Mostrando postagens com marcador O Terço - Compactos Simples da década de 70. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador O Terço - Compactos Simples da década de 70. Mostrar todas as postagens

15 de mar de 2010

O Terço - Compactos Simples da década de 70

Para aqueles que não me conhecem ou conhecem pouco, gosto de presentear aos amigos que considero e olha são em número razoável, mas muito menos do que nomes mais famosos de blogs mais antigos por aí
A vida na alcatéia não tem sido fácil, mas seria muito mais difícil não fosse a cia que vcs me fazem por aqui e sempre me preocupo com essa perseguição desenfreada imaginando qdo será minha vez; eu sei, eu sei, não adianta sofrer antes da hora mas sou assim mesmo prq faço o que faço com amor e faço porque gosto e quero.Aí só de imaginar um qqr simplesmente apertando um botão e deletando tudo que vc fez com tanto carinho e dificuldade comparo com um assalto ou um estupro, me perdoem a analogia nua e crua mas é isso mesmo.

O post de hj decidi fazer nesses dias que estou de molho por causa da pata machucada (na realidade vai muito bem obrigado, só não posso ficar com ela muito tempo pra baixo, o que torna quase inviável fazer o que faço e ainda postar alguma coisa), e pensando e fuçando achei um monte de coisas que seriam interessantes que não havia nem notado antes que as tinha.
Também já disse que nessa toca a organização impera não?Tem disco em cima da caverna, em baixo das fogueiras, voando por cima de árvores, enfim tudo na mais perfeita desordem; e aí depois de tudo decidido e nada resolvido aquele desocupado do Alberto da Rock Fly me avisa que encontrou com um de seus parceiros essas jóias que pra mim são raras.

Compactos simples da década de 70 e um compacto duplo idem????????Bom com isso tudo que estava devidamente organizado e preparado (mentira viu?) foi-se e aí subi os discos juntos num só pequeno pacote como veio com suas capinhas, sem capas e até com a imagem de um dos disquinhos que são de 70, 71, 72 e 77.
Queria pedir licença aos frequentadores mais assíduos e aos não tanto pra oferecer este post à aqueles que vem quietinhos na caverna a noite e deixam seus nomes como seguidores desse blog e não dizem nada, nem nada pedem, simplesmente aparecem e ficam alí mas se tornando um quadro importante desta alcatéia do qual tenho muito orgulho.Então pra quem como eu gosta do som do Terço, vai ser uma delícia ouvir músicas que vcs nem imaginavam ser deles ou relembrá-las ou simplesmente saber que recebi, postei, dividi com vcs numa forma de dizer:
- Muito obrigado por aqui estarem e por aqui permanecerem, me fazem muito felizes e a cada novo seguidor, ou novo amigo comentando também me sinto satisfeito prq atingi o objetivo que aprendi com o mestre Manito e que cantávamos muito no "Snegs"

"A procura, a procura da essência, o barulho aterroriza a tranca lacra o beco, sinal da paranóia"

Não, ainda não encontrei a essência, mas sei assim estar no caminho.

Discos trazidos do http://www.rockinbrasil70.blogspot.com/ Na história do grupo O Terço, que originou-se em 1968, estão três bandas da década de 60 - Joint Stock Co., Hot Dog e Os Libertos, por onde iniciaram o guitarrista Sérgio Hinds, o baixista César das Mercês e o baterista Vinícius Cantuária.

O grupo Os Libertos, então formado pelos três músicos citados acima, era uma atração que agitava as domingueiras do Rio de Janeiro. A banda ainda se chamaria Santíssima Trindade.
Em 1970, César das Mercês foi substituído por Jorge Amiden. O grupo passou então a se chamar O Terço.
O conjunto é originário do Rio de Janeiro, mas depois radicou-se em São Paulo.Os vocais sempre foram privilegiados nas canções do grupo como por exemplo na música "Tributo ao Sorriso" que fez muito sucesso, inclusive entre o público não apreciador de rock.
Sobre o significado da palavra terço, é um "fracionário que corresponde a três" ou a "terça parte de alguma coisa", inclusive a do Rosário, conjunto de contas utilizado na liturgia Católica para computar um determinado número de orações (quinze Pais-Nossos e quinze Ave-Marias).O nome O Terço caiu como uma luva pelo menos para essa primeira formação da banda, que era a de trio (guitarra-baixo-bateria). Sérgio Hinds, perguntado de onde foi tirado o nome do grupo disse: O Terço, como trio, é o símbolo do rosário representando união. Antes do primeiro LP lançaram um compacto com a música Velhas Histórias, com a qual ganharam o festival de Juiz de Fora.

Aquela era a época do Rock Rural e do Rock Progressivo, e O Terço seguiu estas sonoridades.

Discos:

O Terço 70 - Velhas Histórias / Tributo ao Sorriso
O Terço 71 - Visitante / Adormeceu / Doze Avisos / Mero ouvinte /Trecho da Ária Extraída da Suite em Ré Maior (BACH)
O Terço 72 - Ilusão de Ótica / Tempo e o Vento
O Terço 77 - Amigos / Barco de Pedra

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!! (link atualizado)