Mostrando postagens com marcador Mark Knopfler. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Mark Knopfler. Mostrar todas as postagens

17 de ago de 2015

Eric Clapton & Mark Knopfler


Mais uma bela parceria do Eric Clapton, com Mark Knopfler do Dire Straits. Um belo trabalho, onde os estilos de guitarras se confrontam e se harmonizam. Assim como Clapton, Knopfler tem seu estilo único, dedilhado que caracterizou as canções do Dire Straits. Um excelente álbum...





CD1:
01. Crossroads
02. White Room
03. I Shot The Sheriff
04. Bell Bottom Blues
05. Lay Down Sally
06. I Wanna Make Love To You
07. After Midnight
08. Can’t Find My Way Home
09. Forever Man

CD2:
01. Same Old Blues
02. Tearing Us Apart
03. Cocaine
04. Layla
05. Behind The Mask
06. Sunshine Of Your Love

31 de dez de 2013

Mark Knopfler - Privateering (Bonus)

Será que ainda se consegue falar alguma coisa de MK?
Ele criou uma das maiores bandas de toda a história da música, os maiores hits e um que talvez seja o marco de uma época (tá ng sabe que falo de Sultans of Swing!!!)

Tocou com os maiores e melhores, participou de todos os "aids" que se possa imaginar, bastava o Geldof chamá-lo e lá estava ele com sua timidez peculiar, seu toque tb peculiar e sua voz mais peculiar ainda.

O que tenho pra falar é um lance que já comentei há muito; o amor e o respeito que ele tem por todos mas por um músico em especial e até arrisco dizer que poucos sabem dessa relação tão intensa.

Chet Atkins para Mark é simplesmente o "Mestre", o "Sensei", o "Cara", rs; Mark faz questão e fez durante sua carreira de levantar e elevar o nome de Chet pra que ng o relegasse a segundo plano por causa de idade e falta de novos sucessos, prq Chet é o papa do country, folk r'r e jazz sim srs e sras, da música caipira norte americana, mas da sonoridade artística inconfundível e com uma qualidade absurda.

Chet Atkins está pra música como Johnny Cash, só que o segundo um outsider e Chet sempre alinhado e bom moço, sempre com letras de duplo sentido mas até nisso, um gentleman.

Essa herança Chet passou pra Mark e ele adotou como lema, por isso tanta maestria e tanto talento mas com aquele toque refinado que por incrível que pareça nasceu nos campos do Tenessee e infelizmente nos deixou em Nashville em 2001.

Chet é conhecido por ter desenvolvido um estilo complexo de tocar conhecido como thumbpicking ou fingerpicking, inspirado principalmente por Merle Travis, em que tocava a melodia, o ritmo, e o baixo simultaneamente.

Seu trabalho influenciou guitarristas famosos como Mark Knopfler, George Harrison, Earl Klugh, Lenny Breau, Tommy Emmanuel e vários outros. Como produtor, produziu álbuns de vários artistas, entre eles, Eddy Arnold, Don Gibson, Jim Reeves e Elvis Presley.

Foi considerado o 21º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone.

Dá pra agora ter noção do prq o Mark Knopfler se tornou o que é?
Todo bom aluno supera seu mestre, mas acho que nunca ele pensou que fosse tão longe, apesar de saber o talento que tem.

E pra começar mais ano aqui pela alcatéia vai ecoar por esses dias esse que foi um disco que até em vinyl foi lançado mas só na edição completa, aqui é só uma de luxo pra dar agua na boca.
September 11, 2012

"Redbud Tree," a highlight of Mark Knopfler's eighth solo album, could've been written 100 years ago.

But given our ecocrisis, this tree-hugging folk gem, embossed with a shimmering fingerpicked Strat, feels cannily modern.

Knopfler's sueded voice has changed little since his 1980s heyday, and his elegant electric-guitar work sounds better than ever.

The 20 songs, most top-shelf, are a textbook of folk styles, from Irish ballads ("Kingdom of Gold") and country-flavored weepers ("Seattle") to slide-driven blues ("Don't Forget Your Hat") and Tin Pan Alley nostalgia ("Radio City Serenade").

On the title track, he shows offhis acoustic playing, a folk-rock vet returning to the source.

By Will Hermes
Vocals, electric, slide and acoustic guitars - Mark Knopfler

Guitars, bouzouki and tiple - Richard Bennett

Piano and organ - Jim Cox

Keyboards and vocals - Guy Fletcher

Fiddle and cittern - John McCusker

Whistles and uilleann pipes - Mike McGoldrick

Accordion - Phil Cunningham

Upright and electric bass - Glenn Worf

Drums - Ian Thomas

Harp - Kim Wilson

Mandolin and vocals - Tim O’Brien

Pedal steel - Paul Franklin

Vocals - Ruth Moody
Vocals - Rupert Gregson-Williams

Trumpet - Chris Botti
Saxophone - Nigel Hitchcock
Clarinet - John Charnec
Strings arranged by Mark Knopfler and Guy Fletcher. 

Strings conducted by Rupert Gregson-Williams



All songs written by Mark Knopfler.

(except Miss You Blues, lyrics Mark Knopfler,
melody Deep Blue Sea: trad arr Knopfler)

Published by Hornall Bros Music Ltd/
Will D. Side Ltd

Produced by Mark Knopfler

Co-produced by Guy Fletcher and Chuck Ainlay. Engineered by Chuck Ainlay and Guy Fletcher. Mastered by Bob Ludwig at Gateway Mastering Studios, Portland, Maine.

Cover Photography by Johnnie Pilkington

Additional Photography by Guy Fletcher

Design by Mark Knopfler & Salvador Design.
Cover Design by Big Fish
Mark's seventh solo album, the 2 CD Privateering, was released on the 3rd of September, 2012, and on the 10th of September, 2013, in North America. It is now available worldwide.

Tracks:

1. STANDARD INTERNATIONAL 2CD

Disc 1:

1 Redbud Tree
2 Haul Away
3 Don't Forget Your Hat
4 Privateering
5 Miss You Blues
6 Corned Beef City
7 Go, Love
8 Hot Or What
9 Yon Two Crows
10 Seattle

Disc 2:

1 Kingdom Of Gold
2 Got To Have Something
3 Radio City Serenade
4 I Used To Could
5 Gator Blood
6 Bluebird
7 Dream Of The Drowned Submariner
8 Blood And Water
9 Today Is Okay
10 After The Beanstalk
2. DELUXE EDITION

Standard 2CD Plus live CD featuring rehearsal from tour Autumn 2011 in hard back book format.


1 Why Aye Man
2 Cleaning My Gun (unmixed 2-track)
3 Corned Beef City (unmixed 2-track)
4 Sailing To Philadelphia
5 Hill Farmer's Blues (unmixed 2-track)

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!  ok.....pass 2012

12 de jun de 2012

Double Mutante "Blindstone Manifesto" and "Mark Knopfler Get Lucky World Tour" by Dê

Minha internet tá uma merda, pra subir uma capa de disco leva uma eternidade qdo não quebra e um disco então até pra baixar é outra novela, voltei as madrugadas, alguém aí é do tempo do icq,kazaa e etc que tinha de deixar baixando e qdo voltava tinha dado pau na bagaça?

Pois é e por isso diminuí o ritmo dos posts prq acho que se fosse pro inferno não funcionaria prq é invenção do fdp mesmo e aí me torraria o saco só pra ver eu rosnar e no céu deveriam vir com aquele papinho de "aqui não precisa" vá contemplar a sua vida e aí f..... né?

Dito isto (o lula fala um monte de m....a anos e todos aplaudem e agora com aquela voz de gralha então tá uma graça, deveria se tocar e calar a boca mas não!!!!) prq digo mesmo um monte de besteiras e algumas sandices no meio do sério, o velho lobo não tão velho assim e nem tão lobo tb (tô mais pra lobisomem, a net vai conseguir minha transformação), trago pra vcs logo uma postagem dupla que é pra ng me cobrar e chamar de vagaba.

O ZM já tem disco na fila, tem mais gente que me mandou material bem legal, mas tá um cacete mesmo, mas eu insisto e a gente chega lá(será que eles tão achando que fiquei preguiçoso? ré,ré,ré)

Quem acompanha de perto a minha história sabe que houve muitas mudanças em minha vida e até de lugar físico a alcatéia se deslocou e a cabeça tresloucada desse que aqui dedilha ao som do vento, não consegue assimilar traição, maldade e falsidade tudo junto num mesmo coquetel, tem gente que gosta e por isso serve aos outros, enfim cada um dá o que tem.

O que tenho é isso, compartilhar o melhor que tenho, conheço ou recebo pra que o dia de cada um fique melhor e o Dê vai começando a pegar o vício e isso é bom.

Nessa primeira oferenda estão dois trabalhos de peso, um não conheço o outro admiro de paixão, e é ainda a salvação da música em muitos momentos de ostracismo mental que rolam por ai.

Quem quiser conhecer Mark é só saber como reverencia seu guru, Chet Atkins e o respeito que tem pelo ser humano, isso sim dá gosto pra raça humana, já o Blindstone ouviremos juntos.BLINDSTONE
Martin J. Andersen on guitar & vocals,
Jesper Bunk on bass
Benjamin Hove on drums

Power trio da Dinamarca, este disco foi lançado originalmente em 2002.
Esta versão é uma re-edição de 2008, com 3 bonus:
Jimi Hendrix, Are You Experienced;
Frank Zappa, Dirty Love; e
Robin Trower, Gonna Be More Suspicious.

Influências bluesy/funk, soul, poderosos riffs e solos de guitarra, o destaque
fica principalmente para Martin J.Andersen, que participaria juntamente com Hove,
no album de George Clinton "How Late Do U Have 2BB4UR Absent?", em 2005.

Este trabalho, em especial, nos remete diretamente a Eddie Hazel (Funkadelic).

Mark Knopfler, Show em Wroclaw, Polônia em 02/07/2010, Turnê do Álbum
"Get Lucky".

Mesmo sendo um Bootleg a qualidade aqui é fantástica, todo talento deste que
está entre maiores músicos e compositores de todos os tempos, dono de um estilo
único.

Apesar de canhoto, ele toca como destro, e de uma forma totalmente inovadora: toca com a combinação principalmente do polegar, do indicador e do dedo médio, sem o uso de palhetas.

Part 01
Part 02

Dead, salve, dois arquivos que acho legais...se vc gostar claro.
Abs,


Enjoy!!!!!!!!!