Mostrando postagens com marcador Peter Gabriel. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Peter Gabriel. Mostrar todas as postagens

1 de nov de 2012

Peter Gabriel - So [25th Anniversary Deluxe Special Edition] 4CD's (2012)


Artist: Peter Gabriel
Title Of Album: So [25th Anniversary Deluxe Special Edition]
Year Of Release: 2012
Label: Real World Productions
Genre: Progressive Rock
Quality: FLAC (tracks+.cue,.log) | Mp3
Bitrate: Lossless | CBR 320 kbps
Total Time: 03:31:44
Total Size: 1,37 GB | 510 MB
WebSite: petergabriel.com
Tracklist:

CD1: So - 2012 (Remaster) (00:46:09)
1. Red Rain (2012 - Remaster) 05:39
2. Sledgehammer (2012 - Remaster) 05:13
3. Don't Give Up (2012 - Remaster) 06:34
4. That Voice Again (2012 - Remaster) 04:49
5. Mercy Street (2012 - Remaster) 06:17
6. Big Time (2012 - Remaster) 04:28
7. We Do What We're Told (Milgram's 37) (2012 - Remaster) 03:22
8. This Is The Picture (Excellent Birds) [2012 - Remaster] 04:20
9. In Your Eyes (2012 - Remaster) 05:26
CD2: Live In Athens 1987 (00:58:15)
1. This Is The Picture (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 05:56
2. San Jacinto (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 07:26
3. Shock The Monkey (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 06:44
4. Family Snapshot (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 04:36
5. Intruder (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 05:26
6. Games Without Frontiers (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 05:29
7. No Self Control (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 06:15
8. Mercy Street (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 09:15
9. The Family And The Fishing Net (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 07:06

CD3: Live In Athens 1987 (00:47:49)
1. Don't Give Up (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 08:15
2. Solsbury Hill (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 05:10
3. Lay Your Hands On Me (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 06:14
4. Sledgehammer (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 05:06
5. Here Comes The Flood (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 02:48
6. In Your Eyes (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 10:38
7. Biko (Live) [2012 - Remaster](Athens Live 1987 - CD) 09:36

CD4: So (DNA: The Evolution of the Songs from So) (00:59:31)
1. Red Rain (DNA -CD)
2. Sledgehammer (DNA-CD)
3. Don't Give Up (DNA-CD)
4. That Voice Again (DNA-CD)
5. Mercy Street (DNA-CD)
6. Big Time (DNA-CD)
7. We Do What We're Told (Milgram's 37) (DNA-CD]
8. This Is The Picture (Excellent Birds) (DNA-CD)
9. In Your Eyes (DNA-CD)
Part 01
Part 02
Part 03
Part 04

Enjoy and Happy Birthday!!!!!!!!!!!!!

9 de jun de 2011

Peter Gabriel "Growing Up Live 2003" (dvd rip)

Esta postagem acabou virando uma salada mista,ré,ré,ré....e o Gustavo ainda quis me enrolar e vou explicar em poucas palavras.

Qdo ele postou seus vários Genesis e etc e tal, eu sempre que pude fui cutucá-lo por causa do baixinho maldoso,rs e aí começamos a falar mais sobre o Peter (eu né? até parece que falo pouco) e aí resolvi dar por encerrada essa discussão porque se este show não convencesse ele nada convenceria.

Como disse na postagem anterior, procurei o áudio pra meus portáteis e não achei, subindo antes do vídeo dele que o Gustavo fez no Ondas da Net; engraçado que agora comecei a achar alguns mp3 rolando por aí, escassos mas estão já pipocando e isso é ótimo.

Mas ele disse ter encontrado dificuldades em baixar o vídeo com uma desculpinha de ponte aérea e etc e tal (acho que ele tá fazendo bico de trem de pouso,rs)e como sou muito chato mesmo, ripei o meu dvd, comprimi em avi com quase 700 mbs e aí está em duas partes num ótimo servidor pra quem quiser assistir esta jóia, este evento que qualifica o talento do "cara" e chamo a atenção pra quem não viu para:

01- Estrutura do palco e suas engrenagens em baixo e por cima e o pessoal trabalhando bem a mostra e ao mesmo tempo sem incomodar em nada.

02- Mr Tony Levin que simplesmente toca vários instrumentos, canta e dá um show de simpatia, tô pra ver um artista mais completo e tão bom caráter como este e talvez depois do Gabriel seja o músico que mais admiro por tudo e o Peter ainda o chama de "o mais talentoso músico que o mundo já conheceu e se conheceram qdo ainda tinham cabelo",rs.

03- A filha dele dá um show vocal sem querer aparecer nem nada, e com uma tonalidade linda é motivo de muito orgulho pro "coroa" e só o preocupou como ele disse na música "downside up" que não vou estragar a surpresa pra quem não viu ainda.

04- Que músicos maravilhosos compõem o quadro como um todo, sem tirar nem por vc olha pra todos os lados e não sabem quem é o melhor ou quem está mais feliz em fazer o que faz, uma apresentação de alto nível poucas vezes vista.

05- Meus amados Blind Boys somente fazendo uma ponta mas que não canso de ver e ouvir prq eles são simplesmente mágicos, onde aparecem eles brilham, que dom divino!!!E por fim, tirem suas conclusões, acredito que o vídeo ficou com a qualidade bem próxima do original e serão quase 2 hs de entretenimento garantido pra quem é fã ou quem quer saber prq o admiro tanto e sempre que posso abro espaço aqui na nossa alcatéia.

Lembrando que este original eu ganhei da minha querida Luciana Aum há um tempo atrás e só não havia postado prq o upload aqui na floresta é uma caca, mas agora o Gustavo me provocou e não teve jeito, duas horas pra subir cada parte mas tá aí pra quem quiser.

"This DVD captures Peter Gabriel's in-the-round performance at the Filaform in Milan, Italy, during his 2002-2003 "Growing Up Live" tour.

Gabriel performs six songs from his critically acclaimed album UP, as well as 11 older classics such as "Sledgehammer," "In Your Eyes," "Solsbury Hill," and "Red Rain."Peter Gabriel: Growing Up Live apresenta a completa 2003 Milan concerto de Peter Gabriel's tournê baseada em torno do álbum Up, com 17 faixas em 134 minutos.

Literalmente memorável numa fase que vê Gabriel indo para um passeio em um ciclo exuberante "Solsbury Hill", realizando "Growing Up" "Desvantagem Up", com a Filha Melanie.

Acompanhadas regularmente por David Rhodes (guitarra) e Tony Levin (baixo), A Gabriel se juntaram a lendária Blind Boys do Alabama para a coluna vertebral - "Blue Sky", em toda a mistura músicas recentes como o abrasivo "Darkness" e "The Barry Williams Show ", " Red Rain "," In Your Eyes ", e" Sledgehammer. "

Gabriel pode ser menos efusivo do que antes, mas ele comanda a arena com esforço charme e carismática presença. Apresentado em um fundo de luz azul disparou em um discreto estilo livre, o concerto começa e termina na escuridão virtual com Gabriel sozinho em um teclado.

Desde a abertura "Here Comes a Flood" à final "Pai, Filho", Growing Up é de rara intimidade, emoção e inteligência.

O DVD é apresentado com uma perfeição 16:9 anamorphically reforçada com fotos e três filme: ricos e claro estéreo, excelente Dolby Digital 5,1 e ainda mais precisos e detalhados DTS.

A história do Growing Up tem nove minutos de documentário no qual Gabriel Fala de suas idéias para o passeio, bem como a apresentação de algumas das canções.

Tony Levin's View (cinco minutos) define a canção "More Than This" com fotos tiradas pelo baterista.

Gary S. DalkinMúsicos:

Peter Gabriel: Vocal, Teclados.

Tony Levin: Baixo, Vocal.

David Rhodes: Guitarra, Vocal.

Rachel Z: Teclados, Vocal.

Ged Lynch: Bateria, Percussões.

Melanie Gabriel: Breaking Vocal.

Richard Evans: Guitarra, Mandolin, Vocal.Original Title : Peter Gabriel - Growing Up Live
Country: United Kingdom
Year: 2003
Genre: Shows & Concerts
Director: Hamish Hamilton
Performers: Peter Gabriel, Tony Levin, The Blind Boys of Alabama, Richard Evans, Melanie Gabriel, Ged Lynch, Sevara Nazarkhan, David Rhodes, Charles Zawose, Dr. Hukwe Zawose, Rachel Z.

Video: Widescreen
Audio: Dolby Digital 5.1 (English), Dolby Digital 2.0 (English), DTS 5.1 (English)
Region: 2,3, 4, 6
Extras: The story of Growing Up, Tony Levin`s tour photographs, Noodle - Interactive ´Growing Up`.Faixas:

01- Here Comes The Flood (5:58) PG I
02- Darkness (6:51) UP
03- Red Rain (6:17) SO
04- Secret World (8:34) US
05- Sky Blue (8:08) UP
06- Downside Up (6:05) OVO
07- The Barry Willams Show (9:46) UP
08- More Than This (7:11) UP
09- Mercy Street (7:40) SO
10- Digging in the Dirt (6:11) US
11- Growing Up (8:09) UP
12- Animal Nation/Band Presentation (15:34) B SIDE
13- Solsbury Hill (4:21) PG I
14- Sledgehammer (6:08) SO
15- Signal to Noise (8:01) UP
16- In Your Eyes (10:52) SO
17- Father, Son (5:24) OVO


Part 01
Part 02

Enjoy!!!!!!!!!!!!!

4 de jun de 2011

Peter Gabriel " Growing Up Live in Milan" (audio rip)

Peter Gabriel é "O Cara!!!!!!"
Dito isso fica bem claro minha posição com respeito ao resto que orbitou ou orbita em torno dele, sou sim fã de carteirinha, me correspondi um tempo qdo dava e tenho uma profunda admiração por sua história como ser humano (tenho postado aqui se não me engano um disco feito por seu fã clube na itália e que me foi enviado por eles a pedido dele).

Muito se contou sobre ele e garanto que poucos sabem a verdade completa prq nem ele conta, e só os mais próximos conseguiram chegar aos detalhes mais sórdidos de uma relação que começou como amizade, virou amor e acabou em ódio.

Mas o pior ódio se podemos classificar assim, é aquele perpetrado por aqueles que odeiam algo ou alguém por inveja, por incompetência e por saber que nunca chegarão perto daquilo que faz o objeto de inveja e que o torna tão especial.

Bem, o Gustavo do blog Nas Ondas da Net gosta de postar uns sons que curto muito e tem uma variedade legal de Genesis, mas aí eu não consigo ficar sossegado enquanto não vou lá dar uns pitacos em seus posts e meter minhas patas onde não fui chamado e da última falávamos sobre este show.

Pra mim é um marco na carreira do Gabriel, ele estava há um tempo sem um show grande na europa e não sentia-se firme o suficiente pra fazê-lo qdo o produtor seu amigo apresenta a idéia de um palco único, totalmente desmontável e tb com tudo que se precisa saindo dele e etc e tal (só vendo pra quem ainda não viu).

O Peter pirou e disse a ele: Mas temos grana pra tanto?
Rs, esse é Peter Gabriel, e a resposta foi segura e tranquila: Diga sim que o resto eu resolvo.Peter Gabriel topou e deu no que deu, um show maravilhoso e que minutos antes do inicio ele pergunta se conseguissem pelo menos 10% dos assentos daquele estádio enorme ele já estaria feliz.
Tony Levin que está com ele desde seu primeiro trabalho qdo da saída do Genesis é tido por ele como "um dos músicos mais respeitados da terra" sorria pois sabia como os outros que a temporada estava toda vendida, as contas pagas e sobrando gente do lado de fora e que naquele dia de estréia estava superlotado sim como ele merecia e por isso guardaram segredo.

A parte mais emocionante pra quem conhece os detalhes (ao meu ver) é a entrada dele, e notar aquilo tudo em sua volta, ele parece uma criança num parque de diversões qdo é ovacionado pelo público e faz um show de arrepiar. O Gustavo ficou de postá-lo e então resolvi procurar só o áudio porque ganhei de presente da Luciana Aun em uma de minhas vidas e já até gastei de tanto ver e qual não foi minha surpresa ao não encontrar em mp3 pela net!

Claro que deve ter não achei, mas como não foi lançado em áudio não roda o show em mp3 ou flac, e daí resolvi provocar os amantes e os detratores dele, ripei meu dvd e pra aqueles que como eu queriam levá-lo no celular ou num portátil aí está com pouco menos de 200 mbs na íntegra faixa por faixa, sem os comentários e entrevistas e ainda com uma música bônus que não aparece no vídeo e nem consta da listagem do show, um desafio pra quem quiser e esperemos agora o vídeo do Gustavo pra completar a obra, mas se ele enrolar ele me paga,rs.Growing Up Live

Peter Gabriel - Live Concert DVD

Released : 03-Nov-2003

Growing Up Live captures the show over two days at the Filaforum in Milan.

Directed by Grammy nominated and BRIT Award winning Hamish Hamilton, the show was shot in high definition in state of the art 5.1 surround sound.

Twenty six cameras were used to capture the show, which once again brought together Peter and leading theatrical director Robert Le Page who also collaborated together on the ground breaking 'Secret World Tour' in 1993.User Reviews

A great production of a great concert
23 September 2006 by rinky22 (United States) – See all my reviews

An excellent concert film. Looks like a full length concert. Lots of great performances and wonderful stagecraft.

The camera-work and direction makes you feel onstage most of the time.

I ran out and bought Still Growing Up and a host of other live concert films. This is still the best of the lot.
Pink Floyd's Pulse is another great film but, there the big stage and lightshow are primary. Here, the performers are primary and the stagecraft (while wonderful) is at the service of the music.

The sound is marvelous DTS 5.1. If you like this, you can continue the experience with Still Growing Up, which is from the same tour but in smaller venues.
Still, great performances with less stagecraft but it does jump from one location to another.

By Tom Johnson

Perhaps it was a reaction to claims by fans and detractors alike that Peter Gabriel's previous live offering, Secret World Live, was really more “live" than live, that Gabriel decided to both offer up untouched soundboard recordings of each show on his summer tour and to quickly release a live DVD documenting a night on this European tour.

It would make sense—release the most raw audio footage in order to refute those who claimed Gabriel had to supplement his last live album with so much overdubbing that it really was more of a studio album than a true live album, then back it up with something visual. However, being true to himself, Gabriel reportedly did overdub some minor things—mostly in-between song talking, thankfully, as he spoke to the audience almost entirely in Italian (the concert was filmed in Milan, Italy) and a few minimal vocal overdubs in songs where needed. These are acceptable, as it's impossible to expect that a performance will go off perfect everytime with as much activity as a Gabriel concert typically features.

And what of the performance? Growing Up Live features Peter Gabriel and band in top-notch shape, deftly recreating his intricate studio material with ease and flair, and making subtle, tasteful changes where necessary. The presence of female vocals in Gabriel's work necessitates the need for a female vocalist at all times, a task Gabriel decided to bestow upon his daughter, Melanie. Reviews of her singing abilities were mixed, but as presented (and overdubbed) here, she is a fitting, if unremarkable, compliment to Gabriel's soulful wailings.SOMETHING ELSE! REWIND: Five favorites from the Peter Gabriel catalog, spanning both the obvious ("Big Time," “Shock the Monkey") and the more obscure ("Washing of the Water").

The set list concentrates on his newer material, heavily favoring his newest album at the time, Up, with a good deal of Us and So material, one track from Ovo, and an unreleased song ("Animal Nation," which wound up on the “Wild Thornberries" movie soundtrack, of all things.)

The show begins on a quiet note with a solo piano take on his overlooked “Here Comes the Flood," from his first album and the only song older than So besides the crowd-pleaser “Solsbury Hill."

This is a decidedly different tactic than Gabriel has used in the past, perhaps indicating that this will be a more intimate show. Known for his elaborate stage productions, Gabriel typically goes all out to make sure the event is more than just a concert.

This time, however, it seems more a struggle than a natural extension of the Peter Gabriel experience. Some tactics seem gimmicky and pointless—for instance, the band's drummer is covered up by a translucent tent during “Darkness"—and others seem hoky and too Vegas, such as when Gabriel and daughter Melanie suspend themselves upside-down on a hanging rig and run around that way for the majority of Ovo's “Downside Up." I get the concept, but it's this kind of circus-like atmosphere that detracts from a show's intimacy.

Melanie then climbs aboard a small boat during “Mercy Street" as the in-the-round stage circles the band, who are stationary in the static center circle. Yes, it illustrates the song, but it really seemed unnecessary.

Clever use of video-editing and effects, however, make the awkward and out-dated Up single “The Barry Williams Show" a visual feast that justifies the space on the setlist for this sub-par track. Gabriel works best when he's focusing on the emotion of the song, rather than making a spectacle, and dark, quiet tracks like “Sky Blue" and “Signal To Noise" from Up benefit greatly from this more understated treatment.

The Milan audience must be thanked, however, for pushing the perforance just slightly farther. While the editing, setlist, and band's performance assured the quality of at least the music would be high, the audience is so energetic and enthusiastic that they goad the band on to the level of stellar.

Responding with great roars of applause, or going completely silent, this is a rare thing—an audience that appears to actually know, in great detail, all of the artist's work.

Not only do they respond with great enthusiasm, they carry on, spontaneously echoing the chorus of “Animal Nation" as Gabriel introduces his band, and even anticipating “Sledgehammer" when only the slightest of hints of the song begin to converge together. It's an audience like this that makes a concert fun, and makes Growing Up Live a must-have release for even casual fans of Peter Gabriel.

Bonus material is minimal, but notable: “The Story of Growing Up," a short documentary on the making of the tour, Tony Levin's tour photography (which is accompanied by an unusual, stripped down version of “More Than This" that makes the set worth owning by itself,) and an interactive version of “Growing Up" for your computer.
Diretor:Hamish Hamilton

Elenco:

The Blind Boys of Alabama

Richard Evans

Melanie Gabriel

Peter Gabriel

Ged Lynch

Sevara Nazarkhan

Tony Levin

David Rhodes

Charles Zawose

Dr. Hukwe Zawose

Rachel Z.Track List:

Here Comes The Flood
Darkness
Red Rain
Secret World
Sky Blue
Downside Up
The Barry Williams Show
More Than This
Mercy Street
Digging In The Dirt
Growing Up
Animal Nation
Solsbury Hill
Sledgehammer
Signal To Noise
In Your Eyes
Father Son

Enjoy!!!!!!!!!!

30 de out de 2010

Peter Gabriel "Venue Coliseum, St Austell 28-Aug-1988"

Como sempre o velho lobo pensava em fazer outras coisas e tem outras à fazer,mas aí veio a inspiração de fazer uma postagem de uma banda feminina que à muito me comprometi.

Mas não é que nada funciona como quero aqui na alcatéia, ela tem vida própria?

Parece que entre o "querer" e o "fazer", algo se move com mais força e mudo completamente de direção e percurso; o raciocínio fica rápido (ou torto sei lá) e mais ainda as emoções e me aparece nítidamente o que devo fazer e o porque!

O que segue abaixo é mais uma de minhas histórias sem ordem cronológica em muitos momentos e sem a obrigação de ser uma biografia, é só a forma como enxerguei à época os fatos o que nem por isso significa que foram inventados.Em primeiro lugar porque talvez este seja pra mim e pra minha geração um dos ícones de todo um movimento do rock, o chamado por alguns de "progressive rock theater" e como bom inglês a dramaticidade de poetas e escritores fervia em seu sangue.

Sou um apaixonado por sua música, sua voz, sua vida e o ser humano que ele é, apesar que após ter formado junto com aqueles bunda moles o Genesis, qdo começou a brilhar demais e devanear tb demais devido ao consumo excessivo de drogas, foi sacado na maior com a anuência do "dono" Tony Banks.

Afinal ele não estaria correspondendo ao objetivo da banda que queria seguir outros rumos e aquele lá que se julga baterista dizia "sentir vergonha" das "fantasias e palhaçadas" que Gabriel fazia nas apresentações e que isso estaria desviando os fãs para outras vertentes!!!!!!!!!!Bem, enquanto o Genesis lança dois bons discos ainda com a assinatura do "louco Gabriel" o "Trick e o Wind", nosso anjo Gabriel ia caindo no mais profundo dos infernos envolvido em sua própria loucura e em sua baixo auto estima (este termo é esquisito não?).

Ainda assim a banda que ele havia fundado ou ajudado a fundar antes que me apedrejem
e elevado a categoria máxima da música mundial lançava mais uma coletânea de cacos da época Gabriel intitulada "Seconds Out" (muito boa por sinal), um ao vivo com um baterista de verdade o magnifico Chester Thompson e o guitarrista Daryl Struemer (um monstro que segura por anos a peteca deixada pelo Hackett sem o mesmo brilhantismo) auxiliando os três remanescentes a reinterpretarem um resumo do que foi o Genesis até ali.

Claro e me desculpem porque não estou falando de Genesis e sim de Gabriel, por isso não me interessa neste momento a sequência certa, datas de saídas e entradas de alguém e sim a história que quero dividir neste post.Dadas as explicações, Peter Gabriel vai se recuperando e se levantando e corre uma história que o Phill Collins ajudou e muito nisso, montando um estúdio, financiando suas produções (que até teatro fez)e teria sido um dos maiores auxiliadores à sua saída do mundo das drogas (o que não se confirma e duvido muito).

Só que os defensores do anãozinho infernal esquecem que Peter Gabriel tinha e tem direito à sua parte da grana da "Genesis Foundation" que não era e não é pouco, me pareceu mais uma jogada de marketing do chamado "tio patinhas" da música título dado à ele prq era esbanjador compulsivo será,rs?

Bem, e o Peter se reencontrando e o Genesis desmoronando apesar que tenho amigos e amigas que adoram a fase do Phil e juro que respeito as opiniões por isso aqui são só minhas opiniões e minha visão da história e como gosto cada um tem o seu.....!!!

Ele vai do teatro até como terapia para discos "solo" sempre muito bem acompanhado e começa novamente a mostrar quem era a cabeça e o coração do Genesis, enquanto o Phil ganhava grana a rôdo, lançando musiquinhas babas pra tocar em fms, o Mike lança sua super hiper banda "Mike and the Mechanics" de um super hiper sucesso, que nem lembro o nome e o genial Tony Banks, grava jingles e toca clássicos como convidado de algumas orquestras e faz pontas em alguns discos de amigos........Bom, resumindo bem por alto, Peter Gabriel se refez totalmente, ao ponto de fazer shows de duas horas sem tocar uma só música do Genesis, e quem viu o show que já citei aqui, o "Live in Milano 2003" sabe bem ao que me refiro.

Ele arma uma teatro fantástico, com um palco onde tudo fica embaixo e enquanto toca com seus músicos (e não sua banda como muitos citam por aí) a produção sobe bateria, desce uma engrenagem onde ele e sua filha são suspensos e cantam caminhando de ponta cabeça presos por cabos!!!

Ele anda de bike no palco ao contrário do giro que o palco dá; os "Blind Boys of Alabama" sobem solfejando sentados em cadeiras pelo meio do palco e etc e etc, enfim, uma obra prima digna da loucura de um gênio que perguntou ao seu produtor com toda simplicidade do mundo: - Estou a tanto tempo sem fazer estas super produções, será que ainda conseguiremos público pra um estádio tão grande?

E vc assistindo o show percebe a alegria até infantil dele quando sobe ao palco sendo ovacionado e o público gritando seu nome, enquanto ele fica saltitando na mesma batida e sorrindo antes de começar a abertura solo.

Lotação esgotada todos os dias com quase o mesmo número do lado de fora; aquilo que podemos chamar de consagração por quem sabe: "o público dele".

E daí pra frente só subindo, ainda lançando movimentos sociais de sucesso com outras feras, e mesmo qdo já no ápice da volta, não abandonou seus ideais de um mundo melhor.Sempre dou crédito quando trago de outro lugar o material, mas como alguns fãs clubes se acham donos do artista, eu bem que tentei me comunicar, explicar, e fazer contato, mas eles se preocupam só com as fotos deles com o Gabriel e mostrar pra todos que são amigos do cara e etc.

Isso me torrou o saquinho e como é uma gravação anônima é de domínio público e por isso não creditei de onde veio, mas garanto que é raríssima, razoávelmente bem gravada, e de um momento ímpar na vida e na carreira desse ser humano fantástico e dessa fênix que muito me orgulha ter aprendido a amar e seguir.

Qto ao fato que citei sobre bandas, é que alguns desavisados costumam levar os posts pra outros blogs e desconhecendo totalmente a história tentam criar outra; por isso é que explico porque um disco do Levin que postei foi colocado em outro lugar e ainda disseram que o álbum era bom prq a banda do Gabriel estaria tocando com ele!!!!!

Bem, mais uma vez recorro ao making of do show de Milão onde o Gabriel diz textualmente: "- ...graças ao espírito de amizade e profissionalismo de Tony Levin, conseguimos os melhores músicos do momento e se não fosse por ele, quem sabe como seria?".Aí está documentado, o depoimento do "cara", sobre tocar com amigos e a imagem acima tb demonstra isso e nesse bootleg, a formação da banda caracteriza mais ainda a incoerência de alguns que querem ser espertos e se fazer as custas do trabalho dos outros.

Qualquer um tem prazer em tocar com o Peter, e ele sempre chama pessoas diferentes pra agradá-los e agradecê-los pela fidelidade e amizade que não teve da banda que ajudou a fundar e o Tony Levin estava gravando um disco e iria iniciar uma mini tourné qdo o Gabriel o chama e ele simplesmente para tudo e diz: "Qdo voltar continuamos de onde paramos".

E pra fechar com chave de ouro em 2008 Gabriel é convidado pra uma tourné com o Genesis, ele aceita mas eles saem sós, num show que tenho e assisti; muito triste aliás, onde Phil está com menos voz ainda, Chester envelhecido na batera com uma cara triste não lembrando em nada momentos vividos e só Daryl na guitarra segurando a onda com uma alegria e técnicas contagiantes para todos, menos pra Mike e Tony que aparentam enfado de ali estarem, sabe?

Sem alma!!!!!!

Que bom que o Gabriel não foi!!!!!

Disseram que por diferenças de datas não haveria compatibilidade, mas ele mesmo disse que seria um prazer reunirem-se de novo, e eles tb disseram que estava tudo certo mas nosso invejoso personagem adiantou a tourné por alguns motivos e .....?
Date 28-Aug-1988
Venue Coliseum, St Austell
Country England

David Rhodes on guitar
Darryl Jones on bass
Manu Katche on drums (um dos maiores bateristas que já vi e ouvi)
David Sanscious on keyboards
Youssou n'Dour on vocals
Shankar on double violin and vocals
And the legendary Nusrat Fateh Ali Khan on vocals

1 Intro / Across The River 11:17
2 African Shuffle (A different drum) 06:06
3 Red Rain 05:50
4 Don't Give Up 07:53
5 No Self Control / Band Introductions 09:28
6 Islamic Offbeat (Of these hope) 10:32
7 Sledgehammer 06:20
8 In Your Eyes 11:51
9 Biko 09:57
Total Running Time : 1:19:14

Enjoy!!!!!!!!!!!!!

15 de nov de 2009

Peter Gabriel - The Warm Up Tour- Summer 07 - Brescia 02/07/07

Estas noites quentes estão fazendo o sono do Lobo e o humor mudar muito repentinamente e parece que a paciência fica curta pra ler e ouvir besteiras.
Até havia um personagem famoso num dos melhores programas de humor já criados na história da TV brasileira "A Praça da Alegria" com o não menos maravilhoso criador Manoel de Nóbrega (há 52 anos atrás) que idealizava seus personagens baseado em sua própria experiência num banco de uma praça em que notando a atitude de cada um com sua genialidade, lançou o programa.
E como dizia, um dos personagens tinha horror à perguntas idiotas, gente tola e pouca ou nenhuma paciência qdo ouvia besteiras ou algo assim e saía de seu normal e tascava um "coice" no dito cujo.

Mas o que isso tem a ver com um post do meu querido Peter Gabriel?

Eu estou com este disco já faz alguns dias que nosso amigo Claúdio repassou como bom fã que é, e estava esperando uma oportunidade, afinal tenho vários posts para repostar devido aos links terem sido deletados no lixo do gigasize (fujam deste lugar, postem em qqr um menos nessa josta!); além do que tenho tb vários álbuns separados pra postar, e são pra mim raridades que quero compartilhar.

Mas como disse em noites quentes quem dorme?
Andando pela net afora, encontro um blog que nem cito o nome, onde o dito cujo, explica que o Genesis não acabou por causa da saída de Gabriel, e sim com a saída de Steve Hackett; afinal o gênio por trás do sucesso seria Hackett!!!E ainda afirma que o álbum posterior a saída "Trick of the Tail" mostrou-se tão bom qto os outros com Gabriel!!!!!

Ah não!!!!Ignorância eu aceito, mas idiotice é insuportável e não é por amar o trabalho desse gênio que é Hackett, que vou desmerecer o talento de Gabriel; o Trick era uma sobra de trabalho ainda da época do Peter Gabriel que mais uma vez nosso anãozinho frustrado queria pra ele, como todo frustrado que é, atrair a glória de outrem pra si.
É o tal do phill pode ter ficado milionário, ser chamado de o "tio Patinhas" do mundo da música, ter tocado com Sting e Plant, mas continua sendo um musico obscuro com cara daqueles anõezinhos maus dos contos de fada e como sempre aproveitador, prq depois de décadas com sucesso na estrada só agora o pequeno caráter do vilão phill descobriu os "Blind Boys of Alabama" e os convidou pra uma ponta em seu novo disco, prq só assim pra atrair quem sabe alguém pras suas frustrantes incursões solo e desprovidas de qqr tipo de talento, coisa que muitos fazem e melhor e que o ilustre conhecedor musical disse que Gabriel era apenas uma marionete nas mãos de Hackett por ser bipolar......................ah num fode!!!!!!!!!!!!!!!
Até Ben Harper qdo convidou os Blind pra uma ponta, notou que eles eram tão maiores que aquilo tudo, que virou totalmente sua produção que fez um disco todo com eles e ganhou um grammy por uma musica sua e outro pelo álbum como um todo, já postado aqui há tempos.
Coincidências do anãozinho malvado phill não?

Um dos melhores álbuns de todos os tempos se chama "Trespass" e o guitarrista era Anthony Phillips (ué o Hackett não estava ainda?), e a sequência até o "Lamb Lies down Brodway"(que muitos condenam por Gabriel sair antes da finalização com problemas psicológicos ou drogas como tb se conta) foi a marcante interpretação vocal daquilo que era produzido por todos e o Gabriel mostra até hoje que apesar do Hackett ser um dos melhores guitarristas do mundo e um ser humano maravilhoso, ao contrário do sr phil collins, sua carreira só vem num crescendo tão absurdo que o Genesis sumiu e ele só faz shows sem cantar uma só música daquela época.E aqui está mais uma prova disso, um sucesso avassalador, de um som não muito comum nas rádios em geral, principalmente no nosso brasil varonil; lançado em box set, com toda a tourné realizada em um ano(onde aqui destacamos um dia específico é óbvio); coisa que o Genesis nunca mais conseguiu fazer.

Aliás, em 2007 o Genesis lançou um disco novo que eu tenho tb, e vou postá-lo, cada um que tire suas conclusões; mas que não vi e nem ouvi a repercussão, só sei que o phil continua sem voz, precisando do magnifíco Chester tocando bateria e não apoiando ele, prq ele é fraquinho mesmo perto de um monstro como o Chester; e a banda não fosse o guitarrista Daryel Stuemer, seria uma das coisas mais chochas que já ouvi, um ocaso de um mito.
Pena!Agora o entendido em música como muitos, dizer que Peter Gabriel servia como uma luva para a genialidade de Steve hackett por ser portador de transtorno bipolar, é de doer as partes mais baixas de qqr um.

Ignorância completa de um "transtorno"e não uma doença incurável ou incapacitante; discriminação total por desconhecimento e burrice mesmo, mal sabendo qtos porcento da humanidade possuem tal transtorno(1,6% e eu mesmo me considero um "quintupolar, e espero que cheguem um dia a descobrir meu caso, ré,ré,ré) e isso nunca me impediu de trabalhar nas maiores empresas do mundo, nas principais do país e sempre realizando tudo até melhor que muitos ditos "sãos" como o crítico que peguei pra ilustrar esta postagem.

- O distúrbio bipolar é uma patologia que acomete cerca de 1,6% da população hoje em dia. No entanto, hoje é tratável. As alarmantes trocas bruscas de humor, todavia, podem ser controladas pelos medicamentos conhecidos......Com o uso de medicamentos adequados e de apoio psicológico, é perfeitamente possível atravessar períodos indefinidamente longos de saúde e ter vida plena!
Fonte:Associação Brasileira de Psiquiatria - Transtorno Bipolar
Caraca! mas nem falei do post, do som, dos integrantes, das faixas.

Mas acho que falei o que queria e me interessava mais afim de tentar como um beija-flor apagar um incêndio numa floresta, qdo indagado pelo elefante que nada pode fazer com a agua de seu bico ele responde: Pelo menos estou fazendo minha parte.

Arghhhhhhh! Ignorância é uma doença muito pior do que qqr uma, e falta de caráter como os integrantes do Genesis tiveram com Gabriel também, e a prova que ele tinha cura está aqui em mais um trabalho fantástico, duplo e ao vivo pra vc, amigo da alcatéia e que chegou até aqui nessa leitura em edição limitadíssima e que nem imagino qto tempo dure no "ar".
Obrigado pela paciência e atenção.

Artwork By - Marc Bessant
Backing Vocals - Angie Pollock , Melanie Gabriel
Bass - Tony Levin
Drums - Ged Lynch
Guitar - David Rhodes
Keyboards - Richard Evans (3)
Lead Vocals - Peter Gabriel
Photography - York Tillyer

A limited edition of 100 numbered sets of the 22 shows from the 2007 Warm Up Tour was produced, each double live album packaged in 4-colour printed cardboard folders with full track-listing, and stored in a miniature red flight case. The shows were fully mixed from the soundboard recordings, and all CDs are professionally printed as for any wide release. Also included were a mini programme and numbered card, signed by Peter Gabriel.

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!! (247,64mb 320kbps)

12 de jun de 2009

adp consequence - a tribute to peter gabriel - 2005

O que eu sei disso?
Nada ou quase nada eu sabia até que chegasse as músicas até minhas mãos (ou pc como queiram) pelo já amigo e dinâmico Carlos e claro como bom fuçador, lá fui eu em mais uma aventura pela net.
Descobri uma única referência que valesse a pena e me levou diretamente a fonte, que coisa não?

Qdo recebo só as músicas, fica as vezes fácil pelo time que toca e as vezes complica e muito como nesse caso específico.
A qualidade é excelente, as músicas tb não deixam a desejar e ainda vc nota que o Gabriel aparece do nada em várias partes das músicas, rs!!!
Alguns músicos já conhecidos e outros pelo menos para mim totalmente estranhos e olha que já disse ter amigos de onde veio este trabalho e mesmo assim, não tinha conhecimento do que estava tomando proporção e corpo na "velha bota" e isso é muito bom prq lá eles tem uma visão muito diferenciada do que se posta num blog.
É só vc notar que este trabalho foi produzido por eles e ainda tocam, cantam e participam!!!!!!!!!!!!!!

Auto intitulados "Amigos de Peter Gabriel" o blog deles seria numa passada rápida de olhos um blog do Gabriel?????
Não, é muito mais do que isso e clicando em seus links vc vai fazendo uma viagem pelo olhar desses fãs e como se dedicam ao ídolo, ao ponto de produzirem shows próprios, investirem no blog, mantê-lo e ainda produzir o disco!!!!!!!!!!!

Bem, foi o que fizeram e ainda mais além incluindo outros músicos de nível e um roteiro interessante que vale a pena uma visita.
E a Silvia que assina "quem somos"é uma simpatia e demonstra em seu editorial uma força de dar gosto, ainda mais pra quem é fã do Gabriel como este que vos escreve, e hj pouco, diferente de minhas postagens que gosto de escrever um livro, fiquei sem palavras por ver tal dedicação e beleza à alguém.


O que mais gostei foi o sub-título "AmicidiPeter, semplicemente il miglior gruppo di appassionati della musica di PG."
E claro não faltam fotos e datas pra shows e seus amigos como nessa foto, e os músicos acompanhantes de Peter e tb os presentes neste trabalho, como Rachel Z., Tony Levin e Jerry Marotta.
E com seus devidos links pra contato; mas vc vai observar que apesar de um amplo material ainda faltam algumas coisas no blog prq como eles mesmo dizem o blog está sendo feito ainda e está "em obras", mas não diminue em nada a qualidade e o valor do blog e do pessoal de lá!

Bom e além disso tudo eles são também uma banda e oferecem alguns links pra coisas bem raras deles e pra quem gosta de Peter Gabriel, acho que é uma daquelas casualidades da vida, ou acaso ou sorte, ou será algo muito maior, deixar cair justo no meu colo um trabalho tão bonito como fazem " il blog degli amici di peter ".


Parabéns a eles e ao Carlos que começou minha caça pra um lugar tão distante e tão querido pra mim como a Itália, onde bons amigos curtem boas músicas e sabem como conviver sem simplesmente sairem por aí detonando blogs dos outros (é agora tem isso, os invejosos não contentes aqui no Brasil, saem delatando os links alheios pra eles serem retirados e isso dificultar a vida de quem gosta de música como minha querida Luciana Aun do ProgRockVintage que está sendo duramente perseguida sabe-se lá por qual cão do inferno, que nada mais tem a fazer do que atazanar. Mas, como eu disse, cães como esses vão morrer pelas espadas de Arcanjos do Bem, é só esperar, e quem sabe aprendermos com os outros como viver em sociedade o que acho um pouco difícil pra essa corja que vagueia por aí como alma penada, ré,ré,ré.

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

adp consequence

(Atenção, seguindo o maninho Fireball estou experimentando um novo host ok? espero que funcione bem)