Mostrando postagens com marcador Steve Hackett. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Steve Hackett. Mostrar todas as postagens

31 de mar de 2014

Genesis Revisited II - Selection



Steve Hackett's Genesis Revisited II Selection
Artwork © Vicedomini


Esta é uma compilação do duplo Genesis Revisited II. Então porque não postar o álbum duplo completo? Simples, nele não tem a faixa "Carpet Crawlers" cantada por Ray Wilson e nesta compilação tem.


E nas palavras do próprio Steve Hackett:

"This single CD album features some of my favourite shorter songs and highlights from Genesis Revisited II" - says Hackett enthusiastically - "along with additional track 'Carpet Crawlers' sung by Ray Wilson, who joined Genesis as singer on Calling All Stations. He does a great job here filling Gabriel's shoes, but with his own special style. It's great to be flying the flag once more for the early Genesis sound on the eve of the World Tour..."

Carpet Crawlers
Artwork © Vicedomini
Faixas:

1. Carpet Crawlers
2. Eleventh Earl Of Mar
3. The Lamia
4. Dancing With The Moonlit Knight
5. Entangled
6. Shadow Of The Hierophant
7. Can Utility And The Coastliners
8. Afterglow
9. Blood On The Rooftops

Músicos:

- Steve Hackett / Guitars, Vocals
- Roger King / Keyboards,
- Gary O'Toole / Drums, Percussion, Vocals
- Rob Townsend / Sax,Flute, Percussion,
- Lee Pomeroy / Bass
- Nad Sylvan / Vocals
- Ray Wilson / Vocals on Carpet Crawlers
- John Wetton / Vocals
- Nik Kershaw / Vocals
- Steven Wilson / Vocals
- Francis Dunnery / Vocals
Genesis Revisited II - Selection
Aqui 
ou aqui...

Espero que gostem.
Um abraço!

5 de mar de 2014

Chris Squire & Steve Hackett (Squackett)

Uma união que simplesmente nos deixa curiosos... A guitarra comedida e precisa do Genesis, com o baixo marcante e fraseado do Yes. Dois soberbos dinossauros, sobreviventes da era de ouro do Prog, tentam resgatar este passado nesta pequena obra. Gostei do álbum... Confiram.

A Life Within a Day is the debut studio album by Squackett featuring Chris Squire (Yes) and Steve Hackett (ex-Genesis). It was released on 28 May 2012.[1] The title track, "A Life Within a Day" won the 'Anthem' award at the 2012 Progressive Music Awards.[5] The song "Aliens" began as a Yes song titled "Aliens (Are Only Us from the Future)" (credited to Squire) and was performed during Yes' In The Present world tour and was dropped shortly after, the song was rumoured to be included on the recent Yes album, Fly from Here (2011). Hackett had previously worked with Squire's bandmate Steve Howe in the band GTR.



Tracks:
1."A Life Within a Day" 
2."Tall Ships"
3."Divided Self" 
4."Aliens"
5."Sea of Smiles" 
6."The Summer Backwards" 
7."Stormchaser" 
8."Can't Stop the Rain" 
9."Perfect Love Song"  

Musicians
Chris Squire — bass, vocals
Steve Hackett — guitars, harmonica, vocals
Roger King — keyboards
Jeremy Stacey — drums
Amanda Lehmann — backing vocals
Dick Driver — double bass
Richard Stewart — cello
Christine Townsend — viola, violin


19 de out de 2013

Steve Hackett Live "Fire and Ice"


Qdo fiz uma pequena observação no post do Genesis que o Véio fez é prq realmente ele conseguiu postar épocas diferentes pra fãs diferentes e mesmo assim não causar tumultuo o que respeito e muito nas pessoas idosas, que é a sabedoria.

Mas um lobo secular e andarilho como este que vos dedilha essas mal traçadas linhas carrega em seu espírito a marca de muitas lutas e batalhas pra chegar vivo e continuar assim, mesmo que chamusque o pêlo a carne ainda tá firme e forte,rs.

Queria ter feito uma postagem antes das mudanças que resolvi fazer no Som Mutante e com isso explicar a quem interessasse o porque, prq o que mais gosto é de dar satisfações a quem merece, acho isso de bom alvitre e parte da boa educação.

Só que devido aos problemas particulares na alcatéia acabou que me peguei tão cansado que pra fazer um post me sentia sem forças e vontade......não não, não perdi o tesão é cansaço puro da vida mesmo que creio já ter pego a todos em determinadas épocas por isso ou aquilo.
A postagem não tá errada não, ela é uma dívida com um amigo que justamente qdo me pediu eu não tinha net e nem pc pra subir e até mandei uns links pra ele mas o Darkside disse que iria esperar pra baixar daqui!!!!!

Expliquei pra ele e tal mas ele foi resistente e respeitei, prq se é assim assim será; e já fui no Dê que tem mais paciência que eu e quem diz de acharmos em 4.7 gbs??????
Só em 9 gbs, hd, dual layer e elá vai,rs; mas a informática hoje te dá muitas variáveis e aí baixa em 9 , converte em 4, confere o som se ficou atrasado  ou adiantado, a qualidade de imagens e todo o resto que parece nada.

Mas pra quem monta sem aparelhagem específica é uma guerra.

Enfim, acabou dando certo e aí só entra a parte em que todos, sem excessão, todos que usam internet são roubados, lesados e não existe autoridade nesse país que tome providências, podem falar de Anatel e o escambau, que as operadoras de celular tão tomando multa e pricas a 4 mas não vejo melhorias, as ligações caem, não completam ou nem chegam a ser efetuadas nesse pais de frouxos.
Obs:
Aqui não cabe nenhuma referência a esses baderneiros que pegaram um nome nascido de um movimento alemão e com isso, destroem tudo que vêem na frente pior que saúvas antes da chuva ou do inverno.

Não esses são bandidos simplesmente e num país onde ng manda e tudo é permitido, o final é esse mesmo e com a desculpa de 0,20 centavos de passagem o país entrou na balbúrdia.

Talvez os que me acusam de saudosismo da ditadura, se esqueçam que servi a pátria na transição pra democracia e nunca fui a favor de nenhum tipo de ditadura, nem aquela e nem essa que aí está travestida de democracia.

Só num país como o Brasil que uma parceira do maior terrorista e líder de um dos principais grupos revolucionários se torna presidente, e ainda se acha no direito de esnobar um presidente de verdade como Barack Obama, com que moral nosso país pode tentar ensinar ao tio sam, o que fazer?

Prq jogar bombas eles sabem.......
Voltando ao assunto lesa pátria é que todas as operadoras de internet nos vendem planos baseados em "x" de download como se isso fosse o máximo mas o que nós pagamos mesmo e tem alto custo pra eles é o upload e justo esse é uma miséria e no caso da vivo que uso, não passa de 0,60 kpbs enquanto pago uma fortuna por 10 mbs de donwload; o que pra eles sai de graça.

Entenderam a fórmula?
O que custa pra eles nos darem eles dão pouco, e assim ganham horrores com o que praticamente sai de graça e isso já denunciei várias vezes mas as "otoridades" fazem ouvidos moucos e nós vamos sendo roubados todos os dias no país todo e eles enchendo os cofres com seus serviços chinfrins.

O certo seria pelo menos 50% de upload o que tb não seria justo prq como em outros lugares do 1ºmundo é pau a pau, 100% do que vc adquiriu, ou vc compra um plano manco e paga por um inteiro?
Prq é o que acontece.

Acabando a obs e denúncia que no máximo pode tirar esse blog do ar e não mudar nada na aplicação da lei, afinal até no supremo tem gente com rabo preso com os caras nas penitenciarias de segurança máxima!!!!!!!!! Opssss, falei, mas se não fosse um governador meio doido que dizem ser lerdo, gravar, escutar, fazer um calhamaço nunca saberíamos quem comprou quem e por qto e tem nego grande nessa aí e vai dar o que? Esse blog cair? ré,ré,ré...
Como dizia o Chico num som da Ópera do Malandro acompanhado da Cor do Som que muitos ignorantes musicais nem imaginam quem são e a importância pro país "a lei vem pra te prender infeliz"; e nosso pres do senado fica sem os 700 kgs de camarão prq foram superfaturados e ainda diz que gasta menos que o antecessor que tá internado no Einstein as custas sabe lá deus de quem; quase ofereci um marmitex pra ele mas qdo vi que ele tá comendo no bandejão do senado e a família em restaurantes fiquei aliviado, coitado.

Bom voltando ao que era do assunto; pra subir um arquivo de quase 2gbs demora mais ou menos 8hs (pelo menos era o prazo dado no mega que está me surpreendendo em qualidade) e aí vêm outros e querem em flac, em prata ou ouro; reclamam das postagens que outros fazem se esquecendo ou não das dificuldades que cada um enfrenta pra colocar algo pra outrem baixar ou não.
Agradecimentos?

Muito Obrigado pelo post apesar de não ser minha praia e não gostar seu trabalho é bacana ou não, ficou ruim e não vou baixar; ok é uma crítica e que venham; mas não o que vem são choramingos que a capa que vc colocou não é daquele álbum, que aquela banda não é pra esse tipo de blog e a pqp de 4.

Isso realmente me desanima, não as agressões gratuitas que alguns despeitados e desocupados fazem, prq agora eles até ameaçam um postador como eu de "se te encontro na rua te dou um tiro!!!!!!!!!"; ué é doido?
Posto aqui desde 2008 e de repente um doido foge do hospício e onde vou me ameaça de morte, credo,rs, devo chamar a federal e dar endereço e tudo fazendo um bo nos conformes, o que não vai dar em nada ou ler linhas e linhas de asneiras de ignorantes e imbecis?
Bom como tenho mais o que fazer e arrumar minha alcatéia e a vida junto, pedi aos amigos verdadeiros um apoio, prq não queria nem parar e nem fechar o SM, afinal ele não é meu mais, fiquei 10 dias sem postar nada e a média de visitas estabeleceu-se em 700/dia, o que não me dá o direito de simplesmente parar, tem gente que merece e muito o respeito desse lobo e isso os  imbecis pseudo inteligentes e críticos de obra feita nunca terão, que é o respeito de alguém.

Aí conhecendo o caráter de quem convivo convidei o Gustavo do blog parceiro Nas Ondas da Net, os desmiolados do Valvulados, mi hermano Aponcho (apesar de se arrebentar com seus esportes radicais, prq ele é radical demais gente....) minha querida grande amiga e parceira Luciana Aun, que alguns pensam que estragaram nossa amizade, bahhhhh!!!!!!!!!

A Lu é meu amor e já falei pra muita gente que me acompanha, uma de minhas primeiras amigas de suplício em blogs, ela e a Neide e sua hija Sophia, que apesar de sumida nunca esquecidas.
Com a Luciana já brigamos de nunca mais nos falarmos e no dia seguinte estarmos quebrando o pau por outra coisa, ô muié geniosa aquela sô, mas fazer  o que amor é amor e pronto.
Já tive experiência em blog compartilhado e era uma dor de cabeça, coisa que nunca quis e por isso caminhei quase que só, prq só nunca estamos e amigos sempre abasteceram essa alcatéia destrambelhada; mas especificamente colocar colaboradores, tb donos da bagaça sempre temi não pelo blog mas pelas amizades.

Mas como digo que sou abençoado antes de nascer, todos aceitaram (imagina se eles recusam??) e vêm fazendo um trabalho lindo, diferente do que fazem em seus blogs e do que faço aqui e cada postagem é uma enxurrada de acessos, e não é isso o fim, mas é gostoso saber que aquilo que vc fez deu certo não?

E nossa média de visitantes e amigos tb confirma a aceitação e aprovação; o que me deixou a vontade pra cuidar da vida louca e doida que vivo sem imaginar que vinha deixando algo ou alguns de lado , prq vc é responsável por aquilo que cativas já dizia o Pequeno Príncipe e mais uma vez me senti um privilegiado, amigos de todos os lados, de dentro e de fora e por isso resolvi escolher esse post pra explicar isso prq o Darkside significou muito nessa questão de lealdade e amizade numa hora muito difícil como o próprio Dê que é um irmão.
Aliás não tem como não esclarecer certas coisas.
Como uma pessoa que praticamente estou junto todos os dias (o Dê) e me comunicando sempre tb; moramos na mesma cidade nos conhecemos a mais de 10 anos, frequenta a alcatéia e esse lobo toda hora pede alguma coisa, pode ser uma amizade falsa como meus detratores afirmam (que no fundo tem um lance de amar esse lobo apaixonadamente prq isso já é obsessão!!!!!!!!!!!!!, parece aquele filme do Michael Douglas que a Glenn Close de tanto amá-lo quer matá-lo, ré,ré,ré...... Atração Fatal, que deixou muito pulador de cercas de cabelo em pé).

O mesmo acontece com os outros integrantes da nossa matilha e tenho certeza chamasse mais eles viriam prq sei que são amigos mesmo, e até sei de amigos que se afastaram e se tornaram ex o que é normal e até ficaram me achincalhando com avatares variados prq conheço o jeito da escrita; mas cada um tem o direito de gostar de quem quiser e pronto.

Então a esses invejosos meus pêsames, (Invejosos sim , prq nunca conseguirão ter um blog assim, amigos como tenho e nem em duas vidas a competência que carrego, concordando ou não; e tem sempre que se esconder nas sombras pra atacar seus pedregulhos prq não são nada a não ser lixo cibernético mortos de inveja e que acordam pensando em ver o que tem de novo por aqui!!!!Qdo não gosto nem apareço mas eles acham que são importantes deixando a assinatura que a mãe deles ensinou , a falta de educação , aliás gente dessa laia num tem mãe né? nascem de porcas, ou tem uma leve ideia de quem seja, agora pai então nem ouviu falar foram tantos,rs) prq ainda estou aqui e nunca me escondi de nada qto mais de uns borra botas que irão sim tentar aqui ou em outros blogs falar algo (que vai direto pro spam e dali pro lixo), só que eles já tiveram seus minutos de fama e não aparecerão mais aqui só no inferno pra onde irão com tanto ódio em seus corações; aliás o mestre Boldrin tem  uma história muito interessante sobre coração ruim, mas não serei eu que chorarei pela alma deles pra livrá-los do abismo.
Este sim eu maior prazer.....
Aonde quero chegar é que até o Lennon disse que pra compor Let it Be foi um inferno, mas a imprensa só mostrou o que interessava e ele diz mais abaixo na entrevista que sempre entrar no estúdio era difícil e se o repórter imaginava o que era estar em estúdio com os Beatles sendo um deles?

Ele se referia ao  estado de espírito e esforço despendido pra que aquela massa se tornasse um bolo de verdade, e não a ser um suplício fazer o que gostavam, eles se amavam como disse Paul várias vz e Ringo tb, mas as tensões eram enormes e como pra qqr ser humano viver é difícil.

As tensões das áreas de atuação as vz fazem com que o desgaste machuque muito e nunca as agressões que não passam de despeito puro, isso tb ocorre num simples blog numa simples postagem como que imagem colocar agora, qual frase e prq escrevo isso?
O que vou subir hoje?
Como será que olharão aquilo que amo?
Amarão?
Odiarão?

E com o tempo vc se blinda disso principalmente blogs como o meu que já passou da fase gosto ou não gosto, hoje é aceito ou não, visitam ou não, baixam ou não e pronto acabou.
Nosso marcador de visitas não deixa mentir, está agora na capa pra nego morder o cotovelo mesmo de raiva, prq aquilo é do blogger, vc insere e ele já entra atualizado.
Aquilo é um espelho do agora e pronto.

Nunca os comentários foram pra mim base pra nada prq não faço pra isso, faço porque quero fazer; a não ser qdo amigos aparecem pra dar o ar da graça, como o Beto de Niterói, o Lelo, o Marcito e tantos outros como o maluco do Drachen e vai por aí que destrincho uma lista enorme; mas comentários são poucos os fundamentados no trabalho postado e nas informações dadas.
Por isso esse post é uma homenagem aos amigos do Som Mutante, amigos como o Steve foi e é dos seus, como foi e é do Gabriel, enquanto os outros viravam as costas.

Não digo que é meu show preferido dele mas é do meu amigo Darkside então pronto, tá valendo, aos meus amigos que tão arrumando a zona que é essa alcatéia no meio da floresta e principalmente aqueles que diáriamente fazem do SM seu ponto de passagem o que me dá um orgulho tremendo.  

Prq nunca imaginei chegar onde chegamos; nem acima nem abaixo de ng, nem melhores nem piores, simplesmente nós mesmos e vcs fizeram a diferença e enquanto deixarem como sempre digo, estaremos no ar.

E agora mais fortes ainda como corda trançada, de braços dados e abraçados fazendo aquilo que gostamos que é sentar na sala ou na garagem, meter a fita k7 no som e deixar rolar, ou botar o disco pra rodar, trocar de lado, colocar a outra parte e terminar a obra no 2 ou 3ºlp, isso sim é que é bom; o fel dos despeitados deixaremos pra acabar de corroer suas carcaças alquebradas e deformadas pelo tempo e pela maldade de suas almas.

Que o diabo as carregue!!!!!!!!!!!
On 30th November 2010 Steve Hackett and his band returned to the Shepherd's Bush Empire to resounding applause after many stops abroad with the "Around The World In Eighty Trains" tour. While show fell outside in a London blizzard, within the atmosphere was burning. The band on fine form and hot to trot were joined by special guests Steven Wilson and John Wetton.

Nick Beggs - bass, chapman stick
Steve Hackett - guitars, vocals
Roger King - keyboards
Amanda Lehmann - vocals, guitar
Gary O'Toole - drums
Rob Townsend - sax, whistle, bass clarinet

Fire And Ice captures the whole concert.

01 Intro
02 Valley of the Kings
03 Every Day
04 Emerald and Ash
05 Golden Age Of Steam
06 Watcher Of The Skies
07 Carpet Crawlers
08 Fire On the Moon
09 Ace Of Wands
10 Shadow Of the Hierophant
11 Sierra Quemada
12 The Darkness In Men’s Hearts
13 Blood On The Rooftops
14 Tubehead
15 Sleepers
16 All Along The Watchtower
17 Still Waters
18 Prairie Angel/Los Endos
19 Firth Of Fifth
20 Clocks

Obs: são quase 2gbs de vídeo, por isso quem se interessar baixe prq duvido que dure,rs

29 de set de 2013

Steve Hackett & Steve Howe


Às vezes acontece... O encontro de duas sumidades do Rock Progressivo. Steve Howe, guitarrista do YES e Steve Hackett, gutarrista do Genesis, fundaram em 1985, o GTR (abreviação de GUITAR). A banda durou apenas dois anos e produziu apenas um álbum. O som do GTR podemos imaginar...


GTR was formed following Steve Howe's departure from Asia in 1985, following which he and former Yes manager Brian Lane discussed plans for a new group. Howe expressed an interest in working with Hackett, who was then approached by Lane. Hackett proved amenable, despite some doubts as to the project setup: his last few solo albums (including the atypical all-classical-guitar project Bay of Kings) had sold disappointingly and despite his interest in continuing his acoustic work, he saw GTR as an option for sustaining his career at a prominent level and also financing future solo work.[1] Once the two guitarists were in place, the group was completed with the recruitment of American drummer Jonathan Mover (ex-Marillion, and later to work with Joe Satriani, Steve Vai and Alice Cooper), bass guitarist Phil Spalding (ex-Bernie Torme, Toyah, Mike Oldfield and Original Mirrors) and singer Max Bacon (ex-Moby Dick, Nightwing and Bronz).

Segue o único registro desta união divina:

GTR (1989)


17 de set de 2010

Steve Hackett - The Tokio Tapes Live in Japan

Como fiquei alguns dias inoperante devido ao glorioso speedy, tive tempo de pensar e pensei (que bom né?); pensei o que poderia fazer para agradecer à todos que tem frequentado por aqui, novos e velhos (ré,ré,ré) afiliados da alcatéia ou não e claro com isso queria como sempre quero oferecer algo que valha a pena.

Mas gosto é tão pessoal que é impossível agradar todos, ou postar algo que já não exista, escolher algo que simbolize o verdadeiro sentimento que carrego podendo fazer o que gosto que é ouvir, ver e compartilhar com aqueles que seguem, que visitam diáriamente ou só passam uma vez na vida,rs

Seguindo esta linha de raciocínio, encontrei no fundo da alcatéia, empoeirado na caverna o vídeo do show que era só gravado em fita k7, rs; claro e óbvio por isso se chama Tokyo Tapes, a idéia original pra quem não sabe era esta mesmo, mas como Hackett de bobo não tem nada, foi registrado à época em fita sim (mas claro que não cassete né?)e em vídeo também.

Bom tanto a qualidade do "original" em áudio já postado aqui e agora em vídeo não são as maravilhas da atualidade mas o factual me fascina e essa originalidade é que me conquistou e talvez tenha transformado esta numa trilha sonora de minha simples vida lupina; músicos fantásticos reunidos em torno de um gênio de quem eu nem era tão fã, mas que hoje simplesmente acho um dos melhores de todos os tempos.

Então aqui está o Viejo Lobo (como diria Omar, que me presenteou com um Asia fantástico que está de trilha pra essa postagem) em seu retorno com um presente à todos, espero que gostem prq depois que postei o áudio começou a pipocar posts em todos os cantos e nem ligo pra créditos só que acho muita cara de pau de alguns que dizem ser deles; sendo que o original tem algumas peculiaridades que só quem tem sabe e aí é fácil saber de onde é.

Este é uma cópia do original e ainda consegui reduzí-lo sem perder a qualidade pra facilitar o down; a imagem que vcs verão é a mesma da master, e podem conferir que até nas versões remasterizadas (que não é o caso dessa) não conseguiram melhorar muito mais; e garanto que pelo que vi por aí e claro que não vi tudo só se acha o áudio e o vídeo só a venda, então é aproveitar antes que......Steve Hackett is renowned as an immensely talented and innovative rock musician. He was lead guitarist with Genesis as part of their classic line up with Gabriel, Collins, Banks and Rutherford, that produced acclaimed albums such as Selling England by the Pound (a favourite of John Lennon).
With Steve's extraordinary versatility in both his electric guitar playing and his composing, he involves influences from many genres, including Jazz, World Music and Blues.

He is equally adept in his classical albums that include renditions of pieces by composers from Bach to Satie, his own acoustic guitar compositions that have gained the admiration of many, including Yehudi Menuhin, and ambitious guitar/ orchestra albums such as A Midsummer Night's Dream, recorded with the Royal Philharmonic.

With Genesis, Steve's guitar playing produced some of the most memorable moments, from the sensitivity of his acoustic sound on Horizons and Blood on the Rooftopsto the dramatic rock guitar solos of Firth of Fifth and Fountain of Salmacis. As he embarked on his solo career he developed his exceptional range, pushing musical boundaries into exciting areas, inventing new sounds and also techniques such as 'tapping'.

His solo career went from strength to strength and the mid eighties not only saw the hit single Cell 151, but also the Steve Hackett and Steve Howe super group GTR, highly successful in America.

After GTR Steve worked further with many renowned musicians such as Paul Carrick, Bonny Tyler, John Wetton and Brian May, who has credited Steve as an early influence. Steve went on to produce his hit album Genesis Revisited.

He went even further back to his roots with Blues with a Feeling, whilst continuing to challenge his own 'horizons' with an amazingly eclectic mix of sounds, genres and a sense of the exotic that excites his many followers to this day.
Recent albums have possessed a high level of sophistication, along with an ever-present powerful dynamic, from the dramatic and atmospheric darkness of Darktown and Wild Orchids to the colourful voyage through time and space of To Watch the Storms. 2009's Out Of The Tunnel's Mouth, written and recorded in the midst of domestic and professional upheaval, was released to an overwhelmingly positive response from fans and reviewers alike, many of them proclaiming it his best ever.

Steve's live electric gigs take his fans on an extraordinary journey drawn from a rich musical heritage. Perennial Genesis favourites such as the mighty Firth Of Fifth sit alongside solo classics, while more recent material, with much of Out Of The Tunnel's Mouth now included, demonstrate that Steve is an artist still at the very top of his game. Supported by some of the best musicians on the planet, Steve's unique guitar work remains the fulcrum on which this challenging and exhilarating show is balanced.

Genesis' induction into the Rock And Roll Hall Of Fame in March 2010 stands as a testament to the enduring qualities of their music. Never one to rest on his laurels, though, Steve continues to blaze a trail with new material and to be an exhilarating and groundbreaking artist.
This 100minute DVD features the triumphant performace of Steve Hackett and his band playing a magical set in the heart of Japan.

In this feature concert footage, Hackett demonstrates his uplifting musical prowess by performing his emotion-building ballads with his orchestral rock n' roll outfit: John Wetton, Ian MacDonald, Chester Thompson, and Julian Colbeck.

It is literally comparable to story telling without words. Songs include "Heat Of The Moment", "Watcher Of The Skies", "Horizons", and many more.
With the lineup reading like a virtual Who's Who of prog-rock, this concert has to be seen to be believed!

Former Genesis guitarist Steve Hackett leads a band made up of John Wetton (formerly of Asia), Ian McDonald (formerly of King Crimson), John Wetton (also formerly of King Crimson at one time), Julian Cookback, and Chester Thompson perform 17 stellar tracks, including "Battlelines," "Horizons," "Walking Away From Rainbows," and "Black Light."
Personel:

Steve Hackett (guitar,vocals)

John Wetton (bass/guitar/vocals)

Ian MacDonald (flute/sax/guitar/keyboards)

Chester Thompson (drums)

and Julian Colbeck (keyboards)Tracklist:

The DVD includes the songs "Watcher Of The Skies", "Riding The Colossus", "Firth Of Fifth", "Battlelines", "Camino Royale", "The Court Of The Crimson King", "Horizons", "Walking Away From Rainbows", "Heat Of The Moment", "In That Quiet Earth", "Vampyre With A Healthy Appetite", "I Talk To The Wind", "Shadow Of The Hierophant", "Los Endos", "Black Light", "The Steppes" and "I Know What I Like".

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

23 de mai de 2010

Steve Hackett - The Tokyo Tapes (tape rip)

Sabe? As vezes eu entendo quando alguns amigos, dão um tempo ou pensam até em parar de fazer suas postagens......Antes eu não percebia certos nuances de nossas vidas e que em determinados momentos por algum motivo, você não está afim.

As vezes seu pc deu pau!!! e vamos pedir ajuda de amigos verdadeiros pra sairmos de enrascadas que vc nem imagina por onde começar e lá se vão horas e até dias pra deixá-lo em ordem novamente; ou então algum daqueles probleminhas idiotas (como grana, saúde, preocupações rotineiras); enfim vc passa a pensar mais em você do quê em dividir, em doar, em se dar e aí sem perceber vai se tornando fechado e até egoísta (quem não divide é isso não?).

E o pior de tudo é quando estas porras de hospedeiros dão pau, não carregam, não descarregam e vc perde horas a fio tentando postar um álbum (porque nem tenho a pretensão de postar coleções maravilhosas de fio a pavio!!!!!).Meu negócio é buscar em meus "guardados" algo que possa interessar ou chamar a atenção e claro....agradar à quem baixou.
Porra, mas que papo chato não?

Mas precisava explicar para que vc pudesse entender um pouco do lado de cá (pelo menos eu..) e o qto também é prazeiroso lutar contra tudo isso pra dividir algo simples, mas exclusivo......Muito se fala de Steve Hackett e eu não vou querer acrescentar nada; só dizer que o cara é tão "de boa" que convida amigos de bandas variadas pra uma sessão no "Japão" de músicas de sua época no Genesis, suas em particular e de seus convidados; as principais de sua carreira e sem essa de egoísmo ou divindade divide no palco e realiza uma obra-prima.O que estou postando não é cópia do DVD lançado e remasterizado desse show de 98 e sim as cópias das gravações originais do "encontro" que deram origem ao DVD.
Isso mesmo....se são tapes de Tokio, que sejam as fitas, pois afinal aí está o valor porque eles não fizeram por sucesso, grana, divulgação, holofotes etc, etc, etc....e sim "fizeram" e deu no que deu....um puta de um show com músicos no auge da forma e uma singeleza na escolha musical que impressiona.!!!!)Sei que pra muitos não será novidade, mas pelo que pesquisei se especula demais e não se explica nada e até onde sei é realmente só isso.
Amigos reunidos em torno daquilo que mais gostam de fazer e por isso resolvi postar este trabalho que ao chegar as minhas mãos veio sim em cd à época, mas das demo tapes originais de alguém que estava lá e agora me reúno com vcs pra ouvirmos e curtirmos juntos.

Steve Hackett - Guitarras, harmônica e vocal
John Wetton - Baixos, guitarra e vocais
Ian McDonald - Flautista, saxofonista, guitarra, tecladista e vocais
Julian Colbeck - Teclados e vocal
Chester Thompson - Bateria ( e pra mim um dos melhores que já ouvi

Obs: Postado originalmente em 20/10/08 e repostado porque gosto demais do trabalho desse cara e acho que enquanto eu puder postarei o que tiver de melhor porque me sinto bem fazendo isso.
Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

28 de mar de 2010

Steve Hackett Live at the Estival Jazz Lugano 2009

O Cláudio é um dos frequentadores assíduos da alcatéia e torcedor contumaz do nosso "Palestra"(claro que ele não poderia ser perfeito né?),sofredor como tantos que vêem seus times mau administrados e na sarjeta do esporte, qdo deveriam estar ocupando espaços melhores inclusive pra trazer um pouco de alegria ao povo nesse mundão de meu Deus, já com tantos problemas em seu dia a dia.

Normalmente aos finais de semana, ele envia aos amigos um vídeo com votos de bom fim de semana; um deles até briguei com ele dizendo:
- Vc tem coragem de me enviar esta gracinha da Dianna Krall cantando com seu "marido" Elvis Costello????
Que heresia, quer acabar meu encanto por ela?
Se vcs não sabem os lobos são assim pra se encantar, mas ver o objeto de desejo ao lado daquilo?????
Ré,ré,ré, respeitando aos que gostam do cara não sei o que ela viu nele mas vá lá fazer o que né?

Neste fim de semana ele amante do Genesis como muitos de nós me envia um vídeo do Hackett neste show numa versão de "Firth of Fifth", e eu sempre penso duas vz em assistir ou ouvir algo que foi, digamos "carimbado" com outra marca, no caso com o Gabriel aos vocais, mas como o próprio Hackett já havia me surpreendido no "Tokio Tapes" com o John Wetton cantando sucessos do Gabriel e ficou muito bom, mergulhei de cabeça esperando simplesmente algo do mesmo tipo.Confesso que me surpreendi a tal ponto que fui obrigado a buscar o show, ouvir na íntegra várias vezes e sacar o lance, prq o que mais ele prima ao meu ver é a qualidade e um dos vocalistas que é o baterista não achei logo de cara a altura do show, e muito menos de substituir o Gabriel e até o Wetton, o que digamos não é mesmo pra qualquer um.

Mas justo este ponto me chamou a atenção; o Steve Hackett de burro não tem nada e não daria ponto sem nó como se diria, então prq este cara com um estilo até simples, mas que se bem ouvido é delicado e sem nenhuma pretensão de se igualar e qto mais superar aos antecessores?

Aí reside ao meu ver a marca do mestre e criador, do gênio inventivo de Steve Hackett, um dos maiores e mais completos músicos de todos os tempos; juntou um time simplesmente fantástico, músicos de qualidade absurda, e colou vocais do baterista e do baixista, além dos dele, fazendo o que costumam chamar de releituras pra antigos sucessos, mas sem tentar imitá-los e com um frescor novo pra outros sons não tanto conhecidos ou executados.

Creio que irão gostar e muito como eu gostei da dica da semana do Cláudio, e espero que não liguem, mas não tenho saco de dividir arquivos, e este achei em 320kbp/s, o host eu sei que é meio complicadinho, mas valerá a pena o trabalho prq Mr.Hackett está simplesmente cada dia que passa melhor, e não sei se um show desse dura muito no ar, apesar de não ter sido lançado o áudio, só o dvd, mas é melhor não arriscar, afinal são 20 faixas simplesmente "do melhor cada vez melhor".Steve Hackett is renowned as an immensely talented and innovative rock musician. He was lead guitarist with Genesis as part of their classic line up with Gabriel, Collins, Banks and Rutherford, that produced acclaimed albums such as Selling England by the Pound (a favourite of John Lennon).
With Steve's extraordinary versatility in both his electric guitar playing and his composing, he involves influences from many genres, including Jazz, World Music and Blues.

He is equally adept in his classical albums that include renditions of pieces by composers from Bach to Satie, his own acoustic guitar compositions that have gained the admiration of many, including Yehudi Menuhin, and ambitious guitar/ orchestra albums such as A Midsummer Night's Dream, recorded with the Royal Philharmonic.

With Genesis, Steve's guitar playing produced some of the most memorable moments, from the sensitivity of his acoustic sound on Horizons and Blood on the Rooftopsto the dramatic rock guitar solos of Firth of Fifth and Fountain of Salmacis. As he embarked on his solo career he developed his exceptional range, pushing musical boundaries into exciting areas, inventing new sounds and also techniques such as 'tapping'. His solo career went from strength to strength and the mid eighties not only saw the hit single Cell 151, but also the Steve Hackett and Steve Howe super group GTR, highly successful in America.
After GTR Steve worked further with many renowned musicians such as Paul Carrick, Bonny Tyler, John Wetton and Brian May, who has credited Steve as an early influence. Steve went on to produce his hit album Genesis Revisited. He went even further back to his roots with Blues with a Feeling, whilst continuing to challenge his own 'horizons' with an amazingly eclectic mix of sounds, genres and a sense of the exotic that excites his many followers to this day.

Recent albums have possessed a high level of sophistication, along with an ever-present powerful dynamic, from the dramatic and atmospheric darkness of Darktown and Wild Orchids to the colourful voyage through time and space of To Watch the Storms. 2009's Out Of The Tunnel's Mouth, written and recorded in the midst of domestic and professional upheaval, was released to an overwhelmingly positive response from fans and reviewers alike, many of them proclaiming it his best ever.
Steve's live electric gigs take his fans on an extraordinary journey drawn from a rich musical heritage. Perennial Genesis favourites such as the mighty Firth Of Fifth sit alongside solo classics, while more recent material, with much of Out Of The Tunnel's Mouth now included, demonstrate that Steve is an artist still at the very top of his game. Supported by some of the best musicians on the planet, Steve's unique guitar work remains the fulcrum on which this challenging and exhilarating show is balanced.

Genesis' induction into the Rock And Roll Hall Of Fame in March 2010 stands as a testament to the enduring qualities of their music. Never one to rest on his laurels, though, Steve continues to blaze a trail with new material and to be an exhilarating and groundbreaking artist.
Lugano Estival Jazz is the premier musical event in Southern Switzerland (Canton Ticino).
Set in the heart of Lugano, in the beautiful 19th century Piazza della Riforma, and in the surrounding town of Mendrisio in star architect Mario Botta's "Piazzale alla Valle", Lugano Estival Jazz attracts thousands of Jazz and World Music fans each year.

Estival Jazz Lugano celebrates in 2010 its 32nd year of existence. Once again, Lugano will see its center being transformed into the most prestigious open-air and free musical stage in Europe. And following a very successful experiment which has inaugurated new squares, again, the 32nd edition will not miss the appointment of Mendrisio.

Miles Davis, Dizzy Gillespie, Keith Jarrett, Ray Charles, Bobby McFerrin, Herbie Hancock, BB King, Friedrich Gulda, Tito Puente, Chick Corea, The Manhattan Transfer, Take 6, Gato Barbieri, Maynard Ferguson, Cesaria Evora, Dee Dee Bridgewater Carla Bley, Barbara Hendricks, Wynton Marsalis, Cheb Mami, Noa, Oscar D'Leon, Jon Hendricks, Paco de Lucia, Van Morrison, Buddy Guy, Taj Mahal, Khaled are only some of the over 300 groups / artists that have performed since 1979.

Lugano Estival Jazz is promoted by local music loving citizens and funded with private and some public money.

Steve Hackett Live at the Estival Jazz Lugano 2009

Performance:

Steve Hackett- Guitars,Vocals

Roger King- Keyboards

Gary O'Toole- Drums,Vocals

Rob Townsend- Saxophone,Flute

Dik Cadbury- Bass,VocalsTracks:
01. Intro
02. Fire In The Moon
03. Banter 1
04. Everyday
05. Band Introduction
06. Ace Of Wand
07. Pollution B
08. The Steppes
09. Technical Interlude
10. Fith Of Fifth
11. Walking Away From Rainbows
12. Horizons
13. Blood On The Rooftops
14. Mechanical Bride
15. Banter 2
16. Spectral Mornings
17. Banter 3
18. Los Endos
19. Encore Break
20. Clocks

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!