo é um avatar quase próximo de minha essência mas um dia ainda posto uma imagem mais coerente com minha alma atormentada de ver tanta idiotice e tanta prepotência pelos blogs a fora..............mas calma é fácil explicar.

Existem aqueles que só postam, e existem aqueles que como eu gostam de viajar, jogar um pouco de conversa fora, mas no meio existem alguns que só sabem roubar idéias e ainda posam de gênios, opiniões indiscutíveis de oráculos da música.....um puta bando de babacas, um bando de chupins, um bando de imbecis e idiotas que não sabem porra nenhuma de música e ainda qdo roubam algo de alguém postam como se fossem de seu acervo pessoal algo que nem sabem o que é.
Depois desse desabafo volto ao som em questão, que vi em poucos blogs até agora, e poucos sabem deles o suficiente pra explicá-los e nem imaginam terem postado algo que não surgia há muito, música de qualidade e feita por mais uma banda italiana.

Bom se é italiana, eu sempre prefiro a opinião de amigos especialistas no assunto afinal eu aprendo com eles, não nasci sabendo, mas de música eles entendem e sempre dou os devidos créditos,não sou ladrão de idéias e nem de trabalho alheio.
E poucos entendem de rock progressivo italiano como o Alberto , a Jessica e outros que vivem lá. "L'album dei NightWatch venne additato da molti come un buon disco ma purtroppo fortemente condizionato dall'opera di clonaggio dei Genesis, opera che il gruppo perpetuava anche dal vivo, col cantante Simone Rossetti vero istrione del palco sulle orme del miglior Gabriel.
Dopo il cambio di nome, a seguito di qualche cambio di formazione, c'era curiosità sulla direzione che il nuovo corso avrebbe potuto seguire. Beh... non so come dirlo ma... questo non è un album di un gruppo chiamato The Watch! Ci hanno preso in giro!
E' stato preso qualche nastro contenente inediti dei Genesis del 1972 e l'hanno spacciato per un disco nuovo! Non è possibile che un gruppo attuale componga, suoni e appaia così uguale! La voce di Simone... Simone...? Simone chi? Questo è Peter! Cyrus dei Citizen Cain diventerà verde d'invidia ad ascoltare questo disco, se davvero non è Peter Gabriel quello che possiamo sentire alle prese con queste 7 canzoni; altro che voce uguale...! Ripeto: questo è un disco dei Genesis, dei migliori Genesis probabilmente rimasto nel cassetto perché ritenuto a suo tempo troppo poco commerciale, non c'è altra spiegazione. I veri appassionati non potranno trattenere le lacrime ascoltando queste meraviglie rimaste celate fino ad oggi e finalmente ascoltabili, anche se sotto un altro nome. In "Ghost" troviamo la giocosità dei Genesis di "Willow farm" e "I know what I like", la drammatica epicità di "Epping forest", le aperture di tastiera che ti allargano il cuore, le intricate melodie e le liricità poetiche di Peter.
La chitarra di Hackett è riconoscibilissima nei suoi tipici lamenti che tanto hanno contribuito a creare il sound del periodo d'oro del nostro gruppo preferito, mentre Collins, pur preciso come al solito, pare qui trattenersi un po' dietro il suo castelletto.
Non trovo molto da dire... o meglio... troverei moltissimo in quanto questo disco si commenta da solo oppure avrebbe bisogno di un libro per ogni canzone in esso presente. Resta il fatto che The Watch... pardon, i Genesis hanno trovato il modo di tenerci incollati allo stereo per 47 minuti senza concederci possibilità di scelta, dato che chiunque ami questa musica non potrà farne a meno.

PS: dato che di persone povere di spirito ce n'è più di quanto ognuno creda: questo è veramente un album della band chiamata The Watch, solo che, come dire, assomiglia un poco ai Genesis. Forse si va perfino al di là della parola clonazione, dato che effettivamente sembra proprio un album dei Genesis! C'è diffidenza nei riguardi dei cloni, ma l'eventuale condanna che qualcuno volesse infliggere al gruppo milanese si squaglierebbe alle prime note della prima canzone, ne sono sicuro."
Alberto Nucci.
Formação The Watch - Ghost

Simone Rossetti - vocals
Valerio Vado - guitars
Marco Schembri - bass
Sergi Taglioni - piano, keyboards
Gabriele Manzine - keyboards
Roberto Leoni - drums
Artworks by SPENCER BOWDEN

1) DNAlien 8.36
2) The Ghost And The Teenager 8.38
3) Heroes 8.12
4) Lochsmith 1.15
5) Moving Red 6.34
6) Riding The Elepant 3.38
7) ...And The Winner Is... 10.11

Obs: Quem me lembrou do som dos caras foi o Cláudio que vive me cobrando no mural tudo que pode,rs e graças a ele o viejo lobo lembrou de postá-los afinal já faço parte do fã clube deles faz tempo e tb de seu site, acompanhando seus shows mundo afora, mas como tem muita coisa boa postada aqui e vejo que a maioria de fora é que procura, guardo as raridades e as melhores pra qdo acho ocasião melhor, qdo é pra alguém como presente, qdo tô no clima, qdo tô afim, prq correr riscos, ser deletado, ter links deletados e etc, tem de valer a pena não?

Valeu Cláudio! O primeiro não é esse álbum, ou melhor é! este é o segundo ou melhor não é! pra quem não sabe e pretende sugar viu? ré,ré,ré

Mas postarei os outros em breve. Agora que já dei algumas dicas que tal ilustrarem seus posts sobre uma das maiores bandas que já surgiram nos últimos anos, e ralarem um pouco pra ter o trabalho dos caras?

The Watch - Ghost

Gustare!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!