Mostrando postagens com marcador Rolling Stones. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Rolling Stones. Mostrar todas as postagens

18 de out de 2015

All Blues'd Up Series - The Song of The Rolling Stones (2003)


That the Rolling Stones built a long and illustrious career with the blues as a template is hardly any kind of revelation, and while Mick Jagger and Keith Richards developed into a pretty fair and often brilliant songwriting team, the Stones themselves never ventured too far from the Chicago blues model that brought them all together in the first place. It should come as no surprise, then, that when veteran blues players get their hands on a Rolling Stones song, it usually works out well. This set has several examples of this migration back to the blues, and some of them, like Clarence “Gatemouth” Brown's shakedown of “Ventilator Blues,” Otis Clay's stunning take on “Wild Horses,” and Johnny Copeland's guitar-dominated “Tumblin’ Dice” (it was Copeland's last recording before his death in 1997), are near definitive interpretations. This set is a perfect illustration that “whatever goes around, comes around.” ~ Steve Leggett, Rovi.

All Blues'd Up! Songs of the Rolling Stones album was released May 17, 2011 on the Intersound label. That the Rolling Stones built a long and illustrious career with the blues as a template is hardly any kind of revelation, and while Mick Jagger and Keith Richards developed into a pretty fair and often brilliant songwriting team, the Stones themselves never ventured too far from the Chicago blues model that brought them all together in the first place. All Blues'd Up! Songs of the Rolling Stones songs It should come as no surprise, then, that when veteran blues players get their hands on a Rolling Stones song, it usually works out well. All Blues'd Up! Songs of the Rolling Stones album This set has several examples of this migration back to the blues, and some of them, like Clarence "Gatemouth" Brown's shakedown of "Ventilator Blues," Otis Clay's stunning take on "Wild Horses," and Johnny Copeland's guitar-dominated "Tumblin' Dice" (it was Copeland's last recording before his death in 1997), are near definitive interpretations. This set is a perfect illustration that "whatever goes around, comes around." ~ Steve Leggett Tributee: The Rolling Stones. All Blues'd Up! Songs of the Rolling Stones CD music contains a single disc with 13 songs.


01. You Can't Always Get What You Want  - Luther Allison 
 02. Tumblin' Dice  - Johnny Copeland
 03. (I Can't Get No) Satisfaction  - Junior Wells 
 04. Wild Horses  - Otis Clay
 05. Honkey Tonk Woman  - Taj Mahal
 06. Sway  - Alvin 'Youngblood' Heart 
 07. Ventilator Blues  - Clarence 'Gatemouth' Brown
 08. Beast Of Burden  - Wendell Holmes, Sherman Holmes & Willie 'Popsy' Dixon
 09. Under My Thumb  - Lucky Peterson 
 10. Its All Over Now  - Bobby Womack 
 11. Midnight Rambler  - Larry McCray 
 12. Heart Of Stone  - Joe Louis Walker
 13. Moonlight Mile  - Alvin 'Youngblood' Heart

1 de out de 2015

Paint It, Blue ~ Songs Of The Rolling Stones

The idea behind Paint It Blue: Songs of the Rolling Stones is such a simple, appealing one that it's a wonder that the record wasn't made before 1997. The Stones never made any secret of their debt to the blues, so it makes sense that their songs would sound good when performed by blues and R&B artists. That's the idea behind Paint It Blue -- contemporary blues and R&B artists sing some of the band's bluesiest songs. While some may quibble that the idea is a little too cute, the performances by Luther Allison ("You Can't Always Get What You Want"), Junior Wells ("(I Can't Get No) Satisfaction"), Taj Mahal ("Honky Tonk Women"), Clarence "Gatemouth" Brown ("Ventilator Blues"), the Holmes Bros. ("Beast of Burden") and Bobby Womack ("It's All Over Now"), among many others, are hard to argue with. It's a rock-solid record that confirms what great songwriters Mick Jagger and Keith Richards are.






14 de ago de 2015

Eric Clapton & Keith Richards


Agora a parceria é com o Blood Brother, Keith Richards.







Eric Clapton & Keith Richards: Blood Brothers
Recorded Live at The Ritz, New York, USA - November 23, 1986.

Disc 1
01. opening~Crossroads
02. White Room
03. I Shot the Sheriff
04. Wanna Make Love to You
05. It's In the Way You Use It
06. Run
07. Miss You
08. Same Old Blues

Disc 2
01. Tearing Us Apart
02. Holy Mother
03. Badge
04. Let it Rain
05. Cocaine (with Keith Richards)
06. Layla (with Keith Richards)
07. Sunshine of Your Love
08. Further On Up the Road


"4 Piece Band" 
Eric Clapton - Guiters/Vocals
Nathan East - Bass Guiter
Steve Ferrone - Drums
Greg Phillinganes - Keyboards.

Special Guest: Keith 'Blood Brother' Richards.


E também com os outros Stones!


The Rolling Stones - (1975) Eric Clapton & Stones

Live at Madison Square Guarden, New York, June 22. 1975.
The Rolling Stones featuring Eric Clapton on guitar Madison Square Garden, June 22, 1975
 With special guests The Steel Association 

CD1
01.Fanfare For The Common Man [02:06]
02.Honky Tonk Women [05:04] 
03.All Down The Line [03:54] 
04.If You Can't Rock Me [08:09] 
05.Get Off Of My Cloud [04:42] 
06.Star Star [06:53] 
07.Gimme Shelter [04:32] 
08.Ain't Too Proud To Beg [03:49] 
09.You Gotta Move [11:10] 
10.You Can't Always Get What You Want [01:13] 
11.Band Introduction [03:25] 
12.Happy [05:17] 
13.Tumbling Dice [06:03] 
14.It's Only Rock'n Roll [03:58] 

CD2
01.Doo Doo Doo Doo Doo [10:08]
02.Fingerprint File [04:50] 
03.Angie [06:47] 
04.Wild Horses [03:05] 
05.That's Life [04:21] 
06.Outa Space [03:40] 
07.Brown Sugar [13:36] 
08.Midnight Rambler [02:00] 
09.Rip This Joint [03:29] 
10.Street Fighting Man [05:43] 
11.Jumping Jack Flash [14:03] 
12.Sympathy For The Devil [01:26] 



ENJOY!!!!!!!!!!!!!

21 de jan de 2012

Rolling Stones "Exile on Main St." Uma Temporada no Inferno...

Stones passaram por exílio, diz autor


Robert Greenfield, escreveu "Uma Temporada no Inferno com os Rolling Stones".

Livro, que chegou ao Brasil, "é sobre um momento em que os Stones viviam de uma maneira que ninguém mais vivia", diz escritor

Quando do lançamento nos EUA, em 2006, "Uma Temporada no Inferno com os Rolling Stones" foi encarado como um livro sobre o clássico álbum "Exile on Main St.", lançado pelos Stones em 1972. Muita gente ficou decepcionada com o pouco de música que havia na obra e com o muito de drogas e "causos".



Para o lançamento no Brasil, o autor, Robert Greenfield, corrige a expectativa: "O livro não é exatamente sobre o disco, é sobre um momento na história em que os Stones viviam de uma maneira que ninguém mais vivia".
Primeiro álbum duplo dos Stones, "Exile on Main St." é tido hoje como um ponto alto -se não o maior- na carreira de mais de 40 anos da banda.

O impressionante -e o que Greenfield se propõe a contar no livro- é como tal obra-prima pôde ter sido criada a partir de um ambiente caótico como o daquele início de anos 1970 que havia ao redor da banda.
"Exile on Main St." foi gravado em grande parte num porão da Villa Nellcote, uma mansão encravada na Riviera Francesa, sul do país, que havia sido alugada por Keith Richards -e que, segundo rumores, teria pertencido a nazistas durante a Segunda Guerra.

Foi um dos períodos mais pesados na pesada trajetória de Keith Richards com drogas -foi na Villa Nellcote que o consumo de heroína chegou a ingestões praticamente diárias.

Convidados iam e vinham com carregamentos de bebidas e de drogas variadas.
No final de 1971, a banda rumaria para os EUA, onde finalizaria a gravação do disco e, depois, realizaria uma turnê pelo país, iniciando uma nova fase.

Extraído de "Uma Temporada no Inferno com os Rolling Stones", de Robert Greenfield

THIAGO NEY
Folha de SP 07/11/2008

Como o livro é histórico acredito ser interessante apesar de restrições com biografias, e por isso preferi postar o som que voltou "à baila" devido ao lançamento editorial. A qualidade do som é original em 128 kb/s pra aqueles que acham isso ou aquilo não perderem tempo, mas para os que gostam de som de verdade é muito bom sentir a essência do trabalho em sua plenitude.

Obs: Este som foi relançado em edição especial em 2006,mas segue aqui a versão da época ou seja 72, ficou claro?

Obs:postagem original em 26/11/08

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!

18 de ago de 2009

Sweet Home Chicago - Muddy Waters and the Rolling Stones (Full Version)

Juro que tinha me preparado pra não escrever absolutamente nada sobre este post, afinal ele se auto explica e ponto.
Mas como não sou de só postar e adoro fuçar (além de ganhar presentes,rs) fui descobrir que este disco é um dos discos mais retirados, deletados e delatados que se tem noção, prq não existe um ranking entre nós "foras da lei" pra saber quais são os top 100, top 10 ou sei lá o quê e entre nós tb não existe uma parceria e um relacionamento fraterno; prq qdo um é deletado os afins se mudam pra outro lugar através do google e os amigos pouco podem tb fazer e por isso, resolvi só colocar isto a respeito deste post.
O disco é meu e veio em "full version" mesmo, não me perguntem sobre faixas e tal, é um arquivo e pronto, mas garanto que poucos ô tem e pra quem entende tem diferenças sim dos outros colocados nas prateleiras e pra quem só gosta dos caras é um puta som!!!!
Aqui uma reverência ao Sr Muddy Waters por proporcionar aos Stones a graça de sua cia..... rs, eles são bons sim, mas sabem que devem e à quem e por isso o disco tentou sair com o nome deles na frente em várias reedições, mas nesta versão na capa original vc nota quem vem a frente e eles sabiam respeitar quem era quem.
Um de meus devaneios tolos qdo à luz da lua, é de um dia encontrar com esses caras e dizer pessoalmente: Vc animou minha vida, trouxe luz pra minha alma, e me fez um ser humano melhor, muito obrigado!!!!!!!!!
Segue baixo um release de um amigo e vou colocar tb seu desabafo na sequência ok?


"When Muddy Waters took the stage at the Checkerboard Lounge in Chicago on November 22, 1981 to play a session with members of the Rolling Stones and fellow bluesmen Buddy Guy, Junior Wells and Lefty Dizz, no one expected it to become one of his last live concert appearances. Mick Jagger, Keith Richards, Ron Wood and "fifth Stone" Ian Stewart, staying in Chicago for three concerts on November 23, 24, and 25, were excited to meet their long-time idol, perhaps the greatest bluesman ever and, of course, one of the major influences which led to the formation of the Rolling Stones back in 1962. They even took their band name from one of Waters' songs, "Rolling Stone." The meeting took place in an atmosphere of great anticipation, friendship and respect. Hear Jagger, during "Hoochie Coochie Man," sing the line "...I was born with good luck" and Waters' humorous response to superstar Mick: "...I see that!" ...irresistable! "Time waits for no one" sang the Rolling Stones, whome he had given a part of his unforgettable way of playing the blues. Further proof may be given by three Rolling Stones bonus tracks included in this collection: "I Want to Be Loved" (unreleased studio outtake, IBC Studios, London, March 11, 1963), "I Can't Be Satisfied" (BBC Radio performance on "Top Gear", July 23, 1964) and "I Just Wanna Make Love to You" (live recording, Madrid/Spain, June 17, 1990). We would like to dedicate this record to Muddy "Mississippi" Waters. It was one of his last but definitely not least appearances on stage."

Notice: The digital gestapo have threatened me with their riding crops, so this stuff is going away for now. I can't imagine that Mick and Keith are all that concerned about losing money because a bootleg is being made freely available (and I'm sure that Muddy Waters doesn't give a damn), so it's probably another symptom of too damned many lawyers wasting time and money when they could be better and more appropriately employed cleaning toilets. It shouldn't be too hard to find elsewhere these days. Perhaps I'll bring it back if and when BushCo is removed and the fascistas are in recession.

Side 1

1. Sweet Little Angel
2. Flip, Flop and Fly
3. Introduction
4. Down the Road I Go
5. Country Boy
6. I'm a King Bee
7. Someday Baby
8. County Jail

Side 2

1. Baby Please Don't Go
2. Hoochie Coochie Man
3. Long Distance Call
4. Mannish Boy
5. Champagne and Reefer
6. Next Time You See Me
7. Talking About My Woman
8. I Want to Be Loved
9. I Can't Be Satisfied
10. I Just Want to Make Love to You

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

26 de nov de 2008

Uma Temporada no Inferno...


Stones passaram por exílio, diz autor


Robert Greenfield, escreveu "Uma Temporada no Inferno com os Rolling Stones".

Livro, que chega agora ao Brasil, "é sobre um momento em que os Stones viviam de uma maneira que ninguém mais vivia", diz escritor


Quando do lançamento nos EUA, em 2006, "Uma Temporada no Inferno com os Rolling Stones" foi encarado como um livro sobre o clássico álbum "Exile on Main St.", lançado pelos Stones em 1972. Muita gente ficou decepcionada com o pouco de música que havia na obra e com o muito de drogas e "causos".


Para o lançamento no Brasil, o autor, Robert Greenfield, corrige a expectativa: "O livro não é exatamente sobre o disco, é sobre um momento na história em que os Stones viviam de uma maneira que ninguém mais vivia".
Primeiro álbum duplo dos Stones, "Exile on Main St." é tido hoje como um ponto alto -se não o maior- na carreira de mais de 40 anos da banda.


O impressionante -e o que Greenfield se propõe a contar no livro- é como tal obra-prima pôde ter sido criada a partir de um ambiente caótico como o daquele início de anos 1970 que havia ao redor da banda.
"Exile on Main St." foi gravado em grande parte num porão da Villa Nellcote, uma mansão encravada na Riviera Francesa, sul do país, que havia sido alugada por Keith Richards -e que, segundo rumores, teria pertencido a nazistas durante a Segunda Guerra.

Foi um dos períodos mais pesados na pesada trajetória de Keith Richards com drogas -foi na Villa Nellcote que o consumo de heroína chegou a ingestões praticamente diárias.
Convidados iam e vinham com carregamentos de bebidas e de drogas variadas.
No final de 1971, a banda rumaria para os EUA, onde finalizaria a gravação do disco e, depois, realizaria uma turnê pelo país, iniciando uma nova fase.

Extraído de "Uma Temporada no Inferno com os Rolling Stones", de Robert Greenfield

THIAGO NEY
Folha de SP 07/11/2008


Como o livro é histórico acredito ser interessante apesar de restrições com biografias, e por isso preferi postar o som que voltou "à baila" devido ao lançamento editorial. A qualidade do som é original em 128 kb/s pra aqueles que acham isso ou aquilo não perderem tempo, mas para os que gostam de som de verdade é muito bom sentir a essência do trabalho em sua plenitude.

Obs: Este som foi relançado em edição especial em 2006,mas segue aqui a versão da época ou seja 72, ficou claro?

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Download