Mostrando postagens com marcador The Hollies. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador The Hollies. Mostrar todas as postagens

8 de ago de 2010

The Hollies - The Air that I Breathe (30th birtdhday of "The Hollies" (1993)

Um pouco antes fiz um post dos "Besouros" com o titulo oposto e claro expliquei meus motivos.
Este aqui é mais fácil ainda!!!

Simplesmente eles são muito bons, deram o famoso "azar" de aparecerem numa época em que se estava investindo tudo nos outros e eles ficaram um pouco nas sombras não fazendo o merecido sucesso e talvez até não tendo o devido reconhecimento.
Ok, ok, qqr um que entenda um pouco de música vai dizer: Mas é claro que fizeram sucesso e foram reconhecidos como o são até hoje!!!

Não, não são, e nunca terão o reconhecimento devido e na minha opinião; a qual não vai mudar em nada as voltas que o planeta dá. Foram muito superiores a vários grupos que tiveram mais mídia, mais apoio e mais investimento.
The Hollies, uma puta banda, uma banda de verdade composta por músicos de qualidade, e esse som foi lançado em comemoração aos 30 anos de existência deles.Resolvi postar este som, pra lembrar dos tempos em que era pobre (rs) e sempre ficava fuçando em busca de coletãneas porque não podia comprar a coleção daqueles que gostava.
Ou comia ou comprava disco, e aí a escolha é lógica,mas qdo sobrava uma graninha saía a caça de algo que pudesse me trazer de tudo um pouco daqueles que gostava e com isso consegui reunir um acervo razoável de "coletâneas" e as guardo com muito carinho prq me trazem a lembrança o qto é difícil tentarmos realizar nossos sonhos.

Tá, eu sei que a fome no mundo é um problema maior e real, eu sei que as doenças matam muito mais que qqr guerra, sou consciente disso tudo; mas na minha vida particular, optar pelo leite dos filhos era uma decisão indiscutível e por muito tempo fiquei sem som e isso que antes era uma rotina na juventude passou a ser raridade e cada coletânea dessa tinha um gostinho de conquista e de vitória: "Estou conseguindo ter aquilo que tanto queria e não consegui antes"
Um sabor indescritível que só aqueles que já vivenciaram isso sabem que gosto tem."The Hollies é uma banda britânica de rock and roll formada no princípio dos anos 1960. Eles foram contratados pela Parlophone em 1963 como colegas de selo dos Beatles, e lançaram seu primeiro álbum nos Estados Unidos em 1964 durante a primeira leva da Invasão Britânica. Eles são comumente associados a Manchester, pois vários de seus integrantes originais vinham da cidade e de comunidades vizinhas.

O grupo foi criado pelos amigos de infância Allan Clarke, vocalista, e Graham Nash, em meados de 1962. Em seguida juntaram-se Don Rathbone na bateria, Eric Haydock no baixo, e Vic Steele na guitarra-solo. Steele foi rapidamente substituído por Tony Hicks. Em 1963, quando o grupo começou a fazer um certo sucesso, Don Rathbone passou ao posto de "roadie" e foi substituído por Bobby Elliot, considerado por muitos como um dos melhores bateristas ingleses do período do Merseybeat.

Apesar de normalmente não ser lembrada como uma das principais bandas de rock dos anos 1960, os Hollies emplacaram diversos sucessos e se tornaram, ao longo da década, o segundo grupo de maior sucesso da Grã-Bretanha em termos de vendagem de discos, atrás apenas dos Beatles. O grupo se caracterizou por impecáveis trabalhos vocais, duplos ou triplos, com Clarke, Nash e Hicks, o que ainda rende comparações com o trabalho feito anteriormente pelos Everly Brothers.

Entre as canções mais populares do conjunto, destacam-se: Long Cool Woman in a Black Dress, Stay, Stop In The Name Of Love, Bus Stop, Look Through Any Window, Sorry Suzanne, Jennifer Eccles, The Air That I Breathe, além da antológica He Ain't Heavy, He's My Brother, várias delas com versões em português, escritas ou gravadas por diversos artistas da Jovem Guarda."

The Hollies - the air that I breathe

Se eu pudesse fazer um pedido, acho que deixaria passar:
Não consigo pensar em nada que eu precise...

Nem cigarros, nem sono, nem luz, nem som,
Nada para comer, nem livros para ler...
Fazer amor com você
Me deixa tranqüila, aquecida e esgotada.
O que mais eu poderia pedir?

Não sobrou nada para ser desejado...
A paz me encontrou e ela me deixa fraca.
Então durma, anjo silencioso, vá dormir...

Às vezes, tudo que preciso é o ar que eu respiro
E amar você.
Tudo que preciso é o ar que respiro, sim, para amar você.
Tudo que preciso é o ar que respiro...
A paz me encontrou e ela me deixa fraca.

Então durma, anjo silencioso, vá dormir...



Integrantes:
Allan Clarke - guitarra e vocal (1962-1971; 1973-1978; 1978-2000)
Tony Hicks - guitarra e vocal (desde 1963)
Graham Nash - guitarra e vocal (1962-1968; 1981; 1982; 1983)
Don Rathbone - bateria (1962-1963; tornou-se o empresário)
Vic Steele - guitarra e vocal (1962-1963)
Bobby Elliott - bateria (desde 1963)
Eric Haydock - baixo (1963-1966; 1981)
Bernie Calvert - baixo (1966-1981)
Terry Sylvester - vocal e guitarra (1969-1981)
Mikael Rickfors - vocal, guitarra, teclado e baixo (1971-1973)
John Miles - guitarra e vocal (convidado em 1981)
Alan Coates - vocal e guitarra (1981-2004)
Dennis Haines - teclado (1983-1989)
Steve Stroud - baixo (1982-1985; 1990; 1996)
Ray Stiles - baixo, vocal (desde 1986)
Ian Parker - teclado (desde 1990)
Carl Wayne - vocal (2000-2004)
Peter Howarth - vocal (desde 2004)
Steve Lauri - vocal e guitarra (desde 2004)
Jamie Moses - guitarra e vocal (1983, durante turnês e em algumas gravações como convidado)
Dave Carey - teclado (1990)
Paul Bliss - teclado (1978; 1982-1983)
Pete Wingfield - teclado (1976-1981)
Peter Arnesen - teclado (1978; 1982-1983)
Brian Chatton - teclado (1981-1982)
Ian Harrison - vocal (2003-2004)
Dougie Wright - bateria (1967)

Obs: Postagem original em 10/06/09

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!