Mostrando postagens com marcador Eric Clapton. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Eric Clapton. Mostrar todas as postagens

22 de out de 2015

All Blues'd Up - The Songs of Eric Clapton


Eric Clapton has drawn so much from the blues -- a position he has admitted, endorsed, and never denied -- that it seems just a bit odd to see his songs (including songs he covered, like Robert Johnson's “Crossroads,” that have become Clapton songs in many people’s minds) translated back into a blues format when most of them were never far removed from the blues in the first place. Here we have it, though, versions of Clapton-associated songs done by blues veterans, including Carl Weathersby (“Lay Down Sally”), Buddy Guy (“Strange Brew”), Bo Diddley (he offers his own take on his own composition “Before You Accuse Me,” a song Clapton has played frequently in concert), and Honeyboy Edwards and James Cotton (they team up for a nice version of Johnson's “Crossroads”), and if it seems like one has heard all this before, well, that’s because Clapton did them.

All Blues'd Up: Songs of Eric Clapton album was released May 17, 2011 on the Intersound label. Eric Clapton has drawn so much from the blues -- a position he has admitted, endorsed, and never denied -- that it seems just a bit odd to see his songs (including songs he covered, like Robert Johnson's "Crossroads," that have become Clapton songs in many people's minds) translated back into a blues format when most of them were never far removed from the blues in the first place. All Blues'd Up: Songs of Eric Clapton music CDs Here we have it, though, versions of Clapton-associated songs done by blues veterans, including Carl Weathersby ("Lay Down Sally"), Buddy Guy ("Strange Brew"), Bo Diddley (he offers his own take on his own composition "Before You Accuse Me," a song Clapton has played frequently in concert), and Honeyboy Edwards and James Cotton (they team up for a nice version of Johnson's "Crossroads"), and if it seems like one has heard all this before, well, that's because Clapton did them. ~ Steve Leggett Tributee: Eric Clapton. All Blues'd Up: Songs of Eric Clapton CD music contains a single disc with 12 songs. 



01. Miss You - Larry McCray 
02. Blues Power  - Koko Taylor  
03. Wonderful Tonight  - Otis Clay  
04. Lay Down Sally  - Carl Weathersby 
05. Strange Brew  - Buddy Guy 
06. Before You Accuse Me  - Bo Diddley 
07. Roll It Over  - Joe Louis Walker (Feat. James Cotton) 
08. Crossroads  - Honeyboy Edwards (Feat. James Cotton) 
09. Old Love  - Otis Rush 
10. Too Bad  - Pinetop Perkins (Feat. John Hammond & Bob Margolin) 
11. Tears In Heaven  - Ann Peebles 
12. Layla - Eric Gales (Feat. Derek Trucks) 

12 de out de 2015

Blues Power ~ Songs Of Eric Clapton


Although Blues Power: Songs of Eric Clapton contains a couple versions of blues standards recorded at one time or another by Clapton, it's mostly devoted to covers of Clapton compositions by blues veterans and relative newcomers alike (i.e., either influences on Clapton or artists who have been influenced by him). The performances are generally spot-on, but that's to be expected from an artist roster that includes Koko Taylor, Pinetop Perkins, Otis Rush, Bo Diddley, Buddy Guy, Larry McCray, and Eric Gales, among others.









14 de set de 2015

Eric Clapton & More Good Friends


Agora o palco fica pesado... Eric Clapton convida  Mark Knopfler, John Mayer, Willie Nelson, Tom Petty, Derek Trucks e Don White, para homenagear seu ídolo, J.J. Cale. Nada melhor para finalizar esta série de postagens de parcerias do Sir .Eric Clapton. 






11 de set de 2015

Eric Clapton & Wynton Marsalis


Subindo ao palco Sr. Wynton Marsalis.... Wynton Learson Marsalis (Nova Orleans, 18 de outubro de 1961) é um trompetista e compositor americano. Conhecido pela sua sisudez e seriedade ao tratar a música, é um músico polêmico. Diretor do Jazz at Lincoln Center em Nova Iorque, é considerado "embaixador da música americana" pelo seu profundo respeito e divulgação das tradições musicais. Começou na música muito cedo, tendo manifestado profundo interesse pelo jazz e pela música erudita. É considerado um dos maiores "virtuoses" do trompete atualmente. A lista de músicos com os quais já colaborou inclui Dizzy Gillespie, Arturo Sandoval, Herbie Hancock, Jack DeJohnette, Bobby McFerrin, entre outros. Só fera... E agora, Eric Clapton.




New York City’s premier jazz venue got the blues last April when Wynton Marsalis and Eric Clapton performed together in Rose Theater at Frederick P. Rose Hall, home of Jazz at Lincoln Center for two sold-out shows dedicated to vintage blues. The extraordinary collaboration, billed as Wynton Marsalis & Eric Clapton Play the Blues, paired these musical virtuosos with members of the Jazz at Lincoln Center Orchestra as they brought to life a repertoire of songs selected by Clapton and arranged by Marsalis.

Wynton Marsalis (trumpet)
Eric Clapton (guitar, vocal)
Dan Nimmer (piano)
Carlos Henriquez (bass)
Ali Jackson (drums)
Marcus Printup (trumpet)
Victor Goines (clarinet)
Chris Crenshaw (trombone, vocals)
Don Vappie (banjo)
Chris Stainton (keyboard)

"This collaboration was a pure joy because Eric is about music. We didn’t have any pettiness or stupidity about anything small. It takes great courage to come to New York and learn 12 new arrangements in three days, front a band that you’ve never played with in a form of music you don’t normally play, play three concerts, and sing almost all of the material. Eric did this flawlessly, and after all of that he told me, “I’d rather play the rhythm parts than play any solos.” That’s why I love and respect him."

- Wynton Marsalis

8 de set de 2015

Eric Clapton & Very Good Friends!!!!


Eric Clapton matando as saudades do Cream, com Jack Bruce e Ginger Baker, além de dar uma duelada com Jimmy Page. Sonzeira.





ENJOY!!!!

5 de set de 2015

Eric Clapton & Otis Rush


Agora o Dr. Otis Rush sobe aos palcos para dedilhar sua guitarra com o Sr. Clapton. Otis Rush (Filadélfia, 29 de abril de 1934) é um cantor e guitarrista de blues americado. Foi considerado o 53º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone. Rush é canhoto e usa a guitarra para destros simplesmente virada ao contrário, sem trocar o encordoamento. Com isso, a corda mais fina (E) fica em cima, e os bends têm que ser realizados para baixo, contribuindo para seu som distinto. Outros guitarristas que utilizam o instrumento dessa maneira são Albert King, Dick Dale e Edgard Scandurra. Dois shows muito bons registrados em CD...




09 July 1986 - Le Casino, Montreux, Switzerland (20-30)
10 July 1986 - Le Casino, Montreux, Switzerland (1-19)

Bass – Fred Barnes (tracks: 3-1 to 3-11)
Bass, Backing Vocals – Nathan East (tracks: 1-1 to 2-9)
Drums – Eddie Turner (3) (tracks: 3-1 to 3-11)
Drums, Vocals – Phil Collins (tracks: 1-1 to 2-9)
Guitar – Anthony Palmer (tracks: 3-1 to 3-11)
Keyboards, Vocals – Greg Phillinganes (tracks: 1-1 to 2-9)
Lead Vocals, Guitar – Eric Clapton (tracks: 1-1 to 2-9), Otis Rush (tracks: 3-1 to 3-11)
Vocals, Keyboards – Professor Eddie Lusk (tracks: 3-1 to 3-11)




Live In Montreux, Switzerland on July 10, 1986 

Bass – Fred Burns
Drums  – Eddie Turner
Guitar – Anthony Parker
Guitar, Vocals – Eric Clapton, Otis Rush
Keyboards  – Prof. Eddie Lask


ENJOY!!!!

2 de set de 2015

Eric Clapton & Sheryl Crow


Depois de passar anos como backing vocal de artistas como Don Henley, Rod Stewart, Eric Clapton e Michael Jackson, e de dar aulas de música para crianças deficientes, Sheryl Crow gravou seu primeiro disco em 1993, no qual estourou com a música "All I Wanna Do". Já fez duetos com diversos artistas, teve canções em várias trilhas sonoras de filmes; cantou com Luciano Pavarotti, Elton John, Rolling Stones, Johnny Cash, U2, The Corrs e vários outros grandes artistas. Em 1997, ela compôs a trilha sonora para o filme de James Bond, 007 - O Amanhã Nunca Morre, com a música Tomorrow Never Dies. Já namorou o cantor e guitarrista Eric Clapton, o ator Owen Wilson e o famoso ciclista norte-americano Lance Armstrong, de quem se separou em fevereiro de 2006. Nada mais justo que gravar um sonzaço com o antigo namorado...






New York City, New York - September 12, 1996



O Sr. Clapton tem muito bom gosto...


30 de ago de 2015

Eric Clapton & Steve Winwood


O ex-guitarrista do Traffic, Sr. Winwood encontra-se com o ex-guitarrista do Cream, Sr. Clapton, para relembrar os tempos de Blind Faith... Isto só podia dar em um espetáculo maravilhoso, registrado em alguns CDs. Divirtam-se.




Live on Highclere Castle,UK [a.k.a. Live at Countryside Rock Festival] 19.05.2007 - Hampshire, UK

Steve Winwood - organ. guitar, vocals 
Eric Clapton - guitar, vocals 
Jose Neto - guitar 
Paul Booth - organ, saxophone 
Karl Vanden Bossche - percussion





New York, New York - February 25, 2008

Eric Clapton - guitar, vocals
Steve Winwood - hammond organ, guitar, vocals
Chris Stainton - keyboards
Willie Weeks - bass
Ian Thomas - drums


ENJOY!!!!

27 de ago de 2015

Eric Clapton & Mick Taylor


Uma união fantástica... Mick Taylor & Eric Clapton, ao vivo de Montevideo...



Volume I



Volume II


Estadio Centenario 
Montevideo, Uruguay 
October 3, 1990 




24 de ago de 2015

JJ Cale & Eric Clapton

Uma do Dead...


9 DE AGO DE 2013

JJ Cale & Eric Clapton "Road to Escondido"


Esta postagem é muito engraçada para mim, ela vai e volta e qdo não foi voltou!!!

Ela se não me engano foi deletada umas 3 ou 4 vz mas eu acho mágico e mística essa imagem da capa e o som, meu pai só quem não gosta de BLUES não perca seu tempo.

Talvez uma das melhores parcerias de Clapton com seu mestre.........mas qtos ele teve? Vários, mas esse é ele mais velho ou melhor era né?
Uma postagem dupla pra homenagear dois monstros, JJ Cale e o mago Cornélius, sem o codinome, prq ele era muito melhor que isso.

"Road to Escondido" 
Me desculpem aqueles que até possam não concordar, mas além de qualidade sonora, grau de satisfação ao ouvir e beleza da "alma musical", também preciso me identificar, sentir e muito aquilo que posto.

Não gosto simplesmente de postar pra ter algo novo, melhor ou raro.

Gosto como digo sempre de compartilhar emoções, e o que é o ser humano senão 70% de água salgada e suas emoções?

Nesse quesito eu tenho muito respeito e admiração pelo trabalho de Eric Clapton; um cara que já participou das maiores bandas do cenário mundial, que já desceu ao inferno das drogas e como uma fênix renasceu contra todas as expectativas, perdeu um filho tragicamente mas se mantém cada vez mais coerente e maduro.
Alguns de seus trabalhos são de resgate de músicos que deveriam estar no asilo, na sarjeta ou já mortos, mas ele como um "anjo vingador" os busca do limbo e os trás para a luz como quem diz:

"Vocês já me chamaram de deus, mas vejam quem são meus professores e vejam quem merece ser cultuado; vejam de onde bebi e onde me formei, conheçam meus pais e mães, irmãos e irmãs, senão....... não entenderam nada ainda"

Por isso é que além de gostar de todo tipo de boa música, sou um aficcionado pelo Blues e suas histórias, porque pra mim são as histórias de todos os seres humanos, brancos, negros, amarelos, vermelhos, azuis, ou frutacor e ao ouvir sempre consigo forças pra continuar a lutar pela vida como eles fizeram.
A  excelente estréia auto-intitulada de Clapton, lançada em 1970, foi puxada por uma versão antológica de uma canção de Cale, “After Midnight”. 

Além disso, “Cocaine”, talvez a música mais famosa da carreira do guitarrista, também foi composta por Cale. 

Mas Clapton não se limitou apenas às regravações. 
O estilo manhoso de Cale tocar a sua guitarra é uma das maiores influências de Clapton. 

Basta ouvir e comparar para perceber. 

Além disso, a maneira tranquila com que Cale canta suas músicas também foi transferida para Clapton, virando uma de suas marcas registradas.

A idéia que fez surgir “The Road To Escondido” partiu de um convite de Clapton para que J.J. Cale produzisse seu novo disco solo. 


Como já era de se supor, a afinidade entre as duas lendas foi tão grande no estúdio que tudo se transformou, mais que naturalmente, em um álbum dividido pelos dois.
Musicalmente, o que temos está muito mais próximo da carreira de Cale do que da de Clapton.

Aliás, J.J. Cale faz o vocal principal na maioria das músicas, com Clapton se comportando de maneira reverencial ao seu antigo mestre.

As canções vêm carregadas de influências de estilos como blues, rock e jazz, fundidos em um só.

O que se ouve em “The Road To Escondido” é o que se ouve nos álbuns de Cale, acrescentado do enorme talento de Eric Clapton.

Sendo assim, não é difícil para qualquer conhecedor da carreira dos dois sacar o tamanho da magia, do brilho e do apelo que “The Road To Escondido” traz em suas quatorze faixas. 

Só de sacanagem, para colocar ainda mais água na boca de qualquer fã de boa música, a banda que acompanha Cale e Clapton traz nomes como o baterista Steve Jordan, o baixista Pino Palladino, os guitarristas Albert Lee e Derek Trucks, além de participação especial de John Mayer.

Se tudo isso já não bastasse para transformar o álbum em um clássico instantâneo, ele ainda traz o último registro do tecladista Billy Preston, falecido há pouco tempo.


Obs: Repostando de 17/01/09 e 28/06/10

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

20 de ago de 2015

Jeff Beck & Eric Clapton


E vamos em frente com as parcerias... Agora é Jeff Beck que convida Mr. Clapton para um álbum maravilhoso....







Jeff Beck with Eric Clapton - Exhaust Note
London, England - November 29/30, 2007 - Mid Valley 432-435 - TBA

November 29, 2007

Disc 1:
1. Leo Green Introduction
2. Beck's Bolero
3. Breath Eternal
4. Stratus
5. Cause We've Ended As Lovers
6. Behind The Veil
7. You Never Know
8. Blast From The East (False Start)
9. Nadia
10. Blast From The East
11. Led Boots
12. Angel Footsteps
13. Scatterbrain

Disc 2:
1. Goodbye Pork Pie Hat
2. Brush With The Blues
3. Space Boogie
4. Big Block
5. A Day In The Life
6. Introduction of EC by Jeff Beck
7. Little Brown Bird (w/ EC)
8. You Need Your Love (w/ EC)
9. Where Were You

November 30, 2007

Disc 3 - with The Big Town Playboys
1. Leo Green Introduction
2. Race With The Devil
3. Crazy Legs
4. Train Kept A Rollin'
5. My Baby Left Me
6. Matchbox
7. Baby Blue
8. Honky Tonk (w/ Leo Green on sax)
Main Set:
9. Beck's Bolero
10. Breath Eternal
11. Stratus
12. Cause We've Ended As Lovers
13. Behind The Veil
14. You Never Know
15. Nadia
16. Blast From The East
17. Led Boots
18. Angel Footsteps

Disc 4:
1. Scatterbrain
2. Goodbye Pork Pie Hat
3. Brush With The Blues
4. Space Boogie
5. Blanket (w/ Imogen Heap)
6. Big Block
7. A Day In The Life
8. Rollin' and Tumblin' (w/ Imogen Heap)
9. Where Were You

The Band:
Jeff Beck  guitar
Vinnie Colaiuta  drums
Jason Rebello  keyboards
Tal Wilkenfeld  bass

17 de ago de 2015

Eric Clapton & Mark Knopfler


Mais uma bela parceria do Eric Clapton, com Mark Knopfler do Dire Straits. Um belo trabalho, onde os estilos de guitarras se confrontam e se harmonizam. Assim como Clapton, Knopfler tem seu estilo único, dedilhado que caracterizou as canções do Dire Straits. Um excelente álbum...





CD1:
01. Crossroads
02. White Room
03. I Shot The Sheriff
04. Bell Bottom Blues
05. Lay Down Sally
06. I Wanna Make Love To You
07. After Midnight
08. Can’t Find My Way Home
09. Forever Man

CD2:
01. Same Old Blues
02. Tearing Us Apart
03. Cocaine
04. Layla
05. Behind The Mask
06. Sunshine Of Your Love