Mostrando postagens com marcador Reverend K M Williams. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Reverend K M Williams. Mostrar todas as postagens

31 de mai de 2013

Reverend K M Williams "When I Rise"

Bom, quem não sabe vai saber; sempre tive as quatro patas atrás com relação a religião e religiosos.

Não chego ao ponto de alguns amigos que tenho aqui no blog mesmo que são ateus, agnósticos, céticos ou de qualquer denominação ou religião, eu só me reservo ao direito depois de séculos de olhar com suspeita pra eles.

Depois dos escândalos que vemos por aí como um dos maiores pastores dos eua ter caído de quatro depois de tantos escândalos e outros por lá sim senhores e senhoras prq não é exclusividade nossa não!!!!!

Aqui criou-se uma casta que o amigo e professor Zé Geraldo canta e narra muito bem em "ou dá ou desce" e ainda relembra tanto o Raul que vejo um no outro; mas voltando ao ponto a coisa ficou tão descarada e a pilantragem é tanta que até drogas distribuem em certos cultos.

Todos são assim?

Nunca!!!!!!!!!

Vi uma reportagem tão linda de um senhor que construiu um 4x4 e lá fez os bancos e recebe os amigos da colônia que vivem com um bico de luz do lado de fora e dois dentro.

E ali ele como é um dos únicos que sabe ler faz o papel de "leitor" da palavra, e o repórter perguntou-lhe se era o pastor da igreja e ele disse tão simplesmente: "Filho pastor é Deus e eu sou só um roceiro dividindo com os amigos o que aprendi."

Sabemos da história do joio e  do trigo que pode ser repercutida em vários exemplos mas se tem uma coisa que respeito por conhecimento e não por acaso ou achismo, são esses caras como KM Willlians.

Eles tem história de vida, história de música e história religiosa, são sérios no que fazem, levam a sério o que dizem e se estão certos ou não eles crêem no que fazem e vivem disso sem roubar ninguém.

Ao contrário, com o que ganham investem naquilo que crêem e isso ganhou meu respeito sim, pouco me importando onde está a verdade, porque se alguém sabe ainda não contou pra ninguém e quem disser que sabe tá na hora de rever seus conceitos.

Como sempre dedilho ao som de outro som o que posto, mas esse estou ouvindo na íntegra e digo, afirmo e repito: Quer ouvir um som de verdade?
Então ouça o rev. e se delicie com sua simplicidade, sua sinceridade e sua sonoridade ímpar, apesar dos releases abaixo o colocarem num nicho (americano adora isso) ele é diferente sim, e se diferencia justamente por tocar uma espécie de blues godspell (gospel só aqui no br viu? a palavra original  vem de "Deus fala" e foi criada não existindo própriamente em dicionários prq é uma ocorrência fonética e por isso os negros dos eua diziam que iriam cantar um godspell, prq pegavam a bíblia e cantavam seus versos enquanto cortavam arvores em mangues, construíam estradas de ferro ou plantavam algodão.

n.r.
Gospel significa evangelho, em português. Gospel é o diminutivo de “God Spell”, ou seja, palavras de Deus, que significa também botas notícias, boas novas, e etc. O termo surgiu nos Estados Unidos, com os cultos que eram realizados.
Gospel surgiu como um tipo de canto das comunidades negras nos Estados Unidos, e era um ritmo dos cultos. O gospel é possui uma melodia simples, e é mesclado com músicas folclóricas e um pouco de blues.

O Blues é delicioso, simples e cru como deve ser, mas não é qqr um que copiando as notas consegue o mesmo resultado, tem de ter coração pra isso, tem de botar a alma nisso, e o negrão faz com primazia.

Pra mim um dos melhores discos de música negra e uma bela e grata surpresa prq não imaginava que com o site reformulado, estrelas brilhando ele continuaria fiel ao seu som, ao seu Deus e as suas raízes, pois ele não desviou um cm.

Sei que será um post que não terá os mais de 500 acessos como o do Ian logo abaixo, mas pra quem gosta de ouvir boa música o conselho é de graça e enquanto deixarem a música too!!!!!
The Real Deal Texas Boogie/Blues Trio! Basically a modern Texas Country Blues & Boogie Band (with a heavy Delta Blues influence) in the style similar to Blind Willie Johnson, T-Model Ford, John Lee Hooker, Hound Dog Taylor & Lightning Hopkins!

Rev KM Williams, a native East Texan, is on Guitar and Diddley Bow, and is a bonafide Texas Country Bluesman whose style is rooted in the deep Blues & Boogie of Lightnin Hopkins, John Lee Hooker, RL Burnside & Blind Willie Johnson.

KM also happens to be an Ordained Minister of the Gospel, so he can sermonize you while he's rockin' you too.

Washboard Jackson, originally from the industrial Punk Rock influenced areas of Detroit & Toledo, is a hard working family man and talented percussionist who can play drums, washboard & cymbals all at the same time.

Jeff Stone is a WC Handy award winning harp man raised on the south side of Chicago.

Together, they make the most raw, rockin' Country Blues/Boogie that you really need to hear to believe.

Based in the Dallas/Ft. Worth Metroplex.
Gospel and the blues have long had a contextually fractious but musically compatible relationship.

That truism is personified by the Rev. Kelvin Mark Williams, whose message rises up from the pulpit of his Dallas/Fort Worth Holiness Church ministry yet comes delivered in the raw, primal, intense blues historically found in the Mississippi Delta and rural Texas.

Playing a homemade single-string cigar-box guitar, often with a slide, he channels the musical spirit and styles of John Lee Hooker, Elmore James, Bo Diddley, and Texan Lightnin' Hopkins.
When I Rise is a low-down blues album and a damn good one at that.

The fact that most of the songs, including "The Lord Will Work It Out Somehow," "Something Took Control of Me," and the riveting title track, reflect the raucous sounds associated with a Saturday-night juke joint all but belie sentiments associated with a solemn Sunday morning.

Kudos to Eddie Stout of Austin's Dialtone Records, a man who knows the real deal when he hears it.
Members:
KM Williams - Guitars/Vocals/Harmonica/Stompboard
(for Trainreck - Washboard Jackson- Drums and Percussion),
Jeff Stone - Harmonica

Sounds Like: R; L. Burnside, "Blind" Willie Johnson, Sam "Lightnin" Hopkins, JOHN LEE HOOKER'S BLUES, Bo Diddley

Label: KM Williams Enterprises-CD Baby, Dialtone Records

Manager: Rev KM Williams , Eddie Stout

Tracklist:
 01 – When I Rise [00:03:22]
 02 – Free To Roam [00:03:14]
 03 – The Lord Will Work It Out Somehow [00:03:24]
 04 – I’m Comin’ Home [00:03:13]
 05 – Something Took Control Of Me [00:03:58]
 06 – Tell Me Woman [00:04:28]
 07 – Goin Away Baby [00:03:04]
 08 – We’ll Go Back To God [00:03:30]
 09 – Please Come Back Home [00:03:51]
 10 – I’m A Boogie Man [00:03:51]
 11 – Take A Little Walk With Me [00:03:22]
 12 – Hard Times Everywhere [00:04:40]
 13 – My Lord Knows Just What To Do [00:02:36]

Obs: Sim o mundo adotou a linguagem "gospel" pra definir música de igreja e até os eua e músicos famosos, mas a origem é a descrita acima e não foi só o br que adotou mas no br ng nem sabe a diferença disso pra aquilo, só querem cantar "pra louvar" prq não conseguem espaço na mídia e tb prq ganham muito bem em várias igrejas pra isso, e hoje foi direcionado a esse segmento prq seria o do Rev. Willians e não caberiam outras considerações e comparações.

Ficamos fora do ar, por causa de um furacão por isso a falta de posts mais tb não tenho pressa de postar nada, só acho que em respeito aos frequentadores caberia uma explicação; agora o nome desse furacão não sei prq aqui na mata os lobos não ligam pra isso, só esperam passar.

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!