Mostrando postagens com marcador Genesis. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Genesis. Mostrar todas as postagens

14 de out de 2013

Genesis in Little Pieces


Falar de Genesis aqui no SM tem que ter cuidado, pois há vários especialistas no assunto. Mas vou me arriscar, pois sou um grande fã desta maravilhosa banda. O Genesis apresenta quatro momentos bem distintos, que vou organizar aqui, baseado em pesquisas rápidas na Internet e minha opinião.

1 - Início: A banda foi formada em 1967, quando os seus fundadores Peter Gabriel, Mike Rutherford e Tony Banks ainda estudavam na Charterhouse School em Londres. Com Anthony Phillips (guitarra) e Chris Steward (bateria), gravaram seu primeiro álbum "From Genesis to Revelations", em 1968, depois de fazerem um acordo com Jonathan King, um compositor e produtor. A banda gravou uma série de músicas refletindo o estilo pop leve dos Bee Gees. O álbum não foi bem e a banda sentindo-se manipulada por King disse-lhe que tinham se separado, para conseguirem quebrar o contrato que tinham com ele.  Acabaram por fazer outro contrato com a Charisma Records. Devido às atuações ao vivo, a banda começou a ser conhecida por melodias hipnóticas, que eram muitas vezes também, escuras, assombradas e com uma sonoridade medieval. Anthony Philips deixou a banda em 1970 logo após o lançamento de Trespass devido a discordâncias quanto ao rumo que a banda estava a seguir e a episódios de medo do palco.

File:Genesis 1967 lineup.jpg

2 - Era Peter Gabriel: A partida de Phillips foi bastante traumática para Banks e Rutherford que devido a Phillips ser um membro fundador, tinham dúvidas se deveriam ou não continuar sem ele. Eventualmente os restantes membros reuniram-se renovando o compromisso com os Genesis. Steve Hackett e Phil Collins juntaram-se ao grupo após terem respondido a anúncios no Melody Maker e realizado audições com sucesso. Em 1971 editam Nursery Cryme. Em 1972 é editado o álbum Foxtrot que continha a faixa de 23 minutos “Supper’s ready” e “Watcher of the skies” inspirado em Arthur C. Clarke; a reputação dos Genesis como compositores e intérpretes sai solidificada. A presença em palco extravagante e teatral de Peter Gabriel que envolvia numerosas mudanças de vestuário e histórias surreais contadas como introdução para cada música, fizeram da banda uma das mais faladas no princípio dos anos 1970, principalmente no que dizia respeito a espetáculos ao vivo. Selling England by the Pound, editado em 1973, é aplaudido tanto pela crítica como pelos fãs, considerado como o seu melhor trabalho. Clássicos como “Firth of Fifth” e “Cinema Show” seriam peças fundamentais nos concertos da banda durante muitos anos. A banda rapidamente se aventurou num projeto muito mais ambicioso, o álbum conceitual The Lamb Lies Down on Broadway, que foi editado em Novembro de 1974. E esta, em minha opinião, é a formação mágica, o Genesis original, e este ábuns acima citados, são o seu legado. Trabalhos posteriores da banda, ou carreiras solo, não são tão grandiosos e perfeitos como essas obras primas.


3 - Era Pós Peter Gabriel: Peter Gabriel deixou a banda em 1975 logo após a divulgação de The Lamb Lies Down in Broadway por se sentir cada vez mais separado da banda, tendo o seu casamento e o nascimento do primeiro filho ajudado a aumentar essa tensão pessoal. Os outros membros do grupo fizeram praticamente todas as músicas do álbum, tendo Gabriel limitado-se a escrever a história e as letras sozinho. O primeiro álbum solo de Gabriel, Peter Gabriel I de 1977 continha “Solsbury Hill”, uma alegoria à sua saída dos Genesis. Após considerarem vários substitutos para Gabriel, decidiram que Phil Collins iria substituí-lo, mudando assim a forma da banda de um quinteto para um quarteto. Para surpresa de muita gente, Collins provou ser o vocalista ideal para a banda, já que havia quem achasse que a banda cairia na miséria sem Peter Gabriel. A Trick of the Tail e Wind and Wuthering, editados com um ano de intervalo um do outro, foram bem recebidos na generalidade, demonstrando que os Genesis afinal eram mais do que uma banda de suporte do seu ex-líder. Bill Bruford, acabado de sair dos King Crimson, juntou-se ao grupo em 1976 como baterista e mais tarde, Chester Thompson (veterano dos Weather Report e de Frank Zappa) tomaria conta da bateria nos concertos, deixando Collins livre para o vocal. Os álbuns lançados nesta época são realmente muito bons (não se comparam aos anteriores), e seguiram uma linha de Rock Progressivo, embora mais melódicos.


4 - Era Phill Collins: Em 1977 Steve Hackett deixou o grupo. Para o seu lugar foi chamado Daryl Stuermer. A saída de Hackett refletiu no título do álbum seguinte And Then There Were Three, pois o grupo passara a ser um trio. Este álbum iniciou também outra grande alteração, com a banda a afastar-se das músicas longas e a entrar no formato mais curto e amigável para as rádios; este álbum conseguiu o primeiro single de êxito nos Estados Unidos com "Follow you follow me". Seguiu-se Duke que atingiu a platina e que trouxe mais dois grandes êxitos para a banda, "Turn it on again" e "Misunderstanding". O êxito dos Genesis pelos anos 1980 estava assegurado, embora muitos fãs da era Gabriel se sentissem alienados. Cada álbum tornava-se mais e mais comercial e as audiências aumentavam na mesma proporção. Mas na minha opinião, esta nova banda chamada Genesis, não é mais o Genesis Original... Há outras fases, porém podemos parar por aqui. O Genesis é um grande sucesso hoje, mas não se parece em nada com a banda da fase Peter Gabriel. (Deixando bem claro que essa é opinião do Véio).


A seguir, para complementar esta versão da história do Genesis, convido-os a escutar alguns álbuns:

Os dois álbuns da fase inicial:

Genesis - (1969) From Genesis To Revelation


Genesis - (1970) Trespass

Dois shows da fase Peter Gabriel:

Genesis - BBC in Concert (1972)


Genesis - (1974) Rock Theatre

Para conhecer melhor cada um dos integrantes originais do Genesis em suas carreiras solo:

___________________________
Anthony Philips: Anthony Edwin "Ant" Phillips (Londres, 23 de dezembro de 1951) é um músico da Inglaterra conhecido por sua participação na banda Genesis. Ele tocou guitarra e cantou como vocal de apoio até sua saída em 1970, seguido do lançamento do segundo álbum da banda, Trespass. Após aconselhamento médico, o músico deixou a banda por pânico de palco (apresentação em público). Nursery Cryme, o primeiro álbum da banda após a saída de Phillips, contava com duas canções da época do músico na banda, "The Musical Box" e "The Fountain of Salmacis". Em seguida, Phillips estudou música erudita e realizou gravações com Harry Williamson, Mike Rutherford e Phil Collins, entre outros. Seu primeiro álbum solo foi lançado em 1977, The Geese and the Ghost. Wise After the Event foi lançado no ano seguinte, seguido de Sides em 1979.

Anthony Phillips - (1978) Private Parts And Pieces


__________________________________
Peter Gabriel: Peter Brian Gabriel (Chobham, 13 de fevereiro de 1950) é um músico do Reino Unido, um dos artistas representantes da World Music, assim como um dos seus principais incentivadores. Apesar disso, sua carreira está intimamente relacionada ao pop. Tornou-se famoso por ser o vocalista, flautista e líder da banda de rock progressivo Genesis, partindo posteriormente para uma bem sucedida carreira solo. Peter também é envolvido em diversas causas humanitárias. Apaixonado pela soul music, Gabriel foi influenciado por diferentes fontes para seu canto, incluindo Nina Simone, Gary Brooker do Procol Harum e Cat Stevens. Ele tocou flauta no álbum de Stevens Mona Bone Jakon de 1970. No entanto, as maiores influências de Gabriel vieram posteriormente: David Bowie e Syd Barrett fundador do Pink Floyd, que estavam redefinindo a cena musical britânica no final dos anos 60 e início dos anos 70.

Peter Gabriel - 1977 (1 Car)


__________________________________________
Mike Rutherford: Mike Rutherford (nascido Michael John Cleote Crawford Rutherford em 2 de outubro de 1950 em Guildford, Surrey) é um músico britânico. Enquanto estudava na Charterhouse School, tornou-se membro fundador da banda de rock progressivo Genesis, inicialmente no baixo, violão de 12 cordas e vocal de apoio. Posteriormente também tornou-se guitarrista. Rutherford também liderou a banda Mike and the Mechanics. A linha de baixo de Rutherford é conhecida por ser bem construída e com grande base técnica e de inovação, tendo se destacado no movimento do rock progressivo no qual o Genesis estava inserido. Rutherford também destacava-se na execução do violão de 12 cordas. Após a saída de Hackett da banda, Rutherford assumiu seu lugar como guitarrista. Seu estilo, considerado não tão técnico quanto o de Hackett, era marcado pela harmonia e criatividade. Durante turnês, o músico alternava entre o baixo e a guitarra com o músico convidado Daryl Stuermer. Durante o hiato do Genesis, Mike gravou dois álbuns solo, Smallcreep's Day e Acting Very Strange, e liderou a banda Mike and the Mechanics.

Mike Rutherford - 1980 Smallcreep's Day


___________________________________________
Tony Banks: Tony Banks (nascido Anthony George Banks em 27 de março de 1950, em Sussex, Inglaterra) é um compositor, letrista e tecladista britânico. Foi um dos membros fundadores do Genesis, e junto com o guitarrista e baixista Mike Rutherford foi o único a pertencer à banda desde o princípio. Banks possui formação em piano clássico, e foi autodidata ao aprender guitarra. Estudou na Charterhouse School em meados da década de 1960, na qual conheceu Peter Gabriel em 1965. Junto com o baterista Chris Stewart eles formaram a banda The Garden Wall. Ela foi fundida com a banda Anon, que incluia Mike Rutherford e Anthony Phillips. Gravaram alguns demos que acabaram conduzindo a formação do Genesis. Os solos elaborados, com timbragens de órgão Hammond, Mellotron e diversos sintetizadores menos conhecidos, juntamente com o uso de progressões harmônicas nas composições são as marcas mais fortes da musicalidade de Banks. Embora não seja tão citado quanto os colegas Rick Wakeman ou Keith Emerson, o talento de Banks deu estatura não só ao som do Genesis, mas ao estilo que foi cunhado pela imprensa britânica como rock progressivo. Algumas de suas composições mais características são Firth of Fifth, The Cinema Show e Home by the Sea, que ajudaram a estabelecer a identidade sonora do Genesis. Após a saída de Gabriel e Hackett, Banks foi o primeiro dos três remanescentes a lançar um álbum solo, entretanto, não atingiu grande sucesso de público como Mike Rutherford e Phil Collins.

Tony Banks - A Curious Feeling (1979)


________________________________________
Steve Hackett: Stephen Richard Hackett (12 de fevereiro de 1950, em Pimlico, Inglaterra) é um compositor e guitarrista britânico. Ganhou fama como um dos integrantes da banda de rock progressivo Genesis, da qual tornou-se membro em 1970. Hackett permaneceu por oito álbuns, deixando a banda em 1977 a fim de iniciar uma carreira solo. Em 1986 Hackett cofundou o supergrupo GTR junto com outro guitarrista de rock progressivo, Steve Howe do Yes e Asia. Lançaram um álbum auto-intitulado no mesmo ano, que atingiu a 11ª posição da Billboard 200 nos Estados Unidos. Com sua saída da banda em 1987 o grupo acabou terminando suas atividades. Hackett então reassumiu sua carreira solo e vem lançando álbuns e participando de turnês desde então. Também fez uma participação especial no primeiro álbum de Ritchie, Vôo de Coração em 1983, compôs em parceria com o conterrâneo radicado no Brasil a música-título e gravou o solo de guitarra, que o próprio já assumiu ser um de seus favoritos. Steve Hackett também ficou famoso por ser o criador da famosa técnica de tapping, muito popularizada por Eddie Van Halen.

Steve Hackett - (1975) Voyage of the Acolyte


________________________________
Phil Collins: Philip David Charles Collins, (Londres, 30 de janeiro de 1951), mais conhecido como Phil Collins, é um músico britânico. Foi baterista e vocalista da banda Genesis, mas também atingiu êxito na carreira solo. Phil Collins já colaborou com vários artistas conhecidos, como Bone Thugs'N'Harmony, Paul McCartney, George Harrison, Eric Clapton, Roland Orzabal, Roger Taylor, Robert Plant, Ringo Starr, John Lennon,Elton John, Mike Oldfield, Sting, Anni-Frid Lyngstad do ABBA, Mark Knopfler, Peter Gabriel, e Bee Gees. Fez uma participação especial em Woman in Chains, do Tears for Fears, também participou do álbum Break Every Rule de Tina Turner, tocando bateria em músicas como Typical Male e Girls, e também colaborou com a banda Led Zeppelin no Live Aid, tocando bateria. Depois que Peter Gabriel deixou o Genesis em 1975, Collins assumiu os vocais. Esse foi o período de maior sucesso comercial da banda, que continuou através dos anos 80. Enquanto trabalhava tanto como vocalista quanto de baterista, dava os primeiros passos de uma bem-sucedida carreira solo. Phil Collins é considerado por muitos responsável pela transformação POP do Genesis, que após o hit "Follow You, Follow Me", se distanciou do Rock Progressivo. Eu não sou muito chegado no Genesis, era Phil Collins e também na carreira solo. Embora tenha tido muito sucesso, é muito POP para meu gosto. Mas considero Phil Collins um grande músico e um grande batera. Segue um trabalho paralelo de Phil, com uma excelente banda de Jazz Rock Fusion, a Brand X.

Brand X - (1975) Unorthodox Behavior




E, caso cruzem com um dos integrantes do Genesis, eles estão assim hoje:




ENJOY!!!!

8 de set de 2011

Genesis, "All The Help I Can Get"

Genesis tem de todas as formas e o que eu quero mesmo postar ainda tá em vinyl e não deu pra mexer; então que tal este?

Já postaram?
Ótimo.

Não tem?
Melhor ainda.

É bom?
Pra caramba e completamente datado; chega de papo Genesis gosta-se ou não e pronto.Hammersmith Odeon, London, Sep 29, 1982.
Rehearsal for Genesis Reunion Concert at Milton Keynes, Oct. 2, 1982
Soundboard recording, MP3, 192 kbps.

Source:
Soundboard > Cassette

Notes:
Sourced from the master cassette tape, this is the only known copy in circulation of this historic reunion with Peter Gabriel. No Mp3s were involved in the making of this release.


Band:

Peter Gabriel: Vocals
Tony Banks: Keyboards
Mike Rutherford: Bass Guitar
Phil Collins: Drums / Percussion / Vocals
Daryl Steurmer: Lead Guitar
Chester Thompson: DrumsTracklist:

1.1 Back In N.Y.C. (05:56)
1.2 Dancing With The Moonlit Knight (04:02)
1.3 The Carpet Crawlers (05:45)
1.4 Firth Of Fifth (09:02)
1.5 The Musical Box (10:45)
1.6 The Lamb Lies Down On Broadway (06:37)
1.7 Fly On A Windshield (04;37)

2.1 In The Cage (09:21)
2.2 Supper's Ready (24:09)
2.3 The Knife (03:4
2.4 Solsbury Hill (Take 1) (01:51)
2.5 Solsbury Hill (Take 2) (03:24)
2.6 Solsbury Hill (Take 3) (05:04)

Enjoy!!!!!!!!

26 de out de 2010

Genesis "To be or not to be..."

Estou me especializando em quase álbuns, de quase bandas e quase formações de sucesso.... e explico pra quem não entendeu nada do que escrevi ou não tá nem aí pro papo. Como já disse , é muito difícil achar algo que ainda não foi postado ou postar algo que já não tenha sido muito bem feito por uma galera que entende e muito do riscado.

São milhões de postagens e uma mais bonita e bem detalhada do que a outra, o que torna a missão de quem se mete a besta de querer entrar na roda ter de dar a mão; pois já dizem os mais velhos: "Se não quer brincar de roda, porque deu a mão?".

Aí eu vou nos meus guardados e vou procurando uma coisinha aqui e outra ali até encontrar algo que eu mesmo não vejo ou não ouço à muito tempo, e por isso vou ressuscitando algumas raridades como Ray Gillen; Tommy Bolin e agora Genesis com Ray Wilson nos vocais.

Mais uma das mudanças de uma de minhas bandas mais amadas; afinal ao som do álbum "Trespass" comecei a viajar no som fantástico e de uma qualidade impecável do mundo progressivo e o que sempre me chamou a atenção no Genesis foi a capacidade de Peter Gabriel se transformar em cada música e tornar sua voz outro instrumento da banda, chamando pra si a responsabilidade de amarrar as histórias do seu mundo de fantasias em épicos musicais.

Músicos virtuoses foram muitos, mas a base todos sabem que sempre ficou à cargo de Tony Banks nos teclados e Mike Rutheford nas cordas; podem me perguntar e Steve Hackett? e Chester Thompson? e ....Phil Collins?.

Ok, mas tudo só existiu por todo este tempo por causa destes dois que sempre se mantiveram "ingleses" na acepção completa da palavra, e assim continuam nesses mais de 40 anos de estrada; continuamente dando sequência e mantendo viva a chama de um sonho de várias gerações (pra bem ou pra mal, prq depois dessa formação, caíram demais ao meu ver, ao ponto de quase chorar ao ver o mal estar do Chester no último ao vivo deles, e só o Stuermer parecer estar se divertindo, ah que saudades do Genesis...).Nesta versão de 97 participaram:

Ray Wilson - vocais
Tony Banks - Teclados
Mike Rutheford - Guitarras
Nir Zidkyahu - Bateria nas faixas 1,2,3,5,7,10 e 11
Nick D'Virgilio - Bateria nas faixas 4,6,8 e 9

O Escocês Ray Wilson ficou pouco tempo com o Genesis gravando este trabalho e fazendo algumas apresentações muito boas ao vivo, pois tinha uma ótima presença de palco e nos clássicos mandava muito bem...mas depois voltou as suas origens de guitarrista e participou de Greatest Hits variados; não figurando mais desde então no chamado jet-set dos famosos.Obs: Venho repostando na medida do possível e como amigos estão tendo seus blogs deletados do nada, as vz penso o qto vale a pena, então como já foi feito mesmo e é uma lembrança só pra muitos, apesar de novidade pra poucos, tenho buscado links desses reposts que tenham conseguido se manter vivos e isso tem um motivo que explico melhor mais pra frente.

Este vem do "History of the 80 revisited e tem senha ok?
Agradeço ao postador e qqr coisa eu até retiro, mas acho desnecessário subir só pra dizer que fiz ou contar qtos downs foram.
Qdo for raridade mesmo, ou só meu aí sim ok?

pass: historyofthe80s

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!

11 de set de 2010

From Six Hours Live: Genesis - Live At Le Club Bataclan (January 10, 1973)

Conforme prometi, aí está mais um vídeo do famoso box set de mais de 06 hs de apresentações desta super banda, deste super grupo e apesar da qualidade das imagens a magia é tamanha que eu assisto e assisto e vou postando e ouvindo prq é simplesmente perfeito.

Deixo claro mais uma vez aos desavisados, não é o box set completo, por isso na primeira postagem coloquei o nome do show e nesta também está qual show vc está levando; esta é mais uma apresentação na tv e tem apenas um pouco mais de 33 minutos, mas como disse anteriormente me cansei de querer ver e ouvir o Genesis e ter de ir ao youtube para assistir aos pedaços.
A relação completa abaixo é só a título de ilustração do material completo.

Estes dois que postei eu tinha já a algum tempo mas como sempre fiquei com um pé atrás em postar vídeos, evitei ao máximo fazê-lo o que tb faço com flacs, prq dá trabalho subir um arquivo pesado e perdê-lo logo depois e vc acaba muito visado até pelos desafetos, não é incrível?
Mas como eles são de tamanho menor devido a qualidade original ser baixa não são mais do que dois discos então prq não dividir com quem ainda não tem?

Confesso que estou procurando os outros em minhas coisas, mas nos backups da vida muita coisa está perdida pela alcatéia que nunca primou pela organização e nem este lobo imaginava colocar a disposição este material que fui juntando pela vida e além do quê ainda vai se somando o que os amigos enviam e o que vc acha; aí vira uma zona só,rs

Mas assim que possível pretendo trazer os outros vídeos caso os encontre ou alguém mais ágil os possua e queira compartilhar, e entre eles tem muita coisa ainda que quero postar enquanto deixarem, por isso sirvam-se à vontade pq "o ministério da alcatéia adverte que Genesis faz bem a saúde!!!!!"Genesis Six Hours Live 1972-1980 2-DVD set

Double DVD produzido que possui quase 6 e 1 / 2 horas de vídeos muito raros do Gênesis ao vivo nos anos 70.

- Master audio restored to Belgium TV broadcast

- Bataclan restored to original TV broacast quality

- Brighter audio for Shepperton "Silent Sun Promo" 1973!

- Original radio broadcast audio restored to Montreal 1974

- Entire version of The Cinema Show -Montreal 1974

- Entire version of The Battle Of Epping Forest -Montreal 1974

- In Concert 1976 remains as is - in surround sound

- Lyceum Theatre 1980 excellent broadcast quality

- Bonus footage: live performance of 'In The Cage' from 1975
Playlist

Belgium TV - March 20th, 1972
~ The Fountain Of Salmacis
~ Twilight Alehouse
~ The Musical Box
~ The Return Of The Giant Hogweed
Total time: 29:21

Bataclan, France - January 10, 1973
~ The Musical Box (in progress)
~ Interview
~ Supper's Ready (edited)
~ Interview
~ The Return Of The Giant Hogweed (edited)
~ The Knife (second half)
Total time: 33:52

Shepperton, England - October 30-31, 1973
Charisma Silent Sun Promo Concert
~ Intro/Watcher Of The Skies
~ Dancing With The Moonlit Knight
~ I Know What I Like (In Your Wardrobe)
~ The Musical Box
~ Supper's Ready
Total time: 1:00:54
Montreal University Sports Centre - April 21, 1974
~ Watcher Of The Skies
~ Dancing With The Moonlit Knight
~ The Cinema Show
~ I Know What I Like (In Your Wardrobe)
~ Firth Of Fifth
~ The Battle Of Epping Forest
~ The Musical Box (second half)
~ Supper's Ready (edit)
Total time: 1:02:11

In Concert 1976
~ Intro/I Know What I Like (In Your Wardrobe)
~ Fly On A Windshield
~ The Carpet Crawlers
~ The Cinema Show (pt. 2)
~ Entangled
~ Supper's Ready (pt. 2)
~ Los Endos
Total time: 42:37

Dallas, Texas - March 19, 1977
~ Firth Of Fifth
~ Dance On A Volcano/Drum duet/Los Endos
~ The Lamb Lies Down On Broadway/The Musical Box (second half)
Total time: 27:32

Lyceum Theatre, London - May 6-7, 1980
~ Deep In The Motherlode
~ Dancing With The Moonlit Knight (intro)
~ The Carpet Crawlers
~ Squonk
~ One For The Vine
~ Behind The Lines/Duchess/Guide Vocal
~ Turn It On Again
~ Dukes' Travels/Dukes' End
~ Say It's Allright Joe
~ The Lady Lies
~ Phil talking/Ripples (second half)
~ In The Cage/Colony Of Slippermen (instrumental)
~ Afterglow
~ Follow You Follow Me
~ Dance On A Volcano/Los Endos
~ I Know What I Like (In Your Wardrobe)
~ The Knife (first half)
Total time: 2:14:58
Bataclan, France - January 10, 1973

~ The Musical Box (in progress)
~ Interview
~ Supper's Ready (edited)
~ Interview
~ The Return Of The Giant Hogweed (edited)
~ The Knife (second half)

Total time: 33:52

Bataclan restored to original TV broacast quality

Enjoy!!!!!!!!!!!!!

5 de set de 2010

From Six Hours Live: Genesis on Belgian TV – 20 Mar 1972

Andando por aí como sempre, me incomoda ver alguns shows só em pedaços no youtube e não entendo bem o porque; afinal são shows legais, históricos e até raros não tenho dúvidas, mas porque não são encontrados pra downs?

Como apaixonado do Genesis e tendo algum material, as vezes penso sim em postar, mas como no caso deste; é vídeo e como já disse, vídeo e flac dá até desânimo postar prq tem sempre alguma coisa e o troço que leva tempo pra subir é raro de se achar e tal, simplesmente some do dia pra noite.

Mas pelo Genesis vale a pena e principalmente qdo encontrei este mesmo vídeo que está aqui sendo vendido em blog como bootleg raro (o que é mesmo) e isso me deixou profundamente revoltado, prq este show só chegou as nossas mãos devido alguém à época que foi louco o bastante pra gravar em video cassete direto da master e depois deixou rolar pelo mundo afora.

Como alguém o pegou em algum lugar, e ainda quer vender sem ser da gravadora que "detém os direitos"?

É uma puta de uma cara de pau do caramba e como acho que os amigos da alcatéia merecem coisa melhor, aos amantes do progressivo do Genesis e de uma apresentação fantástica onde o destaque fica mesmo pro Hackett e pro Gabriel o pouco de informação que consegui juntei abaixo.

Aproveitei pra mostrar o pack completo que é comercializado; que não é o caso deste vídeo (tá claro e óbvio né Dead no título animal,rs) que é só uma das apresentações; e eu tenho a do "Bataclan" e ainda preciso conferir se tenho o resto prq não me lembro (rs, ah idade secular dos lobos..); mas está aí pra que vc não precise ficar vendo em partes no youtube ou tenha que comprar de algum pilantra.

O arquivo é pequeno (tem um pouco mais de 30 minutos de show) , não perdeu nada prq a imagem é assim mesmo, e pra quem gosta, aproveite logo,rs

Espero que tenha a mesma aceitação do Kansas, que me impressionou mesmo, foram muito mais downs do que imaginava, o que me deixou satisfeito por ter compartilhado certo, assim dá gosto,rs.Genesis Six Hours Live 1972-1980 2-DVD set

Double DVD produzido que possui quase 6 e 1 / 2 horas de vídeos muito raros do Gênesis ao vivo nos anos 70.

- Master audio restored to Belgium TV broadcast

- Bataclan restored to original TV broacast quality

- Brighter audio for Shepperton "Silent Sun Promo" 1973!

- Original radio broadcast audio restored to Montreal 1974

- Entire version of The Cinema Show -Montreal 1974

- Entire version of The Battle Of Epping Forest -Montreal 1974

- In Concert 1976 remains as is - in surround sound

- Lyceum Theatre 1980 excellent broadcast quality

- Bonus footage: live performance of 'In The Cage' from 1975

Playlist

Belgium TV - March 20th, 1972
~ The Fountain Of Salmacis
~ Twilight Alehouse
~ The Musical Box
~ The Return Of The Giant Hogweed
Total time: 29:21

Bataclan, France - January 10, 1973
~ The Musical Box (in progress)
~ Interview
~ Supper's Ready (edited)
~ Interview
~ The Return Of The Giant Hogweed (edited)
~ The Knife (second half)
Total time: 33:52

Shepperton, England - October 30-31, 1973
Charisma Silent Sun Promo Concert
~ Intro/Watcher Of The Skies
~ Dancing With The Moonlit Knight
~ I Know What I Like (In Your Wardrobe)
~ The Musical Box
~ Supper's Ready
Total time: 1:00:54
Montreal University Sports Centre - April 21, 1974
~ Watcher Of The Skies
~ Dancing With The Moonlit Knight
~ The Cinema Show
~ I Know What I Like (In Your Wardrobe)
~ Firth Of Fifth
~ The Battle Of Epping Forest
~ The Musical Box (second half)
~ Supper's Ready (edit)
Total time: 1:02:11

In Concert 1976
~ Intro/I Know What I Like (In Your Wardrobe)
~ Fly On A Windshield
~ The Carpet Crawlers
~ The Cinema Show (pt. 2)
~ Entangled
~ Supper's Ready (pt. 2)
~ Los Endos
Total time: 42:37

Dallas, Texas - March 19, 1977
~ Firth Of Fifth
~ Dance On A Volcano/Drum duet/Los Endos
~ The Lamb Lies Down On Broadway/The Musical Box (second half)
Total time: 27:32

Lyceum Theatre, London - May 6-7, 1980
~ Deep In The Motherlode
~ Dancing With The Moonlit Knight (intro)
~ The Carpet Crawlers
~ Squonk
~ One For The Vine
~ Behind The Lines/Duchess/Guide Vocal
~ Turn It On Again
~ Dukes' Travels/Dukes' End
~ Say It's Allright Joe
~ The Lady Lies
~ Phil talking/Ripples (second half)
~ In The Cage/Colony Of Slippermen (instrumental)
~ Afterglow
~ Follow You Follow Me
~ Dance On A Volcano/Los Endos
~ I Know What I Like (In Your Wardrobe)
~ The Knife (first half)
Total time: 2:14:58
From Six Hours Live: Genesis on Belgian TV – 20 Mar 1972:
The Fountain Of Salmacis,
Twilight Alehouse,
The Musical Box,
The Return Of The Giant Hogweed.

Three of the songs are from the album Nursery Cryme, released 12 November 1971.
Despite having reportedly been written in 1971, Twilight Alehouse was released in the UK as the B-side of I Know What I Like in August 1973.
Genesis - The Musical Box - Six Hours LiveTommygun10289 min 38 sec - Feb 22, 2007Audio restored! Listen how crisp those cymbals/instruments are in this remastered version of the Belgium TV Show. And the only place it's available is on Six Hours Live 1972-1980 - double live DVD And if anyone says "Oh, i have that already!" NO THEY DON'T - Unless they have this Double Live DVD.

Enjoy!!!!!!!!!!!!!

27 de mar de 2010

GENESIS - A TRICK OF THE OUT TAKES - 1975

Passeando pelas matas as vezes procuro refletir sobre tudo que já vivi e vi, e me pego lembrando de situações e momentos dos quais já há muito esqueci ou simplesmente me nego a perder tempo me preocupando.

Aliás é uma dica de muitos especialistas que devemos usar mais agendas, recados e papéis do que acumular a mente com um monte de besteiras que passam a se tornar nossas carrascas e cobrarem nossas atenções até que sejam cumpridas; ou seja marque lá onde quer que seja e qdo for o dia e a hora resolva, ou não e pronto.

Se falo como sempre disse não gostar do Genesis pós Gabriel sei que não sou voz única, e tb sei que muitos não concordam,e aí me peguei consultando alguns discos e achei este entre outros justo desta época e lembrei que pra saber prq não gostava dele, eu ouvi e muito até formar meu próprio julgamento pessoal sobre isso.

E me lembro tb que gostei sim da época inicial da transição, onde ainda a atmosfera tinha um "quê" de Gabriel e a própria banda não havia sido desfigurada e descaracterizada a tal ponto de ser líder de audiência nas principais fms e seus playlists da "babas"; imagina a heresia,rs!!!!

Acho eu que o "Trick", o "Wind" e o "Seconds Out", foram o "canto do cisne", com uma pequena sobrevida no "Call in all stations" e por isso mesmo resolvi postar este som que roda sim por aí, não tanto qto acho deveria, mas o suficiente, pra qqr um ouvir e comparar que mesmo sendo takes ainda em andamento, eram muito melhores do que veio depois e quase no mesmo nível do grupo anterior.

Ao meu ver a presença do Hackett aqui é que faz toda a diferença.
Áudio: 08
Conjunto da obra: 07“A Trick of the Outtakes”

The Sheffield brothers built Trident studios at No. 17 St. Anne’s Ct. Soho in 1967. This studio was the recording site for many rock albums of the 1960’s and 70’s including David Bowie’s Ziggy Stardust and many tracks from the Beatle’s White Album.

The Genesis sessions captured on this CD were recorded there in October of 1975 and then remastered to enhance the listening experience.
The CD begins with Beloved Summer which was the working title for the B-side release called It’s Yourself. It is one of the few songs on the CD that includes vocals.
This is followed by an instrumental version of the song Ripples. Mike Rutherford can be heard counting the tempo at the beginning.

A second version of the song follows. Robbery, Assault and Battery is next and is also in the instrumental mode. Just before the next song, Los Endos, Phil Collin’s can be heard counting the tempo. This song is separated into two tracks detailing different segments of the song.
Mad Man Moon is then presented with piano, drums and some bass. It is, again, an instrumental version and suffers from poor recording but is still quite impressive. Trick of the Tail is then offered with vocals in a version very similar to the official release.

Two versions of Entangled follow, again devoid of vocals.

The accentuation of the guitars is particularly impressive during the first take while the second take is more involved and includes alternatives to the studio mix. Dance on a Volcano is the next track followed by Squonk. Both are presented without vocals and provide an interesting opportunity to really study the instrumentation of these songs.
Recorded at Trident Studios, England October, 1975

Tony Banks Keyboards, 12 String Guitar

Phil Collins Vocals, Drums, Percussion

Steve Hackett Electric Guitar

Mike Rutherford Bass, 12 String Guitar
1. Beloved Summer (It's Yourself) 5:40
2. Ripples (part 1) 4:40
3. Ripples (part 2) 4:11
4. Robbery, Assault & Battery 6:25
5. Los Endos 3:06
6. Los Endos 2:47
7. Mad Man Moon 4:14
8. A Trick Of The Tail 4:35
9. Entangled (inst. 1) 4:36
10. Entangled (inst. 2) 6:33
11. Dance On A Volcano 6:05
12. Squonk 6:54

Total Disc - 59:46

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!

7 de mai de 2009

Genesis Live Bootleg - The Musical Fox Bassel '72

Tracklist:

01 Happy The Man
02 Stagnation
03 The Fountain Of Salmacis
04 Twilight Alehouse
05 The Musical Box
06 The Return Of The Giant Hogweed

Line-up/Musicians

- Tony Banks / organ, mellotron, piano, electric piano, acoustic 12 string guitar, backing vocals
- Phil Collins / drums, percussion, backing vocals
- Peter Gabriel / lead vocals, flute, tambourine, bass drum, oboe
- Steve Hackett / electric guitar, acoustic 12 string guitar, acoustic 6 string guitar
- Mike Rutherford / bass guitar, bass pedals, acoustic 12 string guitar, cello, backing vocals

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!