Mostrando postagens com marcador Yes. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Yes. Mostrar todas as postagens

7 de out de 2011

Yes - Union (1991) "1st press, Japan"

Sempre gosto de dar um pitaco nas postagens, sei lá, acho que caracteriza a minha opinião e não o que o material significa pra esse ou aquele.

Mas não tô com saco, prq até os mais intímos parecem não entender a essência desse blog e essência é sim uma palavra que aprendi com o Manito qdo lançava o Som Nosso e me ensinava os primeiros acordes; essência é tudo, é o âmago da coisa.

O exemplo é que existem blogs imensos só de bootlegs e de qualidade horroríveis e mesmo assim cultuadíssimos, e como não tenho a mínima vontade de competir com ninguém, qdo descubro algo vou atrás da história, da discografia e aí como não faço posts múltiplos escolho o que mais me agrada e quem quiser algo melhor que compre numa loja sei lá.

Meu esforço, e não pra ser reconhecido é só pra dividir um momento de meu dia ou noite, de minha experiência que é pequena mas onde convivi com músicos maravilhosos e fdps de toda a parte do planeta e com isso pra não deixar em vão essas experiências, compartilhá-las.

Nunca disse aqui o que fiz ou deixei de fazer, com quem convivi ou se tomei cerveja com algum artista, mas garanto que tenho mais contato do que muitos que se julgam entendidos e as vz até querem me ensinar histórias que vi como ocorreram; o que é no mínimo ridículo,rs

De Yes não se tem nada pra acrescentar, só que nunca achei esse o melhor trabalho deles e justamente nessa audição, mudei minha opinião e aqui está pra quem gosta como eu de colecionar guardar uma versão bem interessante. (imagem meramente ilustrativa)

Union was a milestone event in the history of Yes. For the first time in the group's long existence, the majority of its various members came together under a single banner.

The result is a huge collection of songs that sounds like modern Yes with a touch of the '70s art rock that originally secured the band's legendary status.


Tracklist:
01. I Would Have Waited Forever
02. Shock to the System
03. Masquerade
04. Lift Me Up
05. Without Hope You Cannot Start the Day
06. Saving My Heart
07. Miracle of Life
08. Silent Talking
09. The More We Live / Let Go
10. Angkor Wat
11. Dangerous (Look In The Light Of What You're Searching For)
12. Holding On
13. Evensong
14. Take the Water to the Mountain
15. Give & Take

Total time: 01:09:56Personnel:

Jon Anderson - lead vocals
Chris Squire - bass guitar, vocals
Trevor Rabin - guitar, vocals
Tony Kaye - keyboards, vocals
Alan White - drums, vocals
Bill Bruford - drums
Rick Wakeman - keyboards
Steve Howe - guitar, vocals

Additional musicians:

Jonathan Elias - synthesizer, keyboards, vocals
Tony Levin - bass guitar
Jimmy Haun - guitar
Billy Sherwood - bass, guitars, keyboards, vocals
Allan Schwartzberg - percussion
Gary Barlough - synthesizer
Jerry Bennett - synthesizer, percussion
Jim Crichton - synthesizer, keyboards
Gary Falcone - vocals
Deborah Anderson - vocals (Jon's daughter)
Ian Lloyd - vocals
Tommy Funderburk - vocals
Sherman Foote - synthesizer
Brian Foraker - synthesizer
Chris Fosdick - synthesizer
Rory Kaplan - synthesizer
Alex Lasarenko - synthesizer, keyboards
Steve Porcaro - synthesizer
Michael Sherwood - vocals (Billy's brother)
Danny Vaughn - vocals
Enjoy!!!!!!!!!!!

18 de nov de 2010

YES "The Story of Relayer"

O Gustavo sempre posta uns lances bem interessantes e como costumo dar um tempo pra trazer algo pra cá, acabo esquecendo, então ele postou eu sou fã mesmo dos caras e resolvi trazer enquanto a memória deste lobo não pifa de uma vez.

Já ouvi e confesso que gostava do original apesar da tal música famosa, mas este me foi uma grata surpresa e já rolou"n" vezes hoje pelas cavernas afora.

"O álbum "Relayer" que foi gravado em 1974, representou um divisor de águas dentro do Yes, pois em um difícil momento que a banda enfrentava com a saída de Rick Wakeman e a entrada de Patrick Moraz, até então uma incógnita, pois ninguém poderia imaginar o aconteceria e levando-se em conta que não seria fácil substituir o antecessor a altura, veio a grata surpresa.

Patrick Moraz com tendências menos clássicas e aberto a experimentações e improvisos jazzísticos, sem querer, foi a salvação do Yes em um futuro muito próximo, pois apesar de ter feito relativo sucesso com o álbum "Relayer", a banda começava a ser muito criticada pelos excessos que o rock progressivo permite e com tendências musicais mais simplistas e ao mesmo tempo explosivas se aproximando com o surgimento do movimento Punk.

E pelo incrível que pareça, foi uma das bandas que melhor se saiu e conseguiu sobreviver ao ostracismo que o rock progressivo foi submetido aquela época de anarquia musical, liderada por bandas como Sex Pistols, The Clash e algumas outras que não me lembro e que faziam um sucesso enorme com músicas de três ou quatro acordes.

Mas desgraças a parte, esta compilação, "The Story of Relayer", gravado em 17 de junho de 1976, é um importante registro que a banda ainda tinha muito a contribuir com sua música, pois o arranjos mostram-se mais leves e um pouco menos complexos, mesmo para as músicas anteriores ao álbum "Relayer", demonstrando que a banda estava antenada para os acontecimentos e queria permanecer viva.

O arranjo para "Long Distance Runaround" é no mínimo fantástico, onde até Steve Howe botou as manguinhas de fora e deu uma rápida improvisada, bem interessante, para emendar em sua amada "The Clap" e em seguida passar para "Heart of the Sunrise" que ganhou uma nova introdução em seu arranjo.

As músicas "Sound Chaser" e "Gates of Delerium" são tocadas impecavelmente como no álbum de estúdio, com a voz de Jon Anderson super afinada e os teclados de Patrick Moraz, afiados como navalhas, nos momentos em que são solicitados.

Uma referencia ao passado é feita com a música "I'm Down" que tocada em um tom de rebeldia, caracterísica dos Beatles, aproxima o Yes de um público ávido por musicas mais simples e dançantes.

Como um Yesmaníco que sou, não posso deixar de recomendar este álbum, pois ele acontece em um momento histórico para a banda e também é o registro do talento de cinco excepcionais músicos."
Músicos:

Jon Anderson,
Patrick Moraz,
Steve Howe,
Chris Squire,
Alan White,

Tracklist:

CD-1
01 - Opening;
02 - Siberian Khatru;
03 - Sound Chaser;
04 - I've seen all good People;
05 - Long Distance Runaround;
06 - Clap;
07 - Heart of the Sunrise;

CD-2
01 - Gates of Delerium;
02 - Ritual;
03 - I'm down;
04 - Roundabout

Obs: Valeu Gustavo, fico devendo mais uma, rs....

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!