27 de ago de 2008

Um Tributo interessante.....eu acho!!!

Este trabalho lançado no ano de 2000 na realidade é um bootleg alemão e até onde se sabe não é reconhecido nem pela própria banda,apesar de ter sido lançado como mais uma das homenagens que o Scorpions recebeu durante sua carreira.

Alguns odeiam,outros dão de ombros(principalmente os puristas);eu acabei comprando o disco em uma loja de um amigo que estava deixando de vender importados e me ofereceu alguns albúns com este junto.
Não digo que ao ouvir pela primeira vez não pensei em torcer o nariz,mas como tenho sempre o costume de nunca analisar nada pela primeira vez,encarei e acabei gostando de algumas versões muito bem gravadas e produzidas como a do Helloween para " He's a woman,she's a man"; "Still loving you" com Sonata Artica e Agent Steel com "Dark lady".

Não dá pra dizer que vc vá gostar de tudo ou descartar de primeira,é uma experiência única e acredito valer a pena.
Minha versão original é com capa dupla em papel-cartão com encarte completo de fotos das bandas e suas formações além de um belíssimo cd impresso como na capa com os nomes de todas as bandas e músicas.
Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Obs: O maninho Michel Rhapsody conversava com o boss JohnnyF e disse que os caras do Scorpions aportariam lá por suas bandas,mas que talvez não sejam mais como foram e até concordo,mas pela dica resolvi por mais lenha na fogueira(mano Sara_Evil está vendo as chamas?)

Obs: download atualizado em 17/09/08
Download

20 de ago de 2008

Bom, este é o cara!!! Falar mais dele o quê?

Talvez um pouco de sua infãncia,quando perdeu sua mãe por volta de 09 anos e seu pai já havia vazado. Ele então fingia morar com alguém no barraco que servia de abrigo pra eles na fazenda de algodão que trabalhava em Itta Bena, que era perto de Indianola no Mississippi.
Nessa época ainda chamava-se Riley Ben King e mal conseguia fazer uma refeição por dia,mas mesmo assim ao final do dia pegava um pedaço de pau que havia lixado e nele esticado uma linha de ferro e nesse tosco momento tentava tirar daquilo algum som; o que era muito dificil além de machucar os dedos.

Numa dessas o dono da fazenda sacando o lance foi até ele e fez uma proposta; ele lhe daria um violão e King teria descontado de seu trabalho parcelado o instrumento,claro que a proposta foi aceita e assim nosso herói conseguiu seu primeiro instrumento de verdade,que apesar de verdadeiro era tb tosco e continuava a lhe machucar suas mãos. Mas mesmo assim nas noites de Itta Bena se conta que começavam a ouvir belos acordes e melodias vindas não se sabe de onde mas que a todos qtos conseguiam ouvir embalava.

Bem essa é apenas uma parte das milhares de histórias da vida de B.B.King "O Cara", e aqui vai um som que alguns dizem raro,por não ser encontrado em qqr lugar e nem muito vendido;mas muito bem gravado a mais de 40 anos(1964) num local mágico de Chicago chamado The Regal Theater e com participações já especiais; a voz ainda não era a potência que conhecemos,mas é um registro fantástico de seu bom humor e musicalidade.
Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

B.B.King - vocal e guitarra
Keneth Sands - Trumpet
Johnny Board e Bobby Forte - Trumpetes
Duke Jethro - Piano
Leo Lauchie - Baixo
Sonny freeman - Bateria

download

Vai passear no céu um grande amigo!!

Foto e texto extraido do site oficial de Milton Neves
http://miltonneves.com/blog

José Neto, Wilsinho Fittipaldi, Aluani Neto e Milton Neves: o irmão de Emerson foi ao Detran renovar o exame médico, em 1976 e foi entrevistado pelo repórter da Jovem Pan
13/8/2008 12:48 -

Zé Neto, ex-repórter da Rádio Jovem Pan

ZÉ NETO

Zé Neto, o José Sguillar Neto, repórter de trânsito e rodoviário da Rádio Jovem Pan AM desde 1973, morreu em São Paulo no dia 12 agosto de 2008. No dia seguinte completaria 71 anos. Diabético e cardíaco, “Zé Neto”, como era conhecido, veio a falecer vítima de complicações generalizadas. Ele estava internado no Hospital Santa Cruz.
Repórter e setorista da Jovem Pan no Detran, Dersa, Imigrantes e Anchieta, o saudoso jornalista deixou a esposa Flora, uma filha, quatro netos e um bisneto, que seria neto de seu filho Édson, falecido em 1993.
Fanático palmeirense, Zé Neto ex-jogador varzeano de futebol, pescador apaixonado, e residente desde menino à rua Leandro de Dupret, na Vila Clementino, zona sul de São Paulo, estava aposentado também como funcionário da Dersa e do Detran.
Recordo com saudade dos jornalistas que cobriam a rotina do Detran no início da década de 1970. Ronaldo e Paulo Markun pelo Estadão (este último que em 2008 presidia a Fundação Padre Anchieta), Franz Neto pela Bandeirantes, jornalista que na época era tido como o repórter abelhudo Cofap-Bandeirantes, o primeiro a voar de helicóptero pela cidade de São Paulo para dar informações do trânsito, Milton Neves, Benê Braga e Clóvis Messias pela Jovem Pan, Grassi e Aluani Neto pela Folha de São Paulo, Luis Aparecido da Silva pelo Diário da Noite, Zé Neto pela rádio Marconi e José Carlos Marques pela rádio Globo
Um companheiro
Eu, Milton Neves, trabalhei com ele por mais de 30 anos na Jovem Pan e também no Detran. Zé Neto foi também repórter da extinta Rádio Marconi, em 1971, 1972 e 1973. Saiu de lá para ingressar na Jovem Pan, seu grande sonho.

17 de ago de 2008

Isaac Hayes - Out of the Ghetto - 2000


Bom,falar o quê desse cara?

Quase tudo já foi dito e infelizmente ele foi passear pelo universo, por aqui sua passagem ficou devidamente marcada como um dos maiores soulmans de todos os tempos.

Um puta de um cara legal, boa pinta e inteligentíssimo ao ponto de criar um dos maiores clássicos da música com apenas algumas palavras sussurradas ao final... é lógico que se vc chegou da lua ontem pode não saber que falo do tema de "Shaft".

Este post é auto explicativo....anos de uma grande gravadora com uma pitada de ironia no título,marca registrada dele.

Distraia-se identificando o fato.

Part 01
Part 02

Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!