Mostrando postagens com marcador John Wetton. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador John Wetton. Mostrar todas as postagens

6 de abr de 2010

Wetton & Downes - Icon - Acoustic TV Broadcast 2005

"Como venho deixando claro, muitos links foram deletados de "baciada", perdi contas antigas, algumas com mais de 50 links e já funcionando normalmente a mais de ano.
Isto me deixa chateado prq a regra é sempre contra a gente, mas como o que posto é o que gosto e acho valer a pena dividir, insisto e vou repostando na medida do possível mesmo sabendo que alguns mais antigos já tenham baixado, outros que chegarem agora talvez não, e a minha intenção é que este pequeno acervo que tenho circule nas mãos dos que gostam de música; por isso o compartilhar e aqui mais um de 10/09/09; um som ao meu ver indevidamente criticado e de uma beleza que poucos conseguem."

Nunca escondi de ninguém a admiração que tenho pelo trabalho de John Wetton e olha que antes, ainda moleque, o achava um cara chato que seguia os caminhos deixados por aquele que sempre considerei um mestre, um artista completo, Greg Lake.

Mas como dizem: " O tempo é o senhor da razão" e com o "famoso" passando, fui prestando mais atenção aos seus trabalhos e percebi que ele não poderia simplesmente ser um imitador de alguém ou alguém que ocupasse espaços deixados por outros e aí descobri um artista fantástico, de um carisma a toda prova e querido por alguns e considerado megalomaníaco por outros.

Bem, opinião e gosto cada um tem o seu, mas o que aconteceu comigo foi diferente porque aquele à quem praticamente relegava à décimo plano estava chegando muito perto dos mais afetos ao meu gosto e precisava descobrir o motivo, o que não foi difícil ouvindo e resgatando coisas antigas, sua maturação e depois sua maturidade musical e um dos mais belos trabalhos dele ao meu ver foi sua participação no "Tokio Tapes" com Steve Hackett, e alí sim uma prova de fogo prq ninguém pra mim é mais especial do que Peter Gabriel e ao ouví-lo cantando todas do Genesis e ainda algumas do Asia e do Crimson me rendi defitivamente ao seu talento e parei de resistir e decidi acompanhá-lo e resgatar o tempo que perdi em não ouvi-lo por ignorância musical,rs.Bom, sobre o Downes, é ainda mais louca sua carreira, prq ele era um compositor de jingles, que até foi tocar pra uma garota da época "disco", participou de várias gravações do Yes até o "Drama", quando o Yes parou justo aí, e por isso acabou se unindo ao Howe ,Wetton e Palmer formando o "Asia" e ficando sempre com o "Asia" mesmo qdo ele acabou, rs.

Ainda nos 90 participou de uma turnê do "Trapeze" (e tem um trabalho que tb pretendo nessa vida trazer pra cá com o Glenn Hughes) e depois, mais uma vez se une ao Wetton para o chamado projeto "Icon" que eu como um lobo coerente postei aqui o primeiro e tô postando o último, depois vem os intermediários, inclusive um EP deles que é muito bom.

Mas porque este?



Porque sou do contra e só li dele: "que foi um caça niqueis", "que a sonoridade acústica não demonstra a verdadeira qualidade do som de seus sucessos" e etc,etc e etc; mas se eu quisesse ficar ouvindo a mesma música da mesma forma era só pegar um disco de cada banda e pronto.

O que quero é realmente comparar as fases, os momentos, as nuances e diferenças e a idade, o tempo como passou pra cada um de nós e vi nesse trabalho uma delicadeza que os dois conseguiram ao se unir e que só melhorou com o tempo; prq com toda parafernália eles são impecáveis mas queria ouvi-los "crus", sem maquiagem e ao vivo e pelo menos da minha parte gostei do que ouvi e por isso aqui está a parte musical desse que se tornou um dvd pra depois virar disco. Ainda pretendo postar alguns dvds que possuo mas dependo do maninho sem noção PoucoSiso converter pra gente, prq o trabalho dele é impecável, ele compacta e ainda preserva toda a qualidade de áudio e vídeo, mas além disso é um saco subir 700 ou 900 mbs de arquivo pra no dia seguinte alguém delatar ou o host te detonar; este é o motivo que evito ainda mexer com vídeos.
Virão, mas ainda tenho muitos áudios pra subir.Tracklist:

1. Heat Of The Moment
2. Voice Of America
3. Let Me Go
4. God Walks With Us
5. Sole Survivor
6. Meet Me At Midnight
7. The Smile Has Left Your Eyes
8. I Lay Down
9. Open Your Eyes
10. Only Time Will Tell
11. Don't Cry
12. In The End
13. There In Your Bed (bonus track)



Live album from John Wetton and Geoffrey Downes, recorded during their 2005 UK tour. Will include 13 tracks including 'There In Your Bed', which will not be featured on the DVD.

Obs: Um aviso a todos, mesmo os hosts que dizem não expirar o arquivo caso não tenham acessos em 30 dias são sim deletados, o flameupload, o multi e outros são mestres pra isso e até o sharebee ídem, no rapid até quem tem conta expira com "x"dias e no mega só Deus sabe, prq eu tinha arquivos sendo baixados diariamente e simplesmente eles decidiram deletar mais de 80 deixando só 02 lá!!!!
Prq não acabaram com a conta de vez?

Pra baixar no meu caso o Mega é muito bom, mas de resto é um lixo; sei que o MandaMais que uso é lento pra alguns e muito bom pra outros, mas além de ser brazuca, foi o único que cumpriu tudo até agora; o Mediafíre é razoável e o 4shared está ao meu ver melhorando, mas cuidado ao postarem algo nestes multíplos, de uma hora pra outra vc fica sem nada e toca a fazer o trabalho duas vz.

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

9 de mar de 2010

RX with John Wetton - Elements (2001)


Repostando prq acho mesmo um dos melhores trabalhos que já ouvi e mantenho a potagem original com pequenas adaptações.

Juro que tentarei falar pouco, eu juro!!!!
Mas é difícil voce tentar expressar a intensidade de uma emoção em poucas palavras porque é fácil nesse caso e ainda voltarei nele outras vezes.

Depois de Greg Lake um dos melhores e mais completos músicos que conheci foi John Wetton, mesmo em seus devaneios tolos de "Asia", é pra mim uma das vozes mais agradáveis de se ouvir e no "Tokio Tapes"(já postado aqui) o Sr Hackett não o convidaria a toa pra montar sua versão do Genesis e mostrar que poderia sim fazer melhor do que aquela tal com aquele vocalista que não vou mais falar o nome, rs!!

Bem, eu navegando há um tempo atrás encontro um vídeo no youtube do Wetton chamado "Arcadia" e ao ouví-lo simplesmente me apaixonei com tudo, com o som, o visual e fui atrás de informações e aí começou o martírio, porque não se achava nada e só rodavam na net sem nada a acrescentar duas versões da mesma música, uma ao vivo e outra de estudio.

Mas como bom fã não desiste encontrei no meu já amigo Richard.Drummer nada mais nada menos que 05 dos principais sons dos caras, é isso mesmo da banda RX, uma banda oriental de jazz/fusion(arghhh) muito boa mesmo e fiquei feliz e triste, feliz porque enfim havia encontrado o som dos caras, mas o que eu queria não porque o som onde o Wetton participa chama-se "RX with Johnn Wetton - Live in London".

Ok, vão bora baixar os caras porque eles são exelentes mesmo e vale a pena....e aí veio a surpresa porque por falta de informação eu não sabia que no disco "Elements" de 2001 estavam a versões que eu tanto queria e por isso estou dividindo com vcs essa peça rara de música de altíssima qualidade e garanto que podem ser comparados sim com os maiores da atualidade e principalmente porque se cercam de convidados de peso e de qualidade indiscutivel.

Mas o elemento principal desta história eu ainda não contei, é que o Wetton estava saindo de um clínica de reabilitação e recebeu o convite dos caras que o admiram e muito e resolveu retornar via oriente como muitos fazem e o cara mandou bem e me sinto como reencontrando um velho amigo em nova ascensão.Só sei de uma coisa, eu o admirava e muito, hoje muito mais e acho que o ser humano é isso, um eterno recomeçar porque enquanto há vida há esperança e recomendo sim, pra vc que gosta de boa música, do Wetton e ainda não ouviu o RX.....baixe sem receio, vc vai receber uma jóia em forma de som e sacar que há vida inteligente fora desse eixo viciado que a maioria dos blogs fica e com os medalhões de convidados e compondo o quadro como um todo, somando ao invés de serem o centro das atenções.

Graças ao Richard eu vou postar aqui mais pra frente os outros deles, mas começo com esse que estava em flac, e converti mas não houve aquela perda absurda em sua qualidade, ele só tem uns pequenos cortes na gravação mas que infelizmente veio assim, mas em nada prejudica a audição.


Tacklisting:

1-テンペスト Tempest (music:雷電湯澤) 5:37
2-スキップ・ジャック Skip Jack (music:石川俊介) 5:26
3-エンドレス・スパイラル Endless Spiral (music:松崎雄一)5:43
(i) Endless Spiral
(ii) Storm
(iii) Unknown Choice
(iv) On the hill
(v) Another Face
4-アーケイディア ARCADIA (english lyrics:John Wetton, music:雷電湯澤, original lyrics:デーモン小暮) 5:41
5-アイ・アム・イノセント I am innocent (lyrics:John Wetton, music:松崎雄一) 5:14
6-ポーラー・ベアー Polar bear (music:雷電湯澤) 5:43
7-シャイニング・クレイジー・マン Shining Crazy Man (music:松崎雄一) 5:19
8-フィルム・ノワール Film noir (music:石川俊介) 5:33

RX are:
Raiden Yuzawa (drums),
Shunsuke Ishikawa (electric bass), and
Yuichi Matsuzaki (keyboards & article sampling)

Guitars Guest Musicians:
Akira Wada (M1,M3),
Kazuhiko Iwami (M8),
Masanobu Fukuhara (M2,M7),
Youichi Fujii (M5,M6),
Luke Takamura (M4)

Saxophone Guest Musicians:
Kazuki Katsuta on Alto (M2,M7),
Mahoro Iwasa on Soprano & Flute (M1)

Vocals Guest Musician:
John Wetton (M4,M5) - Esse é o cara......mas por favor se liguem em tudo, porque os caras são muito bons mesmo, eu insisto nisso, rs.

Obs: Post original em 11/05/09 (pela segunda vez, esta já é a terceira, mas sou insistente)

楽しませる!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

ダウンロード (Ok)

17 de jan de 2010

John Wetton - Sinister - 2001

John Wetton, quem diria que um dia seria o "pomo da discórdia" de nossa toca, a alcatéia não entende o prq de tanta polêmica já que é um dos maiores ídolos daqui ficando só ao lado de Greg Lake, que pro viejo lobo é insuperável.
Bom, recebi este presente do irmãozinho Alberto da Rock Fly, e com pc na oficina, fica mais difícil postar qqr coisa, os outros que tenho são pra serviço e já estão em carga máxima. Decidi então colocar um release do "BO BO" e postar este disco que muitos amam e outros odeiam, não existe meio termo, nunca vi um disco dele ser tão criticado pra bem e pra mal, com apenas 40 min de som, as críticas vão de horrível a magistral, de AOR à balada dos anos 80, sei lá, pra mim continua sendo JW e a cozinha é de hotel "n"estrelas.

Ladies and Gentlemans......Mr Wetton and friends!!!!

Reviewed by: John "Bo Bo" Bollenberg, February 2001 Looking at John Wetton’s output throughout his career, one has to admit he has never really been a true progressive soul, maybe except for his stints with Mogul Thrash and King Crimson. All of his other involvments to me sound more like an improved version of AOR. So when I see names pop up like Jim Vallance, Jim Peterik, Richard Wagner and Kevin Savigar (keyboard player with Rod Stewart), then what else could you expect but good sounding AOR? I almost had a heart attack when I saw the name of David Cassidy in the liner notes. Surely not the David Cassidy? John Wetton goes Partridge Family?No David Kilminster on this disc, but a selection of friends ranging from Steve Hackett, Robert Fripp and Ian McDonald from the old days, down to IQ’s Martin Orford, Jadis twins Gary Chandler and Steve Christey, Arena’s John Mitchell and Qango partner John Young. Wetton reveals that the Sinister title applies to his left-handedness and that all of the songs are once again purely autobiographical. So we should take his word for it as he begins this album singing “Doing fine now, I’m feeling better, must admit that I was riding for a fall.” And falling he was when I had the pleasure to meet the man the last time around. Having gained once again a fair amount of extra pounds, drinking to an extent where he could no longer remember the words to his own songs, a shadow of the man he used to be. But now he’s back, Sinister as it might be, but as said before, with a truckload of radio friendly rock songs which have more to do with Asia than true prog classics. Just listen to the pumping drums in “Say It Ain’t So” and you’re in the front seat for your AOR ride. Luckily Wetton’s voice sounds the same as say twenty odd years ago and that voice certainly remains one of the best voices in rock next to the great Paul Rodgers. Also “Where Do We Go From Here” is an Asia soundalike if ever I heard one. This song has the word radio written all over it so maybe it’s time GEP released this as a single?One of my favourites on John’s new album certainly has to be the instrumental “E-scape” which has out of this world flute playing (sounding almost like Thijs Van Leer) by the great Ian McDonald augmented with soundscape guitar courtesy of Robert Fripp whilst Wetton adds some subtle keyboards. This is a superb piece of music which would fit perfectly on the Rockenfield-Speer album Hell’s Canyon as this is also very visual music. Including both Dick Wagner and Greg Bisonette means that “Another Twist Of The Knife” is once again powerful AOR like it can only be composed in the hills surrounding Los Angeles. New found love Beate is allowed to add some chorus vocals to “Silently," a majestic song with alongside Martin Orford both Chris and Gary from Jadis in order to make this GEP all around.

The sparse arrangement for “Before Your Eyes” makes this a song which could do well in an unplugged setting. Penned with Qango friend John Young this song also sports some nice flute playing by Martin Orford adding to the fragile texture of the song. For most who heard this album “Second Best” has to be the song which stands out from the rest. Co-written with Sue Shiffrin and David Cassidy with whom he already wrote for Cher and Heart to name but two, this is as autobiographical as you can get! The album closes with “Real World”, a simple acoustic song which sounds more like a tongue-in-cheek jam session between Wetton and Steve Hackett on harmonica. Give them one hour together and they’ll write ten of those. Sadly no bonus tracks on this European version of what is also known as Welcome To Heaven, so with a total playing time of a little over 39 minutes, it's a bit on the short side. All in all a good solid John Wetton album : no step forward but certainly no step back!

http://www.johnwetton.co.uk/
Personnel
John Wetton vocals, bass, 12-string guitar, keyboards
Jim Vallance keyboards, vocals, guitars
John Mitchell guitars
Jim Peterik guitar, keyboards
Martin Orford keyboards
Tod Sucherman drums
Robert Fripp soundscape guitar
Ian McDonald alto flute
Dick Wagner guitars
Greg Bisonette drums
Steve Christy drums
Gary Chandler guitars
John Young keyboards
Guy Roche keyboards
Sue Shiffrin vocals
David Cassidy vocals
Ron Komie guitars
Steve Hackett harmonicaTracks
1. Heart of Darkness
2. Say It Ain't So
3. No Ordinary Miracle
4. Where Do We Go from Here
5. Escape
6. Another Twist of the Knife
7. Silently
8. Before Your Eyes
9. Second Best
10. Real World

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!

19 de mai de 2009

Wetton e Downes - Icon - (2004)


Se existe uma pessoa suspeita pra falar qualquer coisa de John Wetton é este que vos escreve!!!
Sou um verdadeiro apaixonado pelo seu tom de voz, pela forma que entoa suas canções e as de outros, suas participações e suas aventuras-solo.
Não, ele não é um gênio que não erra nunca e errou muito em sua carreira fazendo algumas homéricas besteiras, mas que ao meu ver o fizeram se tornar ainda melhor e o principal é saber com quem se juntar; à quem chamar pra fazer um som ou de quem aceitar um convite, isso só o tempo e a experiência ensinam (eu até hoje não aprendi e vira e mexe tô quebrando minha cara com convites de "amigos"que simplesmente te usam e depois te descartam, mas assim é a vida não?).


Eles formaram a dupla Wetton/Downes, lançando o projeto "Icon" com os CDs John Wetton / Geoff Downes (2001), Icon (2005), Icon II - Rubicon (2006), Icon Live (2006), Icon Acoustic (2006) e Icon 3 (2009) nos últimos anos.
E passeando pela net encontro este trabalho que já me encantei pela delicadeza da capa e aí fui fundo pra conhecê-lo e simplesmente achei fantástico!!!
Um dos melhores álbuns já gravados e produzidos por esses caras e pra mim um obra prima que não canso de ouvir e admirar sua sonoridade e sua sutileza de detalhes e o mais importante como já disse em posts anteriores; ele Wetton saiu já de várias mas a pouco tempo se recupera de uma crise de alcoolismo e que dom é esse meu pai, que nem as drogas, nem o álcool, nem as frustrações da vida conseguiram destruir?



Podem me chamar do que quiser, de carola, de beato , de crente, do que for; mas se isso não é um dom e dons são concedidos por seres superiores, senão todos os teriam à rodo, eu não sei o que é e não entendo mais nada.
Só sei que esse mesmo Ser, que concede esses dons deve estar olhando por todos nós e cada um de uma maneira e não me sinto de forma alguma diminuído em não saber fazer o que ele faz e escrever sobre ele e dividir com vc essa maravilha de som.
Ao contrário, me sinto um abençoado de poder fazê-lo e como se também tivesse recebido meu dom em contar um pouco da vida desses caras e que nos sirvam de exemplo pra seguirmos em frente com nossas próprias lutas.

Músicos:

John Wetton: principal songwriter, vocals and bass
Geoffrey Downes: principal songwriter, keyboards
Dave Kilminster: guitars and vocals
Pete Riley:drums


Tracklist:

1. Let Me Go
2. God Walks With Us
3. I Stand Alone
4. Meet Me At Midnight
5. Hey Josephine
6. Far Away
7. Please Change Your Mind
8. Sleep Angel
9. Spread Your Wings
10. In The End

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Wetton/Downes